Política

Pequeno agricultor Catarinense vai vender na Copa do Mundo

Pequeno ProdutorPor Artur Hugen

No interior de Santa Catarina, cerca de 250 jovens se preparam para a Copa do Mundo de 2014. Eles fazem parte da Cooper-família, empreendimento de agricultura familiar dos municípios de Rio Fortuna, Grão Pará, São Ludgero e Braço do Norte, selecionada para ocupar um dos 60 espaços de comércio nos locais do Mundial por meio da campanha Brasil Orgânico Sustentável, do governo federal.

 

A deputada Luci Choinacki (PT), coordenadora da Frente Parlamentar da Agroecologia comemorou a conquista. Brasília – No interior de Santa Catarina, cerca de 250 jovens se preparam para a Copa do Mundo de 2014.Eles fazem parte da Cooper-família, empreendimento de agricultura familiar dos municípios de Rio Fortuna, Grão Pará, São Ludgero e Braço do Norte, selecionada para ocupar um dos 60 espaços de comércio nos locais do Mundial, entre os dias 11 e 27 de junho, por meio da campanha Brasil Orgânico Sustentável, do governo federal.A deputada Luci Choinacki (PT) da Frente Parlamentar da Agroecologia comemorou a conquista “A cozinha está a 100 por hora!”, conta a representante da cooperativa Rayane Layla de Souza, de 20 anos. Eles foram orientados a produzir para um público de 500 pessoas por dia.

 

Para a jovem, a oportunidade vai abrir caminhos, tanto no aspecto de divulgar a agricultura familiar, quanto na construção de comércio local. Das mãos dos jovens catarinenses são preparados para a venda: geleias exóticas, doces, bolachas e pães integrais, licor e cachaça artesanal, entre outros produtos.Por trás de uma cooperativa e da agricultura familiar está uma das principais bandeiras da juventude rural, a de obter condições de permanência no território. “O nosso foco são jovens, principalmente por que é a forma de estimular o jovem no campo”.

 
A jovem conta que a cooperativa é vista como uma alternativa nova, e que os pais mais tradicionais têm receio de apoiar a novidade. “O jovem que está mais aberto vê esse caminho como uma boa oportunidade”, completa. Fundada em 2007, a Cooper-família oferece cursos de capacitação como alternativa de especialização sem precisar sair do campo.“É importante destacar que 70% dos funcionários da Cooper-família são jovens, que conseguem trabalhar e ter uma renda” diz Israel de Souza, de 30 anos, uma das coordenadoras do coletivo de juventude do empreendimento.

 

 

Eles passam a valorizar mais a própria cooperativa. Fazem feira para ter visão de consumidor além de produtor”. A Cooper-família vai levar os produtos para os estados de Porto Alegre e Paraná, no período de 14 a 22 de maio e de 22 a 27 maio, respectivamente Brasil Orgânico e Sustentável a Campanha Brasil Orgânico e Sustentável tem como objetivo ampliar a produção e o consumo consciente de produtos orgânicos e sustentáveis, principalmente aqueles com os selos de produtos orgânicos, da agricultura familiar, do comércio justo e solidário e com indicação geográfica.A campanha pretende levar esses produtos para as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e integra o Projeto Brasil Orgânico e Sustentável, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close