PolíticaSerra Catarinense

Prefeitos discutirão medidas de enfrentamento às dificuldades financeiras

reunião amures01

Oneris Lopes para Agência São Joaquim Online

As dificuldades financeiras e adoção de medidas para enfrentam a crise neste início de ano. Será uma dos assuntos da pauta da assembleia de prefeitos da Amures, nesta segunda­feira (23), na sede da associação. A reunião será a primeira sob a presidência do prefeito de Correia Pinto, Vânio Forster que entregará a todos os municípios, um mapa atualizado da malha viária, distâncias, localidades e da hídrografia.

O primeiro assunto da assembleia que iniciará ás 9 horas será sobre uma proposição de referendum de contribuição financeira dos municípios à Federação Catarinense de Municípios (Fecam). O presidente da federação, prefeito de Chapecó José Cláudio Caramori e o diretor Celso Vedana farão a defesa da proposta.

Em seguida será apresentada a primeira ação prática da implantação do Banco de Dados da Amures. Os prefeitos receberão um mapa em papel e meio digital de seus respectivos municípios para o planejamento de ações administrativas. “São mapas fundamentais para planejar recuperação de estradas, escoamento de produção agrícola e intensificação de ações governamentais”, adianta Vânio Forster.

Os prefeitos também devem discutir medidas de enfrentamento à crise financeira. Só como exemplo, o primeiro e o segundo repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de fevereiro deste ano tiveram uma redução de 13,04% em relação a igual período do ano passado.

Forster aconselha aos gestores municipais cautela e prudência na execução de suas despesas. Ele deverá propor a adoção de medidas coletivas dos municípios para que os prefeitos não percam o controle fiscal. Os prefeitos, ainda tratarão de assuntos relativos ao Consórcio Serra Catarinense (Cisama), Consórcio de Saúde e de uma proposta de emenda parlamentar coletiva da deputada federal Carmem Zanotto para construção da Policlínica Regional. A deputada confirmou presença na reunião.

Related Articles

2 Comments

  1. Tem que começar pelo enxugamento da máquina pública, tem prefeitura da região da amures que tem funcionário saindo pelas janelas, por exemplo São Joaquim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close