Conheça as atrações da 3ª Vindima de Altitude

por Sheila Godinho 781 views0

Conheça as atrações culturais da 3ª Vindima de Altitude
 
De 4 a 27 de março, circuito cultural itinerante terá apresentações de música erudita, clássica, jazz, blues, rock clássico, popular brasileira e nativista
 
Circuito cultural itinerante e gratuito que será aberto nesta sexta-feira (4), às 19h, em São Joaquim, a 3ª Vindima de Altitude reúne alguns dos melhores talentos da música e dança. Na abertura, a presença de três importantes nomes da música erudita brasileira – Douglas Hahn,Thompson Magalhães e Ricardo de Castro –, que estarão reunidos no Concerto Três Tenores na Altitude. E no decorrer do evento, que acontece até o dia 27 de março, apresentações de música clássica, jazz, blues, popular brasileira e nativista com o pianista Luiz Gustavo Zago e os grupos The Zorden, Rafael Calegari Jazz Quarteto, Brass Groove, Surdina Jazz, Jazz Manouche, MPB para Todos e Grupo de Arte e Cultura Alma da Serra, no Centro de São Joaquim e nas vinícolas participantes. A programação completa está emwww.vindimadealtitude.com.br.
A 3ª Vindima de Altitude acontece sempre aos finais de semana (de sexta a domingo). É uma realização da Vinho de Altitude – Produtores e Associados e Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, com patrocínio da Souza Cruz, Tractebel, Bragagnolo e Zanotti. Conta com o apoio do BRDE, Sebrae/SC e do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, Santur e Epagri.
 
 
Concerto Três Tenores na Altitude
Douglas Hahn
Natural de Joinville/SC teve sua formação com Rio Novello e Neyde Thomas em Curitiba. Fez sua estreia em Florianópolis em 1996 com a ópera Il Guarany e, no ano seguinte, estreou no Theatro Municipal de São Paulo, iniciando assim sua trajetória nos mais importantes teatros e salas de concertos do Brasil e América do Sul. Recentemente, recebeu o Troféu Aldo Baldin pela Pró Música de Florianópolis. Destacam-se em seus últimos trabalhos: estreia na Sala São Paulo com a Oitava Sinfonia de Mahler; estreia no Teatro Colón de Buenos Aires com Un Ballo in Maschera; Teatro Amazonas em Manaus com L’amore deitre rè. Em 2015, realizou temporada no Theatro São Pedro-SP com a ópera L’amore dei tre rè e Falstaff; e Le Nozze di Figaro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
Thompson Magalhães
Graduado em música pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), estreou na ópera como Alfredo, na ópera La Traviata de Verdi do Projeto VivaVoz da Udesc. Ainda em Florianópolis participou de Carmen, produção da Cia de Ópera de Santa Catarina, no papel de Dancaïre. Em 2015, participou do Miami Summer Music Festival, cantando em produções do MSMF Opera Institute, e na qualidade de ‘top performers’ do festival atuou como solista no New World Center Concert, renomada sala de concerto de Miami, sob a direção do maestro Michael Rossi. Com o coaching Sergio Puig participou dos concertos Zarzuela in the Summer Nights do MSMF Zarzuela Program. Ainda no mesmo ano, atuou como Ferrando na ópera Cosi fan Tutte, de Mozart na Compania Opera Fusion em Fort Lauderdale (EUA) , trabalhando com o consagrado barítono americano Dean Peterson e com Birgit Fioravante.
 
Ricardo de Castro
Natural de Santana do Livramento, iniciou seus estudos de canto em 1999 com os professores Neyde Thomas e Rio Novello, em Curitiba.  Aperfeiçoou-se com renomados professores como Jaume Aragal (Espanha), Isabel e Benito Maresca (SP), Ricardo Tutman (RJ), Martina Graff (Alemanha), Carlos Harmuch (Suiça), Luigi Alva (Itália), Tamas Salgo (Hungria), Ulrike Graff e Eduardo Álvares (RJ). Foi integrante do projeto “Tela Lírica”, intercâmbio Teatro Guaira e Conservatório de Adria, na Itália.  Venceu o concurso de canto Aldo Baldin em duas edições, 2001 e 2008. Participou como solista em inúmeras montagens de ópera como Madame Butterfly, Carmem, L’elisir D’amore, Die Zauberflöte, Bastien e Bastienne, Porgy and Bess, Il Guarani, Rigoletto, L’enfat et le sortilège, La Traviata, Cantata do Café, com destaque para A Viúva Alegre e O Rapto do Serralho, ambos sob regência do maestro Julio Medaglia.
Integrou o corpo de professores da Camerata Florianópolis e foi preparador vocal do Polyphonia Khoros em produções líricas.
 
Luiz Gustavo Zago
Pianista, arranjador e compositor, é natural de Lages e uma das virtuoses musicais catarinense. Entre as principais referências do trabalho estão Tom Jobim, Chico Buarque e Villa-Lobos, os jazzistas Keith Jarret e Bill Evans, e a música de Bach, Brahms e Debussy. Recebeu o prêmio Edino Krieger da Academia Catarinense de Letras e Artes, como “Personalidade musical do ano”, em 2011. Fará duas apresentações: no Concerto Três Tenores de Altitude, estará ao piano e ainda é responsável pelos arranjos e direção musical, e no dia 11, acompanhado ainda os músicos da Camerata Florianópolis Iva Giracca (violino) e Daniel Galvão (violoncelo).
theZorden_todosThe Zorden
Surgiu em São Joaquim, em 1996, e é formada pelos irmãos Rafael (voz, guitarra e teclado), Eduardo (bateria) e João Paulo Martorano Salvador (voz e baixo) e por Marcos Annuseck (guitarra), Sérgio Teixeira (percussão) e Hélio Reichert (saxofone e flauta).
Tem um estilo livre de tocar e interpretar as canções. O repertório é formado por clássicos dos Beatles, Rolling Stones e Paralamas do Sucesso, entre outros, além de composições próprias, que estão reunidas em dois CDs, “Em Ordem” e “Mudanças”. Clipes da banda já foram apresentados nos canais BIS, Multishow e MTV e, atualmente, está finalizando o seu terceiro CD, com canções autorais e inéditas.
Rafael Calegari Jazz Quarteto
Compositor, contrabaixista e arranjador, graduado em Música pela Udesc. Como músico acompanhante, atuou com diversos artistas consagrados da música brasileira como Luiz Melodia, Elza Soares, Sandra de Sá, Paula Lima, Luciana Melo, Max de Castro e Jorge Vercilo. Ao longo da carreira, participou de diversos festivais de jazz, no Brasil e no exterior, entre eles “Jazz em Lima” (Peru) e “Chicago Human Rhythm Project” (EUA). Como músico de estúdio, participou de mais de 70 gravações em discos, atuando como instrumentista, arranjador e produtor musical. Na Vindima de Altitude, irá lançar o trabalho mais recente, “Carne da Terra”, que traz a influência da música brasileira e da catarinense, ao lado de Fábio Mello (saxofone), Carlos Schmidt (trombone) e Mauro Borghezan (bateria).
 
Brass Groove
A Brass Groove Brasil surgiu com o ideal de evidenciar os instrumentos de sopro como solistas principais em uma proposta diferenciada no estado de Santa Catarina. É formada por Jean Carlos (trompete), Carlos Schmidt (trombone, bombardino e tuba), Aurélio Martins (trombone), Fábio Mello (saxofone), Braion Jhonny (clarinete e saxofones), Cristiano Ferreira (guitarra e voz); Rafael Calegari (baixo) e Cristiano Forte (bateria). A iniciativa de reunir instrumentistas em uma formação compacta e contemporânea ? constituída por instrumentos de sopro, que tradicionalmente compõem as bandas de música, além de uma seção rítmica que reúne baixo elétrico, guitarra e bateria ? reflete a criatividade, ao misturar em seu repertório gêneros musicais como o samba, o funk, o ijexá, o baião e o maracatu. 
 
Surdina Jazz
Formado por Jean Carlos (trompete), Cristiano Forte (bateria), Cristiano Ferreira (guitarra) e Rafael Calegari (contrabaixo). Suas interpretações seguem referências de diversas esferas da música brasileira e norte-americana como samba, bossa nova, jazz e blues. Trabalhando com uma sonoridade baseada em instrumentos tradicionais do jazz, o grupo propõe, por meio de um repertório de grandes mestres como Miles Davis, Freddy Hubbard, Tom Jobim, Wynton Marsalis Dizzy Gillespie, Chico Buarque e Clifford Brown, explorar ritmos e dinâmicas, unindo o simples e o rebuscado, o popular e o erudito. Para Vindima de Altitude, fará concerto com clássicos do jazz e blues com caráter intimista, cheio de nuances, improvisação e muita interação, típicos da música instrumental.
Jazz Manouche
Tem no repertório músicas autorais e interpretações de temas de gypsy jazz (entre eles, os de Django Reinhardt, maior referência no estilo musical). Durante a Vindima, o grupo terá a seguinte formação: Mauro Albert (guitarra manouche), Pedro Couto (guitarra rítmica), Rafael Calegari (contrabaixo acústico) e Gabriel Fortunato (clarinete/sax). Irão apresentar músicas dos álbuns “Jazz Manouche Brasil”, “Droms Manouche” e do recém-lançado “Optchá”, que acaba de ficar pronto.
 
MPB para Todos
Iniciou seu percurso em 2014, quando os músicos Robertinho Chavez e Tatiane Cardoso foram convidados a participar da 1ª Vindima de Altitude, onde resolveram realizar um projeto totalmente voltado à divulgação e valorização da música popular brasileira. A partir de então, vem realizando diversos shows pela região. Hoje o grupo conta ainda com a participação dos músicos Leony Nogueira e Mariléia Oliveira.
Grupo de Arte e Cultura Alma da Serra

Fundado em dezembro de 2013, o grupo busca enraizar em sua conduta o resgate e a originalidade das danças do folclore e da tradição gaúchas, eternizadas por compositores como João Carlos Paixão Cortês Luiz Carlos Barbosa Lessa. Formado por oito componentes, na Vindima de Altitude irá apresentar “Tirana do Lenço”, “Tatu com volta no meio”, “Tirana do ombro”, “Chote das sete voltas”, “Chote dos quatro passos” além de declamação e chula.

Por Carla Pessoto

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>