Serra Catarinense

Utilidade Pública! Serra do Corvo Branco será interditada na próxima semana

Serra do Corvo Branco

 

Por Vitor Louzado Assessoria de Comunicação Departamento Estadual de Infraestrutura

O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) interditará a Serra do Corvo do Branco, na SC-370, entre os quilômetros 98,8 e 104,8, em ambos os sentidos, por 12 meses, a partir do dia 14 desse mês. A medida, anunciou o presidente Paulo Meller, “permitirá os serviços de contenção de encostas e terraplanagem numa faixa de rolamento sinuosa e estreita”. As rotas alternativas para o Planalto Serrano, no período, serão pela Serra do Rio do Rastro (SC-390) e BR-282. Essa é a segunda etapa de pavimentação da rodovia. Na anterior, foi asfaltado o trajeto de 20,6 Km entre a cidade de Urubici e a localidade Canudos, próximo à Serra do Corvo Branco. A obra iniciou em dezembro de 2008 e ficou pronta em março de 2012.

Meller chamou a atenção dos motoristas para a existência de obras em praticamente toda a extensão da rodovia SC-370 entre Tubarão e Urubici, onde o Poder Executivo aplicará mais de R$ 177,3 milhões até 2016. “É o maior empreendimento rodoviário do Governo em volume de recursos”, enfatizou.

Nesse momento, há trabalhos em andamento também nos seguintes trechos da SC-370: Tubarão a Braço do Norte/São Ludgero e de Grão Pará a Urubici. Entre Grão Pará e Urubici, a obra foi dividida em dois segmentos: um de Aiurê até Canudos em Urubici (9,6 quilômetros) e que compreende a Serra do Corvo Branco propriamente dita e a área a ser interditada de 6 quilômetros (Veja mapa e detalhes em vídeo no final da matéria). Ele concentra as rampas mais íngremes e as curvas mais acentuadas. No outro segmento, em andamento de Grão Pará até Aiurê, além da colocação de asfalto compreende a construção de três pontes em substituição às antigas, de madeira.

Em Urubici, a SC-370 dá acesso ao Morro da Igreja, um dos pontos turísticos mais visitados da Região. Além de fomentar o turismo, pois diversas pousadas também estão instaladas ao longo da Rodovia, a pavimentação facilita o trânsito da produção agrícola do Rio Canoas, onde cerca de 500 famílias são beneficiadas, entre pequenos produtores de hortaliças, fruticultores e ligados à atividade leiteira.

A Serra do Corvo Branco, um dos pontos turísticos mais visitados do Sul do Estado, foi aberta ao tráfego de veículos pela primeira vez e de forma pioneira em 1980. De acordo com relatos da comunidade, desde 1974 havia condições de travessia no local. Em 1999, foi ampliada a largura do corte e pavimentados 600 metros.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close