São Joaquim

Monsenhor Blévio Oselame recebe homenagem do Lions Clube São Joaquim Planalto pelos 60 Anos de Sacerdócio

Especial da Redação São Joaquim Online

60 Anos pregando a fé!

Homenagem Padre Blevio (7)

O Lions Clube São Joaquim realizou no último domingo uma sessão solene comemorativa em homenagem ao monsenhor Blévio Oselame. A ideia partiu de João Batista Goulart que é um dos membros do Lions e todo o grupo de Leões abraçaram a causa e então engajaram para montar uma grande e merecida homenagem ao homem responsável pelas obras de Deus em São Joaquim e por pregar a fé em milhares de cristãos devotos a religião católica.

Homenagem Padre Blevio (18)A Solenidade aconteceu na sede da Associação dos Madeireiros no Centro de São Joaquim e contou com a presença de várias autoridades e convidados, logo após a sessão foi servido um delicioso almoço acompanhado de um suculento churrasco para comemorar os 60 anos de sacerdócio do Monsenhor Blévio Oselame.

Imagens: Dionata Costa e Silvana Ludvich


 

Homenagem Padre Blevio (37)Bibliografia de Monsenhor Blévio Oselame

Por Silvio Silveira Filho

Padre Blévio Oselame, filho de José Oselame Thereza Crestani Oselame nasceu no dia 11 de fevereiro de 1926 no distrito de Cocai do Sul – Município de Urassanga – SC., de destacada família de 08 filhos. Em idade escolar frequentou o Grupo Escolar de Cocei e formou–se no complementar que na época equivalia o grau de Professor. mais tarde, em 1940 mudou-se com a família para Consolação localidade entre o Rio Rufino e Urubici, mais tarde para Rio Rufino.

Vocacionado para o sacerdócio, em 1941 ingressou no Seminário Diocesano de Caxias do Sul – RS. cursando o colegial e científico. Em 1947, ingressou na faculdade de Filosofia e Teologia em São Leopoldo – RS. no Seminário Central dos Padres Jesuítas.  No dia 08 de Dezembro de 1954, foi ordenado sacerdote na Catedral de Lages por Dom Daniel Hostin, Padre aos 24 anos, mesmo antes de concluir o curso de Teologia, mais tarde, depois de padre bacharelou-se na Faculdade de Ijuí – RS, com cadeira registrada no MEC na Secretaria de Educação em Florianópolis, nas disciplinas de Filosofia, Sociologia e Historia.

Depois foi servir as Paróquias de Piratuba, Piritiba e Esteves Junior somente depois veio para São Joaquim, onde almeja ser sepultado ao lado do mausoléu onde repousam os restos mortais do saudoso padre João Batista Viecilli na Capela Senhor dos Passos.  Foi nomeado Pároco de São Joaquim no dia 10 de janeiro de 1957 onde passou a se dedicar a um trabalho de reunir a todos na fé em Jesus Cristo, sendo bem aceito pela comunidade Joaquinense. Num convívio ao lado da comunidade atuava com iniciativas de incentivos ao crescimento religioso, educacional e econômico da Paróquia e Município.

Padre Blévio teve participação de apoio na construção da Escola Técnica de Comércio, antigo Colégio Cenecista lá foi também professor voluntário ao lado das demais professores que atuavam no município. Como promotor religioso e administrador econômico da Paróquia, concluiu as obras da atual Igreja Matriz, construiu a atual Casa Paroquial que na época (1º de janeiro de 1959) era tida como a construção mais moderna de São Joaquim.

Foi Inspetor Escolar por quatro anos,por nomeação do Sr. Governador Celso Ramos, abrangendo a região de São Joaquim, incluindo os Distritos de Bom Jardim e Urupema que ainda não haviam se desmembrados, diante dessa nova realidade percebeu a carência de maior espaço físico para escolas, tanto da cidade como no interior. Daí a construção relâmpago do Colégio Paroquial São José, com capacidade para mais de 360 (trezentos e sessenta) alunos (como Escola particular) onde foi professor, depois do Colégio ser estadualizado abrigou aproximadamente de 1.200 estudantes.

Construiu a residência das Irmãs diretoras e professoras do referido Colégio,cujas Irmãs Franciscanas vieram a São Joaquim a seu pedido, Pe. Blévio é um dos Sócios fundadores da Rádio Difusora “São Joaquim Ltda. Foi produtor e apresentador do programa “A Voz do Vigário” desde 1960. Em 1967 construiu o edifício chamado Conjunto do Salão Paroquial “Frei Rogério”. Mais uma grande obra foi a construção da Casa de Formação servindo para cunho religiosa e Social que hoje abriga um Colégio Particular, não citando todas suas realizações materiais e religiosas nas comunidades do interior do Município e Paróquia, que seria um vasto leque, com mais de 18 capelas e mais 4 Capitéis.

Poderia ser considerado um padre engenheiro que alias é seu ponto forte, não falando em político por tradição familiar, sempre cogitado para cargos públicos, mas que nunca aceitou. Claro,todas as obras foram realizadas com recursos provenientes da amizade popular, com doações e festas na Comunidade, sendo sempre líder em tudo.É cidadão Joaquinense desde 1963.

É sócio honorário de vários clubes de Serviço Joaquinense, pois sempre esteve lado a lado com todos os movimentos e eventos socioeconômicos e políticos,culturais,recreativos,desportivos, beneficentes e principalmente religiosos, razão primeira de estar entre eles Há 58 anos, cujas placas de benemerência ou Méritos a ele Outorgados, estão à direita da igreja Matriz, outro Mérito a ele Outorgado foi uma escultura em pedra ferro na forma de uma mão e colocados em Praça Pública, foi uma homenagem da Colônia Japonesa na passagem dos 30 anos em solo Joaquinense e 50 anos no exercício do Sacerdócio de Blévio Oselame.

Foi justa a homenagem do Lions Clube que o distingue entre as pessoas que fazem parte da nossa história porque não dizer, nos honram! Blévio Oselame talvez tenha sido o primeiro Padre a permanecer em uma única paróquia por tanto tempo, foram 58 anos em São Joaquim – SC.  Pelos motivos citados, justa será qualquer homenagem, incluindo a da Paróquia de São Joaquim.

Durante sua estada em São Joaquim, muitas vezes foi incompreendido, o sangue Ítalo brasileiro sempre aflora suas veias, em suas homilias sempre foi severo, na pregação e nos ensinamentos da igreja, por muitas vezes austero. Visionário e com vocações impares sempre procurou fazer obras para a posteridade, conseguiu a simpatia popular e assim concluiu a Igreja Matriz e ao mesmo tempo já construía a Casa Paroquial entre outras grandes obras.

Direitos Autorais da Biografia de Monsenhor Blevio Oselame  – Silvio Silveira Filho

 

Veja mais imagens da Homenagem:

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close