Polícia

Homem é assassinado com duas facadas na localidade do Despraiado em São Joaquim

Assassinato

Com Informações da Polícia

Um homem de 24 anos identificado pelo nome de Ademir Carvalho da Silva, natural da cidade de Herval Seco no Rio Grande Sul foi assassinado com duas facadas na localidade do Despraiado na noite deste último Domingo (15).

Segundo informações da Polícia, o homem estava próximo de um bar quando foi atingido por dois golpes de faca desferidos por um jovem identificado pelo nome de Juliano Oliveira da Silva de 27 anos, também da cidade de Herval Seco.

Um dos golpes  atingiu a região próximo a garganta e o outro golpe atingiu o pulso direito da vítima que chegou a ser atendida pelo SAMU mas morreu por hemorragia sendo levado ao hospital de São Joaquim.

A Guarnição do Sargento Chaves e dos Soldados Bonfim e Erick foram acionados por volta dás 20h00min e chegando à Localidade do Despraiado, há 25km do centro da cidade, prenderam em flagrante o jovem Juliano Oliveira da Silva que confessou ter matado Ademir para se vingar da morte do irmão. Os dois trabalhavam em um pomar de maçã em São Joaquim.

Juliano foi encaminhado para a Delegacia de Polícia para as providências cabíveis. Ainda de acordo com as informações, o acusado já tinha passagem pela polícia, tendo cumprido pena de 05 anos pelo crime de estupro e ficou dois anos na cadeia em São Joaquim e 03 anos em curitibanos.

O corpo da vítima será encaminhado para o IML de Lages e mais tarde será transladado para a cidade de Herval Seco no Rio Grande do Sul.

Related Articles

9 thoughts on “Homem é assassinado com duas facadas na localidade do Despraiado em São Joaquim”

  1. olhem só facil jugar os produtores como ja disseram em outras resposta o povo de são joaquim não querem trabalha querem sim cada um acha um lugar que ganhe melhor esse dois ai derrepente ja tinham uma richa antiga e antes de jularem vão investigar o por que da morte …. os produtores trabalham de sol a sol pra dar conta de seus pomares parem de criticar ,eles vem de outras cidades mais sempre tem uma picuinha e quando é os beleza daqui da cidade matam os pessoas tão ganhando seu ganha pão como aconteceu a alguns dias atras??? então caros amigos não culpem produtores e assim como vem genete bandido como falaram aqui em sao joaquim tambem tem mais tambem vem muita familia de bem só querem ganhar o pão de cada dia……………..

  2. VCS sabem quando vai para isto em SJ quando acabar com o trabalho escravo em SJ pois se o povo nao trabalha pelo valor que os produtores querem pagar eles morrem de fome. E serto que o custo de vida em SJ e baixo mais a renda e mais baixa ainda.Hoje um trabalhador em na capital ganha no minimo 1.112 isto sendo analfebeto ok da onde que um trabalhador ai em SJ ganharia isto num mes a nao ser um encarregado de pomar ou trabalhador do comercio. Quem manda e desmanda em SJ e BJ sao os grandes produtores em pomar.SJ-BJ

  3. Temos que na hora de contratar estas pessoas, pegar seus documentos e ir a delegacia e puxar a folha corrida quem tiver algum problema rejeita, pelo menos ameniza um pouco esta situação de pouca mão de obra em nossa cidade, deste jeito diferencia os bons dos maus.

  4. A verdade eh que se os produtores fizessem como as grandes empresas nada disso aconteceria, as empresas organizadas, não apenas de SJ mas de Fraiburgo, Vacaria etc, fazem uma reciclagem, contratam pessoas indicadas pelo sine de sua região e ao final de cada contratoevam os trabalhadores de volta a sua origem, ao contrario dos produtores de São Joaquim que sequer assinam as CTPS dos trabalhadores e largam os miseráveis atirados ao exmo no final do trabalho desempenhado, isto para economizar míseros reais. Esta na hora de a fiscalização do MTE entrar em ação e fazer esses que estão irregulares entrarem em acordo com a legislação vigente.

  5. EU PERGUNTO A VOCÊS QUE TANTO CRITICAM OS PRODUTORES DE MAÇÃ POR TRAZEREM TRABALHADORES DE FORA ,SERA PORQUE A NECESSIDADE DE TRAZER MÃO DE OBRA DE FORA ?SERA QUE O POVO DA REGIÃO QUER TRABALHAR? FAZEM TANTA CRITICA COM OS AGRICULTORES ,NÃO É O AGRICULTOR QUE FICA NAS RUAS VADIANDO , 0 AGRICULTOR TRABALHA DURO PRA GARANTIR A VIDA DO POVO NA CIDADE E TEM QUE TRAZER GENTE PRA COLHEITA ,SE NÃO O FRUTO FICA NO PÉ E NÃO VAI NINGUÉM COLHER . COMO EM TODA CIDADE TEM AS BOAS PESSOAS TEM AS RUINS TAMBÉM,NEM TODO O TRABALHADOR QUE VEM DE FORA É BANDIDO ,ASSASSINO OU VAGABUNDO ,TEM PESSOAS BOAS ,TRABALHADEIRAS QUE VEM GANHAR SEU SUSTENTO.DENTRO DE SÃO J0AQUIM TEM MUITO BANDIDINHO ESCONDIDO POR DE TRAZ DOS DE FORA ,FAZEM AS SUAS E COLOCAM NAS COSTA DOS “GAÚCHOS “,TEM GENTE MÁ SIM,MAS SE ROTULA A MAIORIA

  6. Isso acontece, devido ao bando de vagabundo q existe em Nosa cidade , q não quer trabalhar, deixando entrar os assassinos de outras cidades. Falo isso porque conheço é me deparo todos os dias em nossas ruas pessoas com toda saúde pernambulando sem trabalho, certo que sustentado pelos pais que se matam trabalhando. Isso é um descaso.

  7. Poi é luiz o povo joaquinense viro vadio não querem mais trabalhar o geito é trazer gente de fora correr o risco.

  8. Resultado do progresso da maçã em São Joaquim, os produtores estão trazendo bandidos de outras cidades.E estão colocando o povo joaquinense e sua própria família em risco! Isso vai ficar cada vez pior.
    Pois quem vai querer sair de tão longe pra ganhar uma miséria nos pomares se tivessem trabalho nas suas cidades ? Sinal que foram rejeitados por algum problema ou seja boa gente não são! Sendo assim os produtores trazem colocam dentro de vossas casas sem nem saber quem são , a maioria já foram presos ou tem passagem na Polícia. Lamentável

  9. Para isso esses l… se reúnem…………..aposto que estavam tudo nos butecos………….cara na Avenida Ivo Silveira tá uma vergonha; tem um alojamento destes “trabalhadores” que vem de fora tá um perigo passar ali nos fins de semana só cachaça e briga……..como pode?????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close