Critica Sj

Absurdo! Homem falecido é deixado em estado de abandono no Boqueirão em São Joaquim

Homem morto no Boqueirão (2)

Autoridades não emitiram auxílio imediato para recolher o corpo e familiares entraram em desespero!

Um fato que comoveu a familiares e a comunidade de São Francisco Xavier (também conhecida como Boqueirão) em São Joaquim foi o falecimento do senhor Alcindo Donizete de Souza de 31 anos na noite deste último domingo (22) em que o corpo do falecido foi deixado ao relento sob a intempérie do tempo.

Segundo relatos dos familiares, o Senhor Alcindo Donizete estava em um bar na localidade de Boqueirão na noite deste último domingo e próximo à meia noite se sentiu mal. Logo depois foi encontrado morto, vitimado por um ataque cardíaco fulminante em uma estrada em frente a capela daquela localidade.

A Polícia Militar foi acionada e chegou a ir no local, mas como se tratava apenas de uma morte natural, acionaram o Instituto Geral de Perícias – IGP para a análise do caso.

Os familiares aguardaram por durante toda a madrugada pela chegada do IGP, mas ele não chegou. Revoltados foram até a delegacia de polícia reclamar, mas lá receberam a informação de que não se tratava de um caso de polícia, uma vez que não havia sinais de violência, era apenas uma morte de causas naturais. Não havendo a necessidade de acionar o IGP.

Sem condições financeiras os familiares foram até a Assistência Social solicitar auxílio funeral, até então receberam a doação de um caixão, mas o agente funerário não poderia recolher o corpo, uma vez que necessitaria de um laudo médico atestado a causa mortis (neste caso infarto).

Já era próximo do meio dia e os familiares já estava cansado de tanta procura pelas autoridades. O corpo do senhor falecido foi coberto com uma lona preta e pelo alto calor emitido por um dia de sol quente no verão foi necessário fazer uma espécie de barraca por cima do defunto.

Ainda sem destino os familiares procuraram o Posto de Saúde à procura de um médico, mas receberam a informação de que os médicos não tinham como atestar o óbito na localidade do Boqueirão.

Os familiares foram até Hospital a procura de um médico e posteriormente começaram a procurar os médicos nos consultórios particulares onde recebiam um “não” seguido de “não”. Ninguém na cidade sequer poderia ou estava disposto para atestar o óbito do senhor falecido.

Já na tarde e cansados de tanta procura os familiares foram até o Ministério Público onde receberam o acompanhamento do pessoal da Saúde Municipal em busca de justiça e lá receberam o auxílio da promotoria que determinou que o IML de Lages recolhesse o corpo e fizesse a autópsia na cidade de Lages, mesmo sabendo que se tratava de uma causa natural.

O IGP já marcou uma reunião com o Prefeito para definir de quem será responsabilidade do SVO- Serviço de Verificação de Óbito em causas naturais. Algo que já está estabelecido através da Lei Estadual LEI No 13.205.

Enfim, o corpo do senhor Alcindo Donizete falecido no domingo, só foi liberado próximo a meia noite de terça para os familiares. O Senhor Alcindo deixou uma esposa e dois filhos de 17 e 18 anos.

ATUALIZAÇÃO:

Local divulgado pela SDR em julho de 2014 onde deveria funcionar o IML em São Joaquim
Local divulgado pela SDR em junho de 2014 onde deveria estar funcionando o IML em São Joaquim

Em Junho de 2014 a SDR de São Joaquim emitiu a informação da instalação do IML (Instituto Médico Legal) já na cidade de São Joaquim, na informação a SDR chegou a mostrar até mesmo o local onde o IML seria instalado no Bairro Martorano. A notícia é do ano passado, mas ainda não se sabe ao certo o porque que estas coisas não estão andando como deveriam, deixando mais uma vez os cidadãos na mão…

Correio Lageano - Notícia sobre o IML em São Joaquim

 

ATUALIZAÇÃO 2:

Segundo informou o IGP o IML já está em funcionamento em São Joaquim, porém não atende casos de necrópsias e que a responsabilidade neste caso (para recolher o cadáver) seria de inteiro teor do município.

Veja a nota enviada pelo IGP:

  1. a) O Setor de Medicina Legal de São Joaquim (IML) do Instituto Geral de Perícias retomou as suas atividades na região no mês de setembro de 2014 e já realizou o atendimento à mais de uma centena de vítimas que antes ficavam desamparadas;
  1. b) Não há, no SML do IGP de São Joaquim, atendimento de necrópsias e conjunção carnal pois demandam uma estrutura especial de atendimento;
  1. c) O caso citado na reportagem é um caso de morte natural, cuja obrigação de atendimento não é do Instituto Geral de Perícias, cujas atribuições são relacionadas à Perícias de natureza criminal;
  1. d) O caso foi atendido pelo IGP de Lages e de São Joaquim após este Gerente tomar conhecimento, o que ocorreu por volta das 14 horas do dia 23/02/2015;
  1. e) O Serviço de Verificação de Óbitos, conforme legislação (Lei 13.205/2004) prevê o seguinte:

“Art. 10. Os óbitos de pessoas falecidas de morte natural sem assistência médica, nos municípios do Estado onde não houver Serviço de Verificação de Óbito – SVO -, deverão ter seus atestados de óbito fornecidos por um médico da Secretaria Municipal ou Estadual de Saúde e, na sua falta, por qualquer outro médico da comunidade.

  • 1º Se houver suspeita de que a morte tenha ocorrido por causa violenta, o médico deverá comunicar o fato à autoridade policial competente.
  • 2º Em qualquer dos casos deverá constar do atestado que a morte ocorreu sem assistência médica.”
  1. f) O espaço destinado à Necrópsias em São Joaquim (atendimento às cidades de São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urubici, Urupema e Rio Rufino) já existiu nas dependências da Delegacia Regional de Polícia, porém foi desativado.
  1. g) Estão atendendo em São Joaquim um Médico Legista (Dr. Élio) e uma Auxiliar Médico Legal (Luana). Ainda, devem ser chamados durante a vigência do concurso, 03 Auxiliares Criminalísticos para atuação na região e há expectativa de realização de concurso para Médico Legista (duas vagas para o IGP de São Joaquim).
  1. h) O atendimento do SML (Setor de Medicina Legal) se dá nas dependências da SDR – Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Joaquim que cedeu espaço ao IGP após tentativa frustrada de realizar a locação de um espaço próprio (a Licitação foi lançada porém não apareceram interessados em alugar imóvel para o IGP).
  1. i) Estamos trabalhando no agendamento de uma reunião para tratar do assunto SVO, inclusive com a presença do Diretor do Instituto Médico Legal de Santa Catarina.

Related Articles

8 thoughts on “Absurdo! Homem falecido é deixado em estado de abandono no Boqueirão em São Joaquim”

  1. Pouca vergonha isso, mas que cidade é essa?????? só porque ja estava morto não tem mais importância?? Vão criar vergonha na cara, pois quem ignorou esta situação sera que gostaria que isso acontecesse com eles??? Só pode!!!!

  2. Gente não adianta estes políticos só pensam no alto salário que eles recebem vai ser sempre assim sinto muito, estamos perdidos cada Vez Piór vai ficar deste tipo é BRASIL. ..

  3. Saúde, educação, segurança, etc. todos merecem atenção e respeito. Pagamos impostos. Por isso que estamos nessa meleca. Aquele que faz pensando em votos não merece estar lá. Aquele que vota pensando em favores, não merece votar.

  4. se fosse de familia rica td seria resolvido na ora,mas se é pobre não tem valor pra nada??????????????? Eta são joaquim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. concordo com o senhor “joaquim” tenho parentes la no interior e eles sao relutantes em fazer exames periodicos só tomam um cha por la e pensam que vai ficar tudo bem. e ainda tem a questao da situaçao da saude na cidade que esta meio ruim, alem disso tem a dificuldade de sair por estas estradas ruins,é um fato lamentavel

  6. Ete iml de são joaquim vai ser que nem o aeroporto municipal,um elefante branco
    so serve para uns e outros se promover na politica.

  7. Isso me faz pensar que se poderia fazer uma campanha médica no interior, para esclarecer o povo como é importante efetuar exames médicos te tempos em tempos. Isso poderia ter sido evitado.
    Lembrando que no nosso ex-prefeito Nérito, se elegeu dando apoio nessa parte de saúde. Digo isso, pro prefeito atual, lembrar que saúde também da voto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close