PolíticaSerra Catarinense

Carmen confirma recursos para futura policlínica regional

Amures

Oneris Lopes para Agência São Joaquim Online

Em articulação desde o ano passado quando foi priorizada no orçamento regionalizado da Assembleia Legislativa, a implantação de uma policlínica regional dentro do Consórcio de Saúde da Amures deu mais um passo importante na manhã desta segunda-­feira. A confirmação da deputada federal Carmen Zanotto, de destinar R$ 1.5 milhão de sua cota de emendas impositiva para a futura unidade de saúde.

Ao participar da assembleia dos prefeitos na sede da Amures, a deputada disse que da cota especifica da saúde, de R$ 5 milhões que terá este ano, ajudará a estruturar a policlínica regional. E observou que terá de ser feito um trabalho minucioso após o empenho do dinheiro para não se perder o recurso.

“Das indicações do ano passado tivemos problemas em algumas emendas que se perderam e não podemos correr este risco. Vamos firmar o compromisso da continuidade dessa obra com futuras emendas”, reiterou a deputada. A meta agora será definir a área para construção da policlínica regional.

O secretário Regional de Lages João Alberto Duarte se manifestou favorável à proposta e se comprometeu consultar o governo do Estado da possibilidade de ceder à área do antigo prédio da Casan para implantação da policlínica. O projeto arquitetônico também já está em andamento para que a obra possa iniciar ainda este ano.

O deputado estadual Gabriel Ribeiro e a secretária Regional de São Joaquim Solange Pagani, também se posicionaram favoráveis ao projeto e se colocaram a disposição para que os pacientes de toda região sejam atendidos numa policlínica própria do Consórcio de Saúde.

O presidente da Amures, prefeito de Correia Pinto Vânio Forster disse que o engajamento de deputados, secretários regionais e prefeitos é estratégico mobilização resolver antigos problemas regionais. “E a saúde é sem dúvidas, uma demanda urgente que os prefeitos têm de enfrentar”, observou.

Manifestação coletiva na quinta­-feira

Os prefeitos da Amures também deliberaram por uma manifestação coletiva na quinta-­feira (26), na sede da Amures. Os vice­-prefeitos e alguns secretários municipais devem acompanhar os prefeitos no protesto contra a sobrecarga de responsabilidades do setor público na prestação de serviços básicos à população.

Segundo levantamento da Confederação Nacional de Municípios existe atualmente, por volta de 350 programas federais sendo executados pelos municípios. E esses programas vêm crescendo a cada ano sem a devida transferência de recursos da União.

“Melhorar os indicadores sociais é um desafio permanente dos municípios e do governo federal. Só que há um grande desequilíbrio, porque na maioria das vezes, os repasses federais para execução dos programas são menores do que o custo efetivo que realmente acarreta os municípios”, lamentou Vânio Forster.

Esses números é que serão revelados na manifestação de quinta-­feira, no manifesto denominado “Viva seu Município”. Os prefeitos levarão a toda comunidade, as reais dificuldades financeiras, como o pagamento de servidores e fornecedores, atrasos no recebimento de repasses federais e os motivos da crise que castiga as prefeituras de todo Brasil.

Mapas ajudarão prefeituras a planejar ações

Produto da equipe de georreferenciameto da Amures em parceria com o departamento de Engenharia Ambiental da Udesc de Lages, os primeiros mapas viários da região foram entregue aos prefeitos na reunião desta segunda-­feira. Além da estrutura de rodovias federais, estaduais, municipais e particulares atualizadas, os municípios terão em breve as distâncias, localidades e toda hidrografia.

Os mapas fazem parte do projeto de implantação de um Banco de Dados e foram disponibilizados em papel e meio digital. Agora os municípios farão uma revisão de nomenclaturas e até dia 23 de março devolverão os mapas para impressão oficial em banner.

“Será uma ferramenta extraordinária para o planejamento de ações administrativas. Desde recuperação de estradas, escoamento de produção agrícola e intensificação de ações governamentais serão possíveis de serem traçadas com esses mapas”, reiterou Vânio Forster.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close