Cidasc reforça equipe através de concurso público

O novo concurso público para a Cidasc foi autorizado pelo governador Carlos Moisés nesta terça-feira. A Resolução GGG nº 013/2022 permite a contratação de até 54 profissionais, sendo 15 engenheiros agrônomos, 19 técnicos agrícolas, 19 assistentes administrativos e um analista de tecnologia da Informação e Comunicação.

A data de realização das provas ainda não foi definida. A próxima etapa é a seleção da banca examinadora que organizará o concurso e fará a aplicação e correção da prova de seleção. 

A possibilidade de um novo processo seletivo havia sido anunciada no final de maio pelo governo estadual, com previsão de mais de duas mil vagas para recompor as equipes de diversos órgãos públicos. Além disso, também haviam sido autorizadas na ocasião a nomeação de 796 candidatos aprovados em concursos anteriores. 

O presidente da Cidasc, Junior Kunz, destaca que o novo concurso é um reforço na equipe e que vem somar com o chamamento de médicos veterinários já aprovados no concurso de 2016. “A realização de um novo concurso é de suma importância para atender às demandas da agropecuária catarinense. O setor é um dos pilares da economia do Estado e tem seu sucesso atrelado ao status sanitário conquistado ao longo de décadas. A nossa missão diária é preservar o status sanitário conquistado, promover a saúde pública e o desenvolvimento do agro catarinense”, afirma o presidente Junior Kunz.

A erradicação de doenças, o controle de pragas e o sólido serviço de inspeção sanitária se tornaram um diferencial dos produtos catarinenses. O trabalho da defesa agropecuária valoriza a produção e permite o ingresso de produtos até nos mercados mais exigentes. O modelo catarinense de defesa sanitária animal, vegetal e inspeção de produtos de origem animal é referência mundial de qualidade e segurança. 

Estrutura

A Cidasc é formada por um escritório central, situado em Florianópolis, conta com 19 Departamentos Regionais, 58 Postos de Fiscalização Agropecuária distribuídos estrategicamente pelo Estado, duas Unidades Laboratoriais próprias, um Centro de Triagem em Florianópolis e um Posto de Classificação de Produtos de Origem Vegetal.

Por Assessoria de Comunicação – Cidasc

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.