Dono de relojoaria que deu relógio para menino engraxate, é notificado pelo Ministério do Trabalho

O órgão disse que o empresário errou ao dizer que a criança pode trabalhar

No início do mês de agosto, próximo ao Dias dos Pais, um vídeo gravado em Catalão, em Goiás, de um garotinho de 10 anos trabalhando de engraxate para tentar comprar um relógio para o tio, que ele considera como um pai. Assim que foi divulgado nas redes, o vídeo emocionou e comoveu muitos internautas.

Após a viralização do vídeo, o Ministério Público do Trabalho, de Goiás (MPT-GO), notificou o dono da relojoaria, por alegação de ter apologia ao trabalho infantil. Nas imagens, o empresário Paulo Cézar da Silva, que ficou comovido com a atitude do menino, deu o relógio escolhido ao menino e ainda devolveu o dinheiro que o garoto pagou ao empresário.  “Continue trabalhando, que Deus tem projeto na sua vida, que Deus vai te fazer um grande homem e que o trabalho dignifica”, disse Paulo ao pequeno Mário.

O pequeno Mário recebeu diversos presentes, e o dono da loja de relógios, diversos elogios.

O Ministério Público do Trabalho, alegou que recebeu denúncias de crime de apologia ao trabalho infantil e por esse motivo Paulo Cézar, foi intimado para prestar depoimento. O órgão disse que o empresário errou ao dizer que a criança pode trabalhar.

Em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) referente ao caso o comerciante foi proibido, de dar entrevistas falando sobre o assunto. E, em caso de descumprimento de alguma das cláusulas da TAC, o empresário terá que pagar uma multa no valor de R$ 10 mil reais.

Veja a decisão do MPT-GO:

E você leitor, concorda ou não com a decisão do Ministério Público do Trabalho de Goiás? Comente aqui em baixo:

24 COMENTÁRIOS

  1. Isso é uma pouca vergonha o Sr incentivou o menino a trabalhar. Porque essas mesmas pessoas que denunciou o Sr não denuncia os traficantes nas favelas q induz os jovens a entrar pro mundo do crime, não sou a favor do trabalho infantil mas só Deus e essa família sabem oque passam em casa pelo que li o jovem é criado pelo tio. Ora me facão um favor

  2. Essa lei de q criança não pode trabalhar foi a pior coisa q.ja Inventaram, é por esse motivo q estamos rodeados de malandros, vagabundos.O q não pode acontecer é a exploração a criança deve estudar mais não impede de trabalhar.Ensinar a criança a trabalhar é a melhor coisa que um pai pode fazer pra mais tarde não t q ver seu filho se tornando um bandido

  3. A lei vai ao vento das conveniências. Aos 15 anos , eu tirei minha carteira de trabalho e arranjei um emprego . Foi ótimo para mim ,eu aprendi muito e me relacionei com trabalho e chefes. Dizem que é de menino que se cultiva o pepino . Proteger a criança é muito importante e acostuma-la com a ideia de que neste mundo Todos precisam de dinheiro , também.

  4. Não vi problema algum no conselho que o dono da relojoaria deu à criança. Se o garoto, por necessidade, trabalha para ajudar os pais, mas também estuda e faz seus deveres de casa, está aprendendo a ser um cidadão de bem no futuro. Seria muito bom se, deixando a hipocrisia de lado, o MP e seus promotores combatessem, isto sim, a situação dos milhões de crianças brasileiras que já foram cooptadas pelo narcotráfico, situação perante a qual simplesmente não vemos sinais claros de sua atuação. Isto sim, é um problema bem e muito maior!!!

  5. Trabalho para adolescentes é crime , prejudica a formação intelectual e o caráter . Adolescentes podem , roubar , fumar e vender drogas , podem até matar , afinal são crianças e tem a proteção da Lei . Só falta o Estado brasileiro criar o Bolsa Futuro Delinquente , pra ensentivar mais os “pequenos” marginais .

    • O trabalho nas ruas é reconhecido oficialmente como uma das Piores Formas de Trabalho Infantil (Decreto nº 6.481, de 2008), expondo a criança a muitos riscos. A situação de Trabalho Infantil, como regra, atinge os mais pobres e, além de permitir a exploração da criança em situações de graves riscos. Inclusive, o risco de consumo de drogas . Impede a convivência familiar, a formação escolar e o acesso ao trabalho de melhor remuneração, reproduzindo o ciclo da pobreza

    • O trabalho nas ruas é reconhecido oficialmente como uma das Piores Formas de Trabalho Infantil (Decreto nº 6.481, de 2008), expondo a criança a muitos riscos. A situação de Trabalho Infantil, como regra, atinge os mais pobres e, além de permitir a exploração da criança em situações de graves riscos. Inclusive, o risco de consumo de drogas. Impede a convivência familiar, a formação escolar e o acesso ao trabalho de melhor remuneração, reproduzindo o ciclo da pobreza

    • O trabalho nas ruas é reconhecido oficialmente como uma das Piores Formas de Trabalho Infantil (Decreto nº 6.481, de 2008), expondo a criança a muitos riscos. A situação de Trabalho Infantil, como regra, atinge os mais pobres e, além de permitir a exploração da criança em situações de graves riscos. Inclusive, o risco de consumo de drogas. Impede a convivência familiar, a formação escolar e o acesso ao trabalho de melhor remuneração, reproduzindo o ciclo da pobreza

  6. Eu acho que órgão tão respeitado digo assim de passagem, deveria ter preocupação com outras que acontecem dentro próprio ministério.

  7. Este mistério público do trabalho envés de dar apoio e ensentivo para começar ensinar as crianças ser alguém na vida só atrapalha no meu tempo de criança na escola se ensinava a trabalhar com artes industriais agora só ensina malandragem se a criança quis ganhar um dinheirinho para comprar um presente isso é muito louvável pelo menos não foi roubar é um tapa na cara de muita gente tá apoiado atitude destes empresário se todos fossem igual a ele o nosso país seria melhor

  8. José Adriano disse tudo que eu queria! Engraxar sapatos no “contra turno” da escola já foi um excelente começo para um futuro homem de bem. Agora é crime?

  9. Realmente tudo tem seu tempo. Num mundo tão ocioso as crianças e jovens devido a Internet fácil. Trabalhar cedo é uma graça, desde que não prejudique os estudos. Agora..MPT-goias deem ao menino um futuro melhor.. Deem pão na mesa dele e roupas.. Deem uma vida.. Vão dar¿ não vão.. Então parem de encher o saco.

  10. Isso é uma vergonha quem endiciou o empresário,trabalho não mata ninguém o ruim ele menino estisse usando fragas ou fazendo outras coisas mais ruins.

  11. Como dizia Renato Russo: ” que país é esse!” País de hipocritas , se tivesse feito algum crime era protegido pelo estado, agora como ta trabalhando querem roubar 10 mil do cidadao, fico indignado com essa situacao!

  12. O MP GO deviam tomar decisoes coerentes com realidade. Devia mandar prender o denunciante cumunista invejoso e mau. E então condenar o denunciante a ajudar dar uma vida digna à familia do menino. O MPGO deviam complementar a medida e estender esta ajuda para os meninos da cidade onde ele mora e que tentam ajudar a família com dignidade ao invés de ir pra rua virar delinqüentes e causar mais problemas para a sociedade e como futuros bandidos.

  13. Este Jose é um imbecil. As pessoas simplesmente não ligam de ver jovens cada vez mais burros caminhando entre drogados e funkeiros, mas trabalhar é crime porque existe uma regrinha. Muitas crianças se submetem a isso porque os pais pedem porque não há renda suficiente em casa. Este ministério público é outra bosta institucional. Um monte de bandido por aí e vão encher o saco de pessoas boas que não estão prejudicando a sociedade.

Deixe uma resposta para RUTE DE OLIVEIRA SILVA Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.