São Joaquim criará seu primeiro Núcleo de Tecnologia e Inovação nesta segunda-feira

por São Joaquim Online 0

O Presidente da Acate ( Associação Catarinense das Empresas de Tecnologia),  Daniel dos Santos Leipnitz,  vai estar nesta segunda-feira em São Joaquim para participar do lançamento  do primeiro núcleo de empresas de tecnologia e inovação da Acijo ( Associação Empresarial) da cidade. O evento está marcado para as 19 horas, na sede na Associação Empresarial de São Joaquim, que fica no centro, em frente a sede da Celesc.  Na ocasião, o presidente da Acate fará uma palestra com o tema a “Importância da Tecnologia e da Inovação para o Desenvolvimento Regional”.

Empreendedor Acari Amorin – Um dos grandes incentivadores da Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento de São Joaquim

A Acate é referência como entidade representativa das empresas de tecnologia e inovação em Santa Catarina. Atua desde 1986 e tem participação decisiva no desenvolvimento de centros de tecnologia e inovação nas diferentes regiões do Estado.

O núcleo de tecnologia e inovação será o terceiro a ser criado dentro da Associação Empresarial de São Joaquim, ativada desde o ano passado. O primeiro núcleo foi formado por jovens empreendedores e o segundo pelas vinícolas da cidade.

O objetivo da formação do núcleo de tecnologia e inovação é estimular as empresas já existentes e incentivar a criação de novas, ligadas principalmente ao agronegócio e ao turismo como um todo. A formação em especial desse núcleo terá o apoio, além  da Associação Empresarial local,  da Acate, da Prefeitura Municipal e da ADR (Agência de Desenvolvimento Regional).  De forma conjunta, a ideia é encontrar logo um local para a instalação de empresas de tecnologia e inovação já formadas e das novas que serão criadas.  

Santa Catarina é o estado que mais cresce em número de colaboradores na área de tecnologia  e inovação, envolvendo principalmente jovens.  No total hoje somam cerca de 3 mil empresas, 5 mil sócios e mais de 47 mil  funcionários, segundo levantamento da Acate.. Essas empresas faturam R$ 11, 4 bilhões, o que já corresponde a 5% do Produto Interno Bruto (PIB) catarinense.  

Deixe uma resposta