Polícia

Polícia Ambiental flagra construção de um dique em córrego na localidade do Cruzeiro em São Joaquim

Dique irregular Cruzeiro (1)

Por Flavia Mota

A Polícia Militar Ambiental flagrou na última terça-feira (08), na localidade de Cruzeiro no município de São Joaquim, a construção irregular de um dique no Rio Mantiqueira.

 

Dique irregular Cruzeiro (2)A fiscalização ocorreu através de uma denúncia anônima. Segundo o responsável, proprietário rural, a intenção era a de represar a água do córrego, para encher um tanque o qual seria utilizado para criação de trutas na propriedade, mas que desconhecia a necessidade de autorização junto ao órgão ambiental. A fiscalização foi feita antes mesmo da conclusão do desvio.

O Rio Mantiqueira, aonde o dique vinha sendo construído abastece toda a localidade composta por várias propriedades rurais.

Dique irregular Cruzeiro (3)O responsável foi autuado em flagrante e responderá por crime ambiental, a multa ao final do processo pode chegar até R$1000,00.

De acordo com Polícia Militar Ambiental, é possível ao produtor armazenar água em sua propriedade, mas como em toda atividade utilizadora de recurso natural ou com potencial poluidor, a exemplo das barragens, é necessário que os órgãos ambientais competentes sejam consultados. Tal exigência se deve ao fato de que uma barragem construída sem critérios, coloca em risco não só os recursos utilizados no seu empreendimento, como também a segurança das pessoas e bens com possíveis rompimentos.

 

Outra ocorrência que a Polícia Militar Ambiental atendeu foi um desmatamento em Abdon Batista

 

Desmatamento em Abdon BatistaNa segunda-feira (14), a Polícia Militar Ambiental flagrou o corte de árvores nativas, na localidade de Faxinal, interior do município de Abdon Batista.

 

Os policiais chegaram até o local através de denúncia anônima, onde foi constatado o desmatamento de 1,25ha (um vírgula vinte e cinco hectares), entre as espécies desmatadas estavam a bracatinga e carne de vaca, ambas retiradas sem autorização do órgão competente. A área estava sendo preparada para o cultivo de lavoura.

 

O proprietário foi autuado em flagrante, a multa aplicada foi R$12.000,00 (doze mil reais) e a atividade foi embargada.

Imagens: PMA/ Lages

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close