Variedades

Mudanças deixam tesouros direto mais simples e acessível a investidores

tesouro

Artur Hugen para Agência São Joaquim Online

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) apresentou nesta terça-feira (10/03) alterações no Programa Tesouro Direto para deixá-lo mais atraente, simples e acessível aos investidores. Dentre as mudanças estão a recompra diária e a reformulação do site, que passou a ter a figura de um orientador financeiro. Objetivo do governo é popularizar esse tipo de aplicação financeira.

Segundo o Secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, essas melhorias visam a dar mais informações ao aplicador para que ele possa fazer a escolha mais adequada na hora de investir. “Queremos aumentar a cidadania financeira dos brasileiros. O Programa é importante porque diversifica as aplicações no sistema financeiro”, ressaltou ao lembrar que a data do anúncio foi escolhida em comemoração aos 29 anos do Tesouro Nacional.

O Diretor Executivo de Produtos da BM&FBovespa, Eduardo Guardia, frisou que o Tesouro Direto é muito importante por ser uma alternativa atrativa na diversificação financeira. “É um produto que permite o acesso do investidor às corretoras e à bolsa de valores”.

A jornalista Mara Luquet, convidada para contar sobre sua experiência na cobertura do setor financeiro, acrescentou que essa opção de investimento é uma ferramenta que dá oportunidade às pessoas de negociarem antes de realizar um investimento. “O Tesouro Direto te liberta, te deixa escolher e negociar. Sou fã do programa. O problema é que as pessoas não o conhecem. Tem um mundo ainda para crescer”.

Melhorias

O subsecretário da Dívida Pública, Paulo Valle, detalhou as alterações ocorridas. Ele destacou que com a opção de recompra diária os detentores poderão vender seus títulos ao Tesouro Nacional todos os dias, das 18h até às 5h do dia seguinte. Antes, as vendas só podiam ocorrer às quartas-feiras.

“Essa mudança amplia e dá maior liquidez e flexibilidade às aplicações. É uma medida que vai tirar a percepção da dificuldade do investimento, uma vez que facilita a vida do comprador de títulos”, explicou Valle.

O site (www.tesourodireto.gov.br) também foi reformulado e seu conteúdo ficou mais didático e intuitivo. Agora ele oferece um ambiente de compras moderno, com design adaptável às diversas plataformas (tablets, smartphones, notebooks, etc.). O portal do Programa conta ainda com a ferramenta Orientador Financeiro, uma espécie de “gerente virtual” que conduz o aplicador ao melhor investimento, segundo seus objetivos financeiros.

Outra mudança foi a simplificação dos nomes dos títulos negociados, que se tornaram autoexplicativos e já trazem em si informações sobre rentabilidade, fluxo de remuneração e vencimento.

Ainda, a fim de atender a demanda por papéis com perfil mais alongado e sem pagamentos de juros semestrais, o Programa lançou o título Tesouro Prefixado 2021 (LTN). Esse tipo de papel é ideal para aquele investidor que deseja saber o rendimento da sua aplicação no momento da compra do título e não precisa receber antecipadamente os seus rendimentos, permitindo que a integralidade dos seus recursos permaneçam investidos, favorecendo a sua rentabilidade final.

Por fim, o Tesouro Direto ganhou um novo logotipo. A nova identidade visual reforça os pilares de segurança, transparência, simplicidade e flexibilidade.

De acordo com Paulo Valle, essas alterações são resultado de uma pesquisa realizada junto a investidores e profissionais da área financeira. “Fazem parte de um projeto de aperfeiçoamento no modo como o Tesouro Direto se comunica com o público. O objetivo sempre foi melhorar a educação financeira dos brasileiros”.

Histórico

O Tesouro Direto foi criado em 2002, resultado de uma parceria do Tesouro Nacional com a BM&FBOVESPA. É uma opção de investimento rentável e segura. Permite que pessoas físicas comprem, pela internet, títulos da dívida pública brasileira e gerenciem sua própria carteira de investimentos. A aplicação mínima é de R$ 30,00.

O Programa se expande de maneira consistente desde seu lançamento. Em dezembro de 2014, essa opção de investimento atingiu o total inédito de R$ 330,32 milhões em vendas líquidas num mês. O crescimento das vendas fez com que o volume investido no Tesouro Direto chegasse a R$ 15,3 bilhões no mesmo período, alta de 34,23% sobre dezembro de 2013 (R$ 11,39 bilhões).

O Tesouro Direto ultrapassou a barreira dos 400 mil investidores em 2014, registrando a maior expansão em termos absolutos desde a sua criação. A quantidade de investidores ativos no ano passado aumentou mais de 30% em relação a 2013.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close