Agora

Governador Raimundo Colombo vai a Florianópolis negociar a restauração da Ponte Hercílio Luz

Por Artur Hugen

O governador Raimundo Colombo embarca em sua primeira missão oficial de 2015 nesta terça-feira, 10. A comitiva liderada pelo governador irá a Pittsburgh, no estado americano da Pensilvânia, com o desafio de trazer uma solução para o processo de restauração da ponte Hercílio Luz. O governador repassa o cargo para o vice, Eduardo Pinho Moreira, no fim da tarde desta terça-feira.

Na viagem, Colombo irá se reunir com empresários da American Bridge, mesma companhia que construiu a ponte entre 1922 e 1926, e que pode ser contratada para a segunda etapa de restauração da estrutura. “Queremos uma solução efetiva para a ponte. Esse contato com a empresa que a construiu deve ser muito positivo. Esperamos que todas as tratativas evoluam e que Santa Catarina consiga, enfim, ver seu principal monumento histórico restaurado e aberto para o tráfego”, afirma Colombo.

Acompanham o governador os secretários de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, e da Infraestrutura, João Carlos Ecker, o engenheiro fiscal da obra, Wenceslau Diotallevy, e assessores. Fora da comitiva governamental, também viaja com o grupo o projetista da restauração da ponte e diretor técnico da RMG Engenharia, Jurn Jewe Maertens.

ponte_hercilio_luz

Com o trabalho na Hercílio Luz paralisado desde julho de 2014, o Governo de SC acredita que a American Bridge tenha capacidade técnica para assumir a restauração dentro do cronograma e orçamento planejados pelo Estado. “Por telefone, a empresa afirmou que teria interesse de trabalhar novamente na ponte. Precisamos apresentar o que já foi feito e o que esperamos do trabalho dela”, diz Diotallevy. Se houver acordo, o contrato poderá ser celebrado com base na legislação em vigor e com a maior segurança jurídica possível. A intenção do Governo é mostrar aos órgãos fiscalizadores que a empresa se destaca por possuir experiência na área, conhecer a estrutura e ter tecnologia de ponta para realizar a obra. Também contam a necessidade e a urgência em resolver o impasse da restauração, que se desenrola há aproximadamente sete anos.

A empresa americana atua desde 1900 com grandes pontes, instalações marinhas e outras estruturas de alta complexidade, trabalhando com a concepção até a execução dos projetos. Além da Ponte Hercílio Luz, tem no portfólio obras em diferentes estados americanos e em países da Europa.

A intenção é que a American Bridge fique com a etapa final da restauração. Outra empresa ainda precisa ser contratada para os trabalhos emergenciais de construção da estrutura provisória que sustentará o vão central, na chamada operação Ponte Segura.

Além de representar um símbolo turístico e patrimônio histórico do Estado, a ponte terá um papel importante no trânsito da Grande Florianópolis após restaurada. Segundo informações do Deinfra, as pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, que ligam a Ilha ao Continente, recebem uma média de 178 mil veículos por dia, entre entradas e saídas (o número é resultado de uma média anual, considerando também o período da temporada de verão). Pela ponte de ferro, passariam aproximadamente 22 mil veículos por dia.­

Histórico da Ponte Hercílio Luz

A Ponte Hercílio Luz foi construída na década de 1920 – entre novembro de 1922 e maio de 1926 – pelas firmas associadas Byington & Sundstrom, que viriam a se tornar a American Bridge. A ponte foi oficialmente inaugurada em 13 de maio de 1926 e fechada para o tráfego de veículos pela primeira vez em 22 de janeiro de 1982. Em 1988, foi reaberta somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal e, em 1991, foi novamente interditada a qualquer tipo de tráfego.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close