DestaqueNotícias

Treinamento sobre poda e condução da macieira em São Joaquim

Treinamento Poda (1)

Por Marcelo Cruz de Liz

Realizou-se nos dias 10 e 11  de junho em São Joaquim dois treinamentos de poda e condução da macieira  promovido pelo Escritório Municipal da Epagri de São Joaquim,  nas comunidades de Costa da Antonina e Boava, onde  participaram 63 fruticultores e fruticultoras.

 

Contou com a participação  do pesquisador da Estação Experimental de São Joaquim Engº agrº José Massonori katsurayama e do Engº agrº Marcelo Cruz de Liz Extensionista Rural do Escritório Municipal de São Joaquim, demonstrou-se os principais pontos que envolvem esta prática na fruticultura de clima temperado, em duas etapas a primeira com aula teórica sobre o assunto, mostrando sua importância e a relação deste trato cultural com a qualidade e produtividade dos pomares e a segunda com uma prática no pomar, demostrando os principais pontos e cuidados desta prática para a cultura da macieira.

 

Treinamento Poda (3)Na parte teórica o pesquisador mostrou os dados de pesquisa em média e alta densidade que estão sendo conduzidos na estação experimental, além de outras informações importantes deste trato cultural. A  poda e condução da planta em sistema de plantio de baixa  média e alta densidade objetiva-se estabelecer equilíbrio entre a vegetação e a frutificação, melhorar a qualidade dos frutos e produtividade do pomar e o correto direcionamento dos ramos ao longo do tronco.

 

Esta prática proporciona alguns benefícios tais como manejar a forma e altura da planta, desenvolvimento rápido e vigoroso com frutificação precoce, permitir a entrada de luz no interior da copa melhorando as reservas,  melhorar a qualidade do fruto  no seu tamanho, coloração e sabor, facilitar os tratos culturais com plantas facilmente manejadas, reduzindo a mão de obra, fundamental hoje na atividade.

 

Treinamento Poda (4)Demonstrou-se aos fruticultores alguns pontos importantes da poda como uma boa formação dos ramos  principais que estruturem a planta, bem como mantenham uma boa relação de espessura com o líder central, de tal forma que a planta mantenha um equilíbrio entre a vegetação e a produção, formando ramos laterais ou carregadores bem distribuídos ao longo do  prolongamento do ramo principal, a poda de pós-colheita pode ser utilizada para diminuir o vigor e manter as plantas equilibradas.

 

Os fruticultores devem analisar a intensidade da poda,  conforme o vigor da cultivar e porta enxerto, a fertilidade das gemas do pomar, sistema de  plantio utilizado, altura desejada das plantas, stress hídrico e outros fatores climáticos envolvidos, fertilidade do solo, nutrição das plantas, produção atual e anteriores, região de cultivo, maior captação de luz solar para transformação de fotoaassimilados em órgãos frutíferos  de qualidade ( esporões, lamburdas e brindilas ) e a  complementação com poda verde se necessário.

 

Treinamento Poda (2)Nas plantas adultas deve-se analisar a redução planejada da altura das plantas, mantendo a forma piramidal, retirando ramos concorrentes, encurtar ramos produtivos quando muito finos, longos e envelhecidos, retirar ramos mal colocados e que estejam sombreando a parte mediana e  baixa da planta.

 

Segundo os técnicos  Massanori e Marcelo , a poda de inverno é uma prática fundamental na cultura da macieira, para se determinar ganhos  de qualidade nos frutos  e aumentar a produtividade do pomar, sempre pensando no equilíbrio da planta e das produções ao longo dos anos.

 

 

 

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close