GeralTradicionalismo

CTG Barbicacho Colorado completa 54 anos

CTG01
Schaina Marcon para Agência São Joaquim Online
Um bolo foi servido na sede do CTG e empossada a nova patronagem
O Centro de Tradições Gaúchas Barbicacho Colorado de Lages completou nesta terça-feira, 17 de fevereiro, 54 anos de fundação.
Para celebrar a data os integrantes se reuniram na sede do CTG no Morro do Posto para homenagear a entidade com direito a parabéns gaúcho e um bolo de aniversário que foi servido aos participantes.
Durante o evento também foi eleita e empossada a nova Patronagem que vai comandar o CTG pelos próximos dois anos. Por decisão unânime dos integrantes do CTG filiados ao MTG-SC ficou decidido que o novo Patrão Geral é Mário Arruda, o novo Capataz (Patrão da Campeira) é Carlos Eduardo Moraes Granzotto, o novo Sota Capataz (Diretor Financeiro) é Juliano Duarte e o novo Agregado (Patrão Artístico) é Joel Jesus da Silva. Na Coordenação Artística foi empossada também Sueli Doors.
A nova diretoria tem a missão de continuar o trabalho desenvolvido ao longo desses dois últimos anos em que Zenor José Zambam Júnior ficou a frente da entidade como patrão.
“Foi uma grande experiência comandar um CTG tão respeitado e premiado em todo sul do país. Eu aprendi muito nesse tempo e foi uma honra ser patrão do Barbicacho.” Afirma Zenor Júnior. CTG03
O novo patrão Mário Arruda já comandou o CTG anteriormente e é um dos grandes incentivadores da cultura tradicionalista em Lages. Neto de um dos fundadores do CTG, Herdenante Vieira de Arruda, Mário participa e acompanha o Barbicacho desde criança. Agora, Mário pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido por Júnior como a incorporação de novos associados, além de finalizar a ampliação da sede, com o novo salão de ensaios.
“A gestão do Zenor Júnior foi inovadora e trouxe muitas conquistas para a entidade, ele e a sua família continuam atuando dentro do CTG como dançarinos e nós pretendemos dar continuidade aos projetos iniciados por ele. Também temos novas ideias para colocar em prática, sempre pensando no bem estar dos integrantes do Barbicacho e na preservação da cultura tradicionalista da nossa região. ” Explica Mário Arruda.
O CTG Barbicacho Colorado conta hoje com mais de 300 associados que participam de diversas atividades campeiras e artísticas. Além disso o CTG também conta com um grupo de projeção folclórica Barbicacho Dança Show, que já fez milhares de apresentações pelo país, participou duas vezes do Festival de Dança de Joinville como grupo convidado, no Domingão do Faustão da Rede Globo, também foi convidado para um Festival de Folclore na Itália e foi vencedor do Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura de 2013 com o Projeto Boleadeiras e Dançares.
História do Barbicacho Colorado
O CTG Barbicacho Colorado é uma entidade cultural, campeira e artística sem fins lucrativos, fundada em 17 de fevereiro de 1961 pelo pecuarista Afonso Alberto Ribeiro Neto, “Al Neto”. O nome do CTG é uma referência a Anna Maria de Jesus Ribeiro, conhecida na história catarinense e brasileira como a heroína dos dois mundos Anita Garibaldi.
Quando ela cavalgava durante a Revolução Farroupilha, em uma Batalha chamada “Batalha do Rio Marombas” nos campos de Lages, usava uma fita colorada para prender seu chapéu. Daí nasceu a inspiração para o nome do CTG e os versos “Colorada era a fita Barbicacho de Anita”.
O Barbicacho é uma peça de couro, trançado ou não, de couro ou tecido que serve para prender o chapéu nas lidas de campo.
CTG02

CTG04

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close