Manchete

Panfletagem sobre padre acusado será investigado pela Polícia Civil de São Joaquim

Ato de panfletagem revela informações que estariam em segredo de justiça

A Polícia Civil de São Joaqum está investigando a panfletagem feita anonimamente sobre o caso do Padre Joacir Xavier que foi acusado nesta utima semana de crime de cunho sexual contra um menor de 13 anos.

A panfleto com o desígnio nominal “Matraca – Botando a Matraca no Trombone” começou também a circular nas redes sociais nesta sexta-feira (03) e contém mensagens de repúdio ao padre, entre as mensagens há questionamentos se a igreja ainda vai permitir que ele ainda use a batina e também cobranças sobre o que será feito em relação ao caso. Uma das mensagens pede, até mesmo, que o padre se manifeste se for inocente.

O problema encontrado pela polícia, neste caso, não é os discursos de repúdio, mas a publicação dos prints das mensagens do padre trocadas com o menor que está em segredo de justiça e nã poderiam ser publicadas. Embora tenha vazado, incorre que quem os publicou, após decretado o segredo de justiça, será também investigado pela polícia e poderá responder pelo ato. Informou o Delegado Diego Azevedo.

 

Panfleto Matraca que pregou o repúdio ao caso do padre acusado de crime de cunho sexual contra menor em São Joaquim – As partes desfocadas revelam trechos da conversa do padre com menor, que segundo Polícia Civil estão em segredo de justiça e “não deveriam” terem sido publicadas e compartilhadas.

 

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close