Crítica

Absurdo! Câmara trava Projeto Social e famílias correm o risco de serem despejadas em São Joaquim

são joaquim

Segundo a Constituição Federal em seu artigo 19, XII diz que é função de uma Câmara de Vereadores: “Cooperar com as associações representativas no planejamento municipal”. Porém não é o que está acontecendo em São Joaquim depois da indecorosa posição da Câmara em travar com medidas burocráticas um Projeto de Lei que destinava recursos para a assistencialismo social em São Joaquim.

Depois disto vimos uma série de reclamações e sofrimento de famílias carentes que necessitam de recursos como cestas básicas e aluguel social.

O aluguel social é oferecido à famílias extremamente carentes ou que tiveram suas casas sinistradas, porém o caso se agravou nesta semana depois que algumas destas famílias carentes receberam a ameaça de despejo caso o aluguel não seja pago pelo Poder Público.

O tal recurso existe e é usado de forma anual, porém este ano os vereadores instituíram novos dispositivos entraves burocráticos que está sendo usado para atravancar de forma cruel e insustentável a ação social do município através da AFASSJ – Associação feminina de Assistencia Social de São Joaquim que faz a destinação destes recursos para famílias carentes que sofrem com a falta de ação legislativa.

Se já não bastasse diversos moradores de rua à esmo na cidade, se já não bastasse pessoas passando frio em suas humildes residências, se já não bastasse pessoas passando fome sem conseguir uma mera cesta básica agora ainda correm o risco de serem despejadas pela falta de ação e trabalho dos nobres vereadores de São Joaquim que ainda não foram capazes de aprovar o recurso para 2015 já praticamente no primeiro quadrimestre do ano…

Vergonha… Vergonha… Falta de compromisso com os necessitados!

Será que ainda vale a pena lembrá-los sobre o princípio da eficiência da Administração Pública ?

Related Articles

7 Comments

  1. conheço familias que tinham suas casas, e eles ajeitaram ate eles sairem, com promessas que iriam reformar e construir novas moradias, mas ate hoje muitas familias esperam pelas suas novas moradias e nada ainda, mas quem sabe alguem tome alguma atitude ainda.

  2. Quero neste momento também expressar minha indignação, e convidar as pessoas com esse sentimento que compareçam às 17:00 horas dia 30 do corrente mês, na seção ordinária, assim terão conhecimento o que e quem está travando Projetos de Lei.
    Aguardo vocês

  3. Alugamos casas para pessoas pobres e sempre recebemos em dia,agora alugamos para AFASSJ e já fazem 4 meses que não recebemos os pagamentos!!!

  4. Quanto ao que o THMM postou no final, tá coberto de razão. Tb me disseram que a diária do vereador é bem exagerada, ainda mais o reajuste salarial dos nobres representantes do povo. É um salário muito alto para o serviço prestado, ainda mais alguns que não sabem nem o que estão lá fazendo e qual o papel de um vereador.

  5. É inacreditável, mas… Há situações e situações. Conhecemos, eu conheço, você conhece pessoas que correm atrás desses benefícios e trabalhar que é bom não querem. Os filhos nas creches e algumas batendo rua; Filhos desses que tem celular e com internet. É de se repensar mesmo, pois há muitos necessitados, mas há muitos aproveitadores.

  6. me desculpe, mas com exceção de idosos e pessoas com necessidades especiais, todo mundo pode trabalhar, tem muita gente que tem condições de trabalhar vive em bodegas, e casas de perversão ( que não tem poucas) em nossa cidade, pode dar uma volta na cidade numa segunda feira qualquer as 10:00hs da manhã com sol quente os bares cheios, existem várias e várias vagas de trabalho em aberto em São Joaquim, ainda mais nessa época, o poder público tem que ajudar sim, mas é uma via de mão dupla!!!!

  7. Inacreditável mais esta postura dos vereadores, pois não é o primeiro afronto que praticam . Poderia-se classificar como fisiologismo ou é de veras uma picuinha induzida?
    Saliente-se também que a mesa diretora e os vereadores aprovaram um bom reajuste (aumento financeiro) para sua diárias. Portanto para o social os rigores e para as benécias da classe os favorecimentos sem empecilhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close