Acidente

Absurdo – Criança sofre acidente e SAMU demora cerca de 40 min para “não” fazer o atendimento em São Joaquim

acidente meininha

Da Redação São Joaquim Online

Uma criança de 10 anos de idade caiu de uma altura de cerca de 3 metros de altura enquanto tentava fixar um balanço na Rua Antônio Pereira Sobrinho no Bairro Bela Vista. A menininha caiu por cima de uma mesa e bateu a cabeça e as costas vindo a ficar estatelada e imóvel no chão. O incidente ocorreu por volta dás 18 horas da tarde desta última sexta-feira (14).

SAMU de São Joaquim
Pai da menininha vê inacreditavelmente o SAMU chegando 40 minutos após a chamada…

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – o SAMU foi acionado, porém, demorou cerca de 40 min para chegar ao local. Cansados de esperar os pais da garotinha acionaram o Corpo de Bombeiros que prontamente fizeram o atendimento imobilizando e a encaminhando para o hospital de Caridade Sagrado Coração de Jesus com fortes dores na cabeça e nas costas.

O inacreditável disto tudo é que a cidade de São Joaquim possui duas ambulâncias do SAMU, sendo uma Unidade de Suporte Básico conhecida como USB e uma Unidade de Suporte Avançada conhecida como USA. A Unidade Básica USB declarou que demorou para prestar o atendimento porquê estava em outra ocorrência também de uma criança que havia caído de uma escada, já a Unidade Avançada – USA nem sequer saiu da garagem porque não foram acionados, uma vez que a unidade reguladora fica na cidade de Lages.

Por telefone a unidade reguladora do SAMU (em Lages) não quis dar maiores informações sobre o porquê a outra ambulância (que estava livre) não foi acionada, apenas prestou a informação que por protocolo as ambulâncias seguem os critérios de um médico regulador e se caso a imprensa (veja bem o que disseram), se caso a imprensa quisesse prestar “uma queixa” teria que ligar para um 0800 em Brasília.

No momento em que a menininha precisava de socorro a Unidade Avançada do SAMU  ficou estacionada na garagem e nem sequer foi acionada pela central de Lages
No momento em que a menininha precisava de socorro a Unidade Avançada do SAMU ficou estacionada na garagem e nem sequer foi acionada pela central de Lages

Acontece que… Embora haja um médico na central reguladora de Lages que estabeleça os tais critérios se a ambulância avançada deve ou não se deslocar para o atendimento a uma criança acidentada, o Estatuto da Criança e do Adolescente reza o “princípio da absoluta prioridade” dos direitos de crianças neste tipo de atendimento.

A lei também diz que o médico no exercício de sua atividade deve obedecer as prioridades que a legislação prevê… “principalmente para crianças”.

Conforme dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente o ECA, art. 4º: “É dever […] em geral do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde […]

Parágrafo único: A garantia de prioridade compreende: a) primazia de receber proteção e socorro em quaisquer circunstâncias; b) precedência de atendimento nos serviços públicos ou de relevância pública;”

Então fica a pergunta, será que houve negligência da central reguladora no atendimento para esta menininha?


Família recebeu auxílio da Defesa Civil há exato um mês atrás…

Esta é a segunda vez que a família tem um infortúnio em apenas um mês, no exato 14 de Outubro a casa desta família foi atingida por um enchente às margens do Rio São Mateus, a família precisou de ajuda e roupas para as crianças, por sorte foi prontamente atendida pela Defesa Civil. O mesmo já não se pode dizer do SAMU.

 

 

Related Articles

11 thoughts on “Absurdo – Criança sofre acidente e SAMU demora cerca de 40 min para “não” fazer o atendimento em São Joaquim”

  1. A central ser aqui ou acolá, não justifica a falta de atendimento. Se existe algum órgão regulador ao qual tenha que vir uma resposta de fora, então não tem o por que ter essas unidades em São Joaquim.
    A central de São Joaquim, tem que ter autonomia para respostas rápidas e efetivas em qualquer ocorrência, pois se trata de vidas humanas, e o bom senso nestes casos é fundamental. Ou estas unidades funcionam como forma de atender as ocorrências efetivamente, ou então terão que arcar com processos indenizatórios contra a falta de atendimento e até omissão de socorro este caso.
    Vai uma sugestão, façam contato direto com os bombeiros, pois estes atendem de forma rápida e não dependem de BURROCRACIAS para justificarem suas incompetências.

  2. Todos criticam mas temos que deixar uma coisa bem clara… a USB é de responsabilidade do município e atende muitas ocorrências e só não foi porque já estava em outra ocorrência atendendo uma criança, já a USA é de responsabilidade da SPDM que é uma empresa terceirizada com responsabilidade plena de uma regulação do Estado. Muitos culpam e julgam o SAMU mas tem que entender que os técnicos, médicos, enfermeiros e motoristas só podem sair para uma ocorrência após a liberação da Central de Regulação que esta fica em Lages…. como pode né? todos ficam só julgando e criticando as pessoas erradas ao invés de culparem os devidos responsáveis. Eu uma vez precisei de atendimento e fui bem atendida e foi rápido…. mas nem sempre é assim e os verdadeiros culpados que regulam em qual atendimento devem sair as ambulâncias esses nunca são punidos e os que atendem, socorrem, na maioria das vezes não são reconhecidos. Preciso falar pois o que é certo é certo mais também temos que ser justos.

  3. mas é um descaso mesmo porque uma localidade cujo nome não quero citar registra uma ocorrencia alem de que demoram ao telefone e fazem perguntas depois passam para medico mas tudo isso necessario mas 28 km da cidade sendo que 20 de “astrada de chão” demaram 1 hr e pouca para encontrarem o paciente em quase metade da viajem sacanagem e chega ao hospital de sj o paciente é atendido por um dr. que cujo nome nao sera citado faz um pessimo trabalho e mal atendimento pois bate um raio x do braço, da cabeça,e da coluna relata que o paciente fraturou o cotovelo, e a base do craneo e na coluna nada sofreu entao vendo tal situação de descaso pelo paciente a familia pede transferencia para o hnsp de lages. nada feito la tambem levaram-o para uma clinica particular vendo os resultados dos raio-x levados de nossa cidade constataram que nao havia fratura de braço fizeram novos raio-x e tambem nao havia fratura de base de craneo e a coluna apresentava uma fratura de um angulo de 45º.Que descaso de nossos socorristas.

  4. Espero que os pais desta criança tomem providências sobre esse caso do geito que está não da mais pra ficar, o samu de São Joaquim leva uma eternidade para socorrer alguém por que primeiro a ligação vai para lages para depois acionarem aqui , palhaçada será que o município não tem condições de ter uma central aqui? Acredito que não pois o município é precário em muitas coisas principalmente com relação a saúde.

  5. Eu acredito que o Samu deveria ser subordinado ao Bombeiros. Ai ele funcionaria. Aqui em Blumenau também se precisar do Samu ele vem mais devagar do que o carrinho do Marcos velho!

  6. Não entendo se é serviço de urgência ,ainda ter que dar satifação pra Lages .Se quiser reclamar tem que ser em Brasília .Então não se trata de emergencia …Isso é o cúmulo …..

  7. Devia ter o celular da samu direto de sao joaquim e nao de lages…
    Palhaçada! Se fosse com alguem de minha familia eu Que iria buscar a samu! Acho que um profissional nao precisa de ordem de gente la de fora para socorrer uma pessoa pertinho da unidade correndo o risco de vida., tem que ter amor a profissao e nao somente a dinheiro. Claro que os mesmos sao copetentes! Mas vamos tentar mudar o mundo ne!

  8. Eu pergunto,o que funciona nessa cidade????Não temos saúde,estradas,lâmpadas nas ruas,só pagamos nossos impostos em dia e não vemos nada,nada,nada!!!!!!!!!!!!!!!!O fim do ano está chegando e os carnês do i.p.t.u,e se não pagar eles cobram e bemmm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close