Serra Catarinense

Professor francês visita projetos em São Joaquim que contribuem para o desenvolvimento regional sustentáve

Entre os dias 10 e 12 de setembro, um grupo formado por representantes da UFSC, ESAG/UDESC, MAPA, Epagri, ADR São Joaquim e do Programa Crescendo Juntos acompanharam o professor francês Bernard Peccquer em uma visita técnica na região de São Joaquim, como parte do Intercâmbio técnico-científico de desenvolvimento territorial sustentável com enfoque da Cesta de Bens e Serviços territoriais.

A comitiva teve a oportunidade de conhecer o Projeto Acolhida na Colônia, através de visita a uma propriedade de turismo rural, em Urubici. No município de Bom Jardim da Serra estiveram no Mirante da Serra do Rio do Rastro e degustaram o tradicional frescal, carne temperada, reconhecida na região. Em São Joaquim participaram de uma reunião na Estação Experimental, onde foi apresentado trabalho desenvolvido pela Epagri. Também acompanharam o processamento da maçã na Cooperativa Sanjo e conheceram as vinícolas Villa Francioni e Leoni di Venezia. Entre as visitas, o grupo também assistiu apresentações dos projetos Queijo  Artesanal Serrano e da Cooperativa Econeve.

No seminário “Cesta de Bens e Serviços Territoriais”, realizado no Centro de Treinamento de São Joaquim – Cetrejo, os municípios de Rio Rufino, Urupema e Bom Retiro apresentaram seus produtos âncoras como o vime, de Rio Rufino e o Turismo de observação de pássaros , de Urupema.

A abordagem Cesta de Bens e Serviços Territoriais é resultado de trabalhos realizados há cerca de 15 anos por dois institutos franceses e busca a valorização conjunta de produtos ancorados em um território. “Nesta oportunidade o professor Peccquer, que é pioneiro em estudos de desenvolvimento territorial, conheceu os produtos da região e agora com todo o conhecimento aqui adquirido, poderá propor ideias que podem ser aplicadas no território, com base no que já foi realizado na França. Os produtos existem mas é necessário que sejam articulados para proporcionar melhoria da renda e dos índices de desenvolvimento da região”, destacou o diretor da Secretaria de Estado do Planejamento, Luiz Carlos Mior.

O professor Ademir Cazzela, da UFSC, ressaltou que não adianta apenas os produtos, se eles forem trabalhados de forma isolada. “Essa visita enriquece a todos nós, e dá uma ideia ao professor Peccquer sobre as potencialidades da região para trabalhar na construção de um projeto para o território compreendido pela ADR de São Joaquim”, afirmou.

O professor Peccquer apresentou dois casos franceses, de regiões, onde a Cesta de bens foi desenvolvida e ressaltou que o processo necessita de duas etapas. “A primeira e mais importante é reunir os atores, investir tempo para ver o que não está aparente e valorizado e a segunda etapa é agir. Para construir uma Cesta de Bens é necessário ter uma perspectiva de projeto. Normalmente existe um produto líder que servirá para os demais serviços da cesta, como o vime, que possui potencial para ser um produto líder”, salientou.

A visita contou com a participação do professor Bernard Peccquer do “Institut de Géographie Alpine da Université Joseph de Grenobe (França)”; Ademir Cazella, do curso de pós- graduação em Agroecossitemas da UFSC; Valério  Turnes, do grupo de pesquisas da EAG/UDESC; Luiz Carlos Mior, da Secretaria de Estado do Planejamento; Célio Haverroth da Epagri; Antonio de Castro, do MAPA acompanhados pela secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional – São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani.

 

 

Por Elenise Melo Nunes

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close