Serra Catarinense

Pera Rocha é a nova alternativa agrícola do Planalto Serrano

pera
Mônica Corrêa para Agência São Joaquim Online
Está nascendo na Planalto Serrano, uma nova alternativa frutícola, a pera rocha. O empresário português Nazário Santos, também produtor de vinhos finos de altitude é o responsável pela implementação do projeto, com a colaboração da Epagri, Prefeitura de São Joaquim e a Secretaria de Estado Regional. A pera rocha (pera portuguesa ), tem rentabilidade bem maior que outras culturas, como por exemplo a maçã.

Na verdade, ela pode ser uma alternativa complementar ao cultivo da maçã, pois esta fruta já é produzida em larga escala nacional.

A pera rocha é consumida em pelos menos 20 países, entre eles Inglaterra e Brasil, onde existe um volume maior de venda e melhor preço para a variedade,

“Com um déficit de 95%, entre a produção nacional e o consumo, o Brasil importa 175 mil toneladas de peras por ano, envolvendo uma saída de divisas na ordem dos 200 milhões de dólares”, afirma Nazário Santos.

De acordo com levantamento econômico, é fácil entender a facilidade de escoamento da pera rocha, pois a produção portuguesa, maior produtora do mundo, não acompanha a demanda internacional e a colheita no hemisfério norte acontece em agosto, enquanto que no Brasil se colhe em fevereiro.

Em termos comparativos de preço, por exemplo,  a maçã é comercializada no Ceasa a R$ 35.00, uma caixa de 18 kg e a pera a R$ 53.00 a caixa de 10 kg.

Foto: Miguel Santos

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close