Eventos

Senafrut inicia em São Joaquim

senafrut (13)

 

Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado segue até quinta-feira em São Joaquim

 

senafrut (14)A partir de hoje até quinta-feira (5), São Joaquim, na Serra Catarinense, será sede do 11º Senafrut -Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado, um dos maiores eventos do país para atualização técnica e negócios do setor. Com mais de 40 empresas expositoras e diversas palestras e debates, o Seminário espera receber 900 participantes, entre produtores, técnicos e estudantes. Representando o governador Raimundo Colombo, o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, esteve no Parque Nacional da Maçã, em São Joaquim, nesta terça-feira (3), às 10h, para abertura oficial do evento.

 

Durante os três dias, serão apresentadas e debatidas no Senafrut as inovações tecnológicas para a fruticultura, em especial, para a cultura da maçã.  Segundo o secretário Airton Spies, o seminário é uma oportunidade para técnicos, produtores, pesquisadores e empresas do setor trocarem conhecimento e se atualizarem no que há de mais recente em tecnologia e oportunidades para melhorar a produção de frutas em todos os elos da cadeia produtiva.

 

senafrut (29)“É um evento que tem como marca registrada a grande participação de técnicos e produtores, além do alto nível das discussões. Isso faz com que o Senafrut se torne um dos maiores e melhores eventos da fruticultura do Brasil”, destacou. O secretário assegurou também a continuidade do repasse aos fruticultores do subsídio do seguro agrícola da maçã por parte do Governo do Estado até final do ano, no valor que corresponde a 50% da parte que cabe ao produtor, complementando o subsídio federal.

 

 

Durante a abertura do evento, a secretária de Estado de Desenvolvimento Regional, Solange Scortegagna Pagani, anunciou o apoio do Governo do Estado, através da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina) ao projeto da Coopermuse, cooperativa de mulheres agricultoras, que irá desenvolver produtos de valor agregado a partir de maçãs de baixo valor comercial.

 

Com aporte financeiro de R$ 230 mil e sob os conceitos de tecnologias limpas e reaproveitamento de resíduos sólidos, o projeto contará com pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. “É uma forma de apoiar os pequenos produtores, criando alternativas para agregar valor à maçã através de produtos agroindustrializados de forma sustentável”, afirmou.

 

O prefeito de São Joaquim, Humberto Luiz Brighenti, e o presidente da Epagri, Luiz Hessmann, destacaram em suas falas a importância da atualização técnica e troca de conhecimentos como condição fundamental para a ampliação de competitividade em qualquer setor produtivo, em especial na fruticultura de clima temperado, uma atividade de grande importância para o Sul do Brasil que viabiliza um grande número de propriedades rurais.

 

De acordo com chefe da Estação Experimental da Epagri de São Joaquim e integrante da comissão organizadora do evento, Gilberto Nava, o Senafrut propiciará troca de conhecimentos e tecnologias além de dar oportunidade, aos estudantes e pesquisadores, de difundirem seus trabalhos diretamente ao público consumidor.  Ao longo das nove edições já realizadas, foram apresentadas mais de 15 palestras internacionais e 165 nacionais em diferentes áreas que envolvem a Fruticultura de Clima Temperado, totalizando mais de 5.700 participantes entre técnicos e fruticultores.

 

No dia de hoje, as palestras abordaram tema como as perspectivas da cadeia produtiva da macieira, a viabilidade e o uso da fertirrigação, e por fim a gestão econômica e financeira na produção de clima temperado e o futuro do agribusiness no Brasil. Na quarta-feira, 04, serão apresentados e debatidos o controle de praga e doenças da macieira e da videira, sistema de avisos e alertas agrometeorológicos, e ainda as tecnologias para a frigoconservação de maçãs e polinização em pomares.

 

O seminário encerra na quinta-feira, 05, com debates sobre o manejo da macieira e sistema de plantio em alta densidade, uso de mecanização em pomares e adaptação do sistema produtivo – o pomar do futuro. Ao todo serão 16 palestras, sendo seis apresentadas por técnicos e especialistas internacionais, vindos do Canadá, México, USA, Chile e Itália. Na programação, estão previstos ainda a realização de minicurso sobre elaboração de vinhos na pequena propriedade e exposição de pôsteres com apresentação de mais de 200 trabalhos de pesquisa em fruticultura.

 

O 11º Senafrut é promovido pela EPAGRI (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), ASSEA (Associação dos Engenheiros Agrônomos da Serra Catarinense), Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional – SDR São Joaquim e Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Prefeitura de São Joaquim, AMAP (Associação de Produtores de Maçã e Pera de Santa Catarina) e ABPM (Associação Brasileira de Produtores de Maçã).

Imagens: Dionata Costa

Veja mais imagens:

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close