PREVISÃO DO TEMPO, 17 A 20 DE MAIO DE 2017 E TENDÊNCIA PARA O INVERNO 2017.

PREVISÃO DO TEMPO, 17 A 20 DE MAIO DE 2017 E TENDÊNCIA PARA O INVERNO 2017.

 

QUARTA-FEIRA; Massa de ar frio no Atlântico afetando mais o centro leste de SC. Alterna céu claro a sol e nuvens a intervalos de nublado a quase nublado (mais do centro ao litoral com pequena chance de chuva/garoa bem isolada).

 

Temperatura baixa ao amanhecer e amena de tarde. Mínimas 9/14°C na maior parte do Estado, entre 9/14°C na maior parte do litoral e boa parte do vale do Itajaí e entre 1/4°C em pontos isolados do topo da serra com geada bem isolada.  Máximas entre 17/22°C na maior parte de SC, 15/18°C no topo da serra/+ de 1300 m, 24/27°C em pontos do extremo oeste.

 

Vento variável mais de leste/nordeste a nordeste no litoral e áreas próximas, rajadas ocasionais acima dos 25/45 Km (no mar aberto mais forte), períodos de fraco. Ruim para navegação com barcos pequenos no alto mar. Ondas com picos acima dos 0,5/1,0 m nas praias de mar grosso/ressaca de noite, acima ou em torno dos 3,0 m no alto mar. Vento variável, nordeste a norte/nordeste com rajadas ocasionais acima dos 25/45 Km. Nas atividades ao ar livre, lavouras e pomares, colheita e tratamento, condições; boa. Algum risco bem isolado no leste do Estado.

 

Litoral Sul, Criciúma, Tubarão, Urussanga, Araranguá.

Nordeste, Mafra, Rio do Sul, Joinville, Itajaí.

Planalto sul, Lages, Curitibanos, Campos Novos, S.Joaquim.

Meio oeste/centro, Fraiburgo, Lebon Régis, Videira, Caçador, Joaçaba.

Oeste/extremo oeste, Chapecó, Concórdia, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Itapiranga.

 

Temporal; chuva intensa, granizo e ventania de curta duração.

 

Temperatura em alguns MUNICÍPIOS/SC.

 

 

*Chapecó; 10/12°C a 22/24°C.

Itapiranga; 11/13°C a 25/27°C.

*Fraibugo; 7/9°C a 18/20°C.

*S.Joaquim  2/4°C a 16/18°C. G

*Urupema; 2/4°C a 16/18°C. G

*Bom Jardim; 2/4°C a 16/18°C. G

*Lages; 7/9°C a 17/19°C.

*Campo Novos; 8/10°C a 19/21°C.

Mafra; 9/11°C a 17/19°C.

Itaiópolis; 8/10°C a 17/19°C. G

Ituporanga; 9/11°C a 18/20°C.

Rio do Sul; 10/12°C a 19/21°C.

Blumenau; 12/14°C a 21/23°C.

Joinville; 12/14°C 21/23°C.

Itajaí; 12/14°C a 21/23°C.

Jaraguá do Sul; 12/14°C a 21//23°C.

Florianópolis; 12/14°C a 21/23°C.

*Rancho Queimado; 9/11°C a 17/19°C.

Criciúma; 11/13°C a 22/24°C.

Araranguá; 11/13°C a 21/23°C.

Jacinto Machado; 10/12°C a 21/23°C.

G; Geada.

*Na maioria das cidades a mínima (maior partes das vezes) ficará nas baixadas e fundo de vales, em geral nos topos será de 3 a 7°C mais quente, somente em noites de céu limpo com pouco ou nenhum vento.

 

QUINTA-FEIRA; Áreas de instabilidade, mais de tarde/noite. Frente fria no Uruguai/parte do RS. Predomina o céu nublado a quase nublado com possíveis aberturas de sol em pontos isolados de SC. Chuva no decorrer da tarde/noite em vários pontos de SC, pouca chance pela manhã. Algumas cidades podem passar sem chuva.

 

Temperatura bem amena na maior parte de SC. Mínimas 9/14°C na maior parte do Estado, entre 11/16°C na maior parte do litoral e boa parte do vale do Itajaí e entre 6/9°C em pontos isolados do topo da serra.  Máximas entre 15/20°C na maior parte de SC, 12/15°C no topo da serra/+ de 1300 m, 21/24°C em pontos do extremo oeste  e litoral sul.

 

Vento variável mais de leste/nordeste a nordeste no litoral e áreas próximas, rajadas ocasionais acima dos 40/60 Km (no mar aberto mais forte), períodos de fraco. Ruim para navegação com barcos pequenos e médios. Ondas com picos acima dos 1,0 m nas praias de mar grosso/ressaca, acima ou em torno dos 3,5/4,0 m no alto mar. Vento variável, nordeste a norte/nordeste com rajadas ocasionais acima dos 30/50 Km. Nas atividades ao ar livre, lavouras e pomares, colheita e tratamento, condições; maior risco da tarde em diante.  Algum pela manhã.

 

SEXTA-FEIRA; Frente fria passando por SC. Céu nublado. Pode ter aberturas de sol. Chuva e possível trovoada no decorrer do período com bons intervalos de melhoria.

 

Temperatura bem amena. Mínimas 11/16°C na maior parte do Estado, entre 13/17°C na maior parte do litoral e boa parte do vale do Itajaí e entre 8/11°C em pontos isolados do topo da serra.  Máximas entre 16/21°C na maior parte de SC, 13/16°C no topo da serra/+ de 1300 m, 22/25°C em pontos do extremo oeste.

 

Vento variável mais de nordeste a norte no litoral e áreas próximas, rajadas ocasionais acima dos 30/50 Km, períodos de fraco. Ruim para barcos pequenos no alto mar. Ondas com picos acima dos 0,5/1,0 m nas praias de mar grosso, acima ou em torno dos 3,0 m no alto mar. Vento variável, nordeste a noroeste/oeste com rajadas ocasionais acima dos 30/50 Km. Nas atividades ao ar livre, lavouras e pomares, colheita e tratamento, condições; ruim a regular.

 

SÁBADO; Frente fria saindo de SC. Céu nublado a períodos de sol e nuvens. Ainda pode ter chuva isolada e bem ocasional, bons períodos de tempo seco. Muitas cidades podem passar sem chuva.

 

Temperatura em declínio. Mínimas 10/15°C na maior parte do Estado, entre 12/16°C na maior parte do litoral e boa parte do vale do Itajaí e entre 7/10°C em pontos isolados do topo da serra.  Máximas entre 19/24°C na maior parte de SC, 15/18°C no topo da serra/+ de 1300 m, 25/28°C em pontos do litoral e baixo vale do Itajaí.

 

Vento variável mais de norte/oeste a sudoeste/sul no litoral e áreas próximas, rajadas ocasionais acima dos 25/45 Km, períodos de fraco. Ruim para barcos pequenos no alto mar. Ondas com picos acima dos 1,0 m nas praias de mar grosso, acima ou em torno dos 3,0 m no alto mar. Vento variável, noroeste/oeste a sudoeste com rajadas ocasionais acima dos 25/45 Km. Nas atividades ao ar livre, lavouras e pomares, colheita e tratamento, condições; maior risco para as de longa duração, melhor no litoral e nordeste de SC.

 

OBS: Dentro do possível vamos atualizando a projeção de chuva e temperatura para os próximos 45 dias (16 de maio a 30 de junho) para SC;

Precipitação; mais irregular, podendo passar dos 10 dias seguidos completamente secos em um ou mais intervalos em maio e junho, risco de ter períodos mais longos de pouca a nenhuma chuva em vários pontos de SC.

Neste período (45 dias) o sol aparece na maioria dos dias. Predomínio maior do céu claro a poucas nuvens a intervalos, não muito longos, de nublado, vários dias seguidos poderão ter bons momentos de ensolarados. Neste período, 16 de maio a 30 de junho, acumulados entre 190/240 mm no Estado como um todo (alguns pontos bem acima ou bem abaixo deste valor), chuva em torno da média, irregular. Maior parte desta chuva já virá de áreas de instabilidade e frentes frias. Temporais isolados, alguns bem fortes (tempestades).  

Eventos fortes e curtos de chuva e temporais mais fortes que o normal pode acontecer neste outono.

Maio/junho com tendência a ser abaixo ou em torno da média na temperatura em SC (períodos de frio intenso intercalado com períodos curtos de calor mais forte). Janeiro e fevereiro foram os meses mais quentes deste verão (mais quente em fevereiro). Março foi o mais frio dos meses de verão (dez a março.)

Neste período, maio/junho poderá ter frio (3 a 4 ondas de frio com mais de 3/5 dias) mais forte que o normal, assim como um ou dois períodos de 3/5 dias com calor intenso (máximas acima dos 30/33°C nas áreas baixas e acima dos 26/29°C nas áreas altas e acima dos 23/25°C no topo da serra) em maio ou junho.

O outono começou cedo e ficou entre a média a abaixo da média em boa parte de SC, tanto na chuva como temperatura, já entramos na transição para o inverno nas áreas mais altas de SC e na fase final do outono nas demais áreas. O inverno começa pelo topo da serra no início de maio e no fim de maio/início de junho nas áreas mais quentes. No geral o outono começou mais cedo e termina mais cedo.

Maio e junho marcam o início das geadas amplas em SC ( já teve nos dias 27 a 30 de abril), também marca o início normal das “janelas” para ocorrência de neve, normalmente mais favorável de junho em diante. Em maio o litoral e baixo vale do Itajaí já correm o risco de ter geada, aumentando o risco de junho em diante (em abril o litoral teve 2 dias com geada bem isolada, raríssimo, a última vez que geou no litoral sul em abril foi em 1971!). Até agora já foram 17 dias com geada em SC (1 em janeiro, 2 em março e 8 em abril e 6 em maio, maior parte no topo da serra). Curiosidade; a última vez que geou em janeiro foi em 2013.

 

OUTONO/INVERNO (OUTONO/CLIMA; ABRIL/MAIO NA MAIOR PARTE DE SC E INVERNO; MEADOS DE MAIO A MEADOS DE SETEMBRO NA MAIOR PARTE DE SC.) 2017.

O verão começou tarde neste ano, só em meados de dezembro é tivemos a entrada do verão/clima com quase 4 semanas de atraso na maior parte de SC. Dezembro foi bem diferenciado, as primeiras 3 semanas foram bem agradáveis e até com frio em vários dias ao amanhecer para época e poucos dias quentes, pouca chuva neste período. A segunda quinzena, especialmente do dia 18/19 em diante o calor voltou forte, muito abafado, madrugadas quentes e chuva/trovoada foram constante, instalando, finalmente, o verão climático em SC. Os dias mais quentes do verão até agora foram após o natal com pico máximo de 42,5°C na estação de Schroeder/Epagri (dia 27/12) e várias outras da região acima dos 40°C (42,1°C Blumenau/Furb/recorde desde 1923 em dez., recorde em Brusque/41,4°C/Ciro Groh). Dezembro fechou com temperatura em torno da média, algumas áreas abaixo e outras um pouco acima, chuva mal distribuída, também muitas abaixo outras acima da média.

Janeiro seguiu na mesma linha, muito quente, abafado e mais úmido na primeira quinzena (na realidade até o dia 7/10) e mais seco e fresco na segunda quinzena, até com madrugadas bem frias a ponto de ter geado no dia 20 de janeiro no distrito do Cruzeiro/S.Joaquim/Fernando Keiser com 4,7°C, na relva deu -1,4°C, desde 2013 que não tínhamos geado em janeiro (confirmando a previsão de verão extremado feito em novembro pela Climaterra), no dia 18 de março foi o amanhecer mais frio do verão com 3,8°C em Bom Jardim da Serra/Eco Resort.  Fevereiro foi o mês mais quente do verão e março o mais frio, na média foi um verão quente e mais curto com chuva irregular e abaixo da média na maior parte de SC. Tivemos 3 dias com geada no verão (dez a mar), uma em janeiro e duas em março no topo da serra.

O outono começou cedo, já em meados de março e segue com temperatura abaixo do normal, deve seguir com alternância de frio/calor ao longo da estação (a mais curta do ano, em geral dura de 40 a 50 dias), alguns intervalos quentes poderão ocorrer em abril e maio, curtos, com máximas acima dos 33/36°C nas cidades mais quentes e 24/27°C nas mais frias. Alguns intervalos de frio forte devem acontecer entre abril e maio com mínimas abaixo dos 5/10°C na maioria das cidades e abaixo de 0°C nas cidades mais altas, especialmente em maio quando já temos o início do inverno clima na maioria das cidades. Em abril já teremos as primeiras geadas e mais amplas no mês de maio (poderá trazer prejuízo aos plantios de verão de segunda safra no oeste e planaltos). Entre fins de abril/maio começa o período em que pode ter algum episódio de neve no topo da serra e de junho em diante o risco aumenta para outras áreas do planalto e oeste, em geral fica mais restrita as áreas acima dos 1200/1300 m, fora desta área não é comum, melhor sempre acompanhar a previsão diária (no caso de neve raramente excede 3 dias antes). Abril e maio poderão ficar em torno da média ou abaixo na temperatura (extremos de frio e calor mais fortes que o normal) e chuva, com distribuição irregular da chuva.

O inverno está com tendência a ser em torno do normal a mais frio que a média, não deve ser mais quente que 2014/2015 e parecido com 2016 (alguma chance de ser mais frio na média e mais chances nos extremos), o frio intercalará com alguns momentos de temperatura bem agradável a calor forte por uns dias seguidos (possível 1 a 2 ondas de calor forte no inverno, mais de 5 dias seguidos). Teremos extremos moderados a fortes de frio em vários momentos do inverno (maio a setembro), podendo ter 2 a 3 ondas bem fortes (boa chance em julho/agosto), podendo ser mais fortes que 2016. Chuva mais irregular na primeira metade (maio/junho) e chuva mais constante de meados de julho ou agosto em direção a primavera. Alguns modelos sugerem um frio mais forte em julho e agosto, chuva abaixo da média no primeiro semestre de 2017 e acima a bem acima no segundo semestre de 2017.

Na agricultura o outono inverno devem ser favoráveis em termos de unidades de frio (inverno) e com risco de ter problemas de excesso de umidade na saída do inverno e primavera para a safra de inverno e implantação da safra de verão. Risco médio de frio tardio.

 

Extremas de SC registrados ontem. 15/5/2017 e mínimas de hoje, 16/5/2017.

 

MÁXIMA, ONTEM; 11,7°C/ 27,2°C EM LUIZ ALVES/EPAGRI.

MÁXIMA, HOJE; 13,3°C/ 25,6°C EM SÃO JOÃO DO ITAPERIÚ/EPAGRI.

MÍNIMA ONTEM; -0,4°C/ 19,9°C SÃO. J./PERICÓ/F. KEISER/GEADA.

HOJE; 0,1°C/ 19,8°C SÃO. J./PERICÓ/FERNANDO KEISER/GEADA.

CAPITAL/INMET ONTEM; 13,5°C/ 24,3°C.

CAPITAL HOJE; 14,1°C/ 23,5°C /INMET.

CAPITAL HOJE; 12,6°C/ 23,1°C /EPAGRI/ITACORUBÍ.

CAPITAL/NORTE DA ILHA HOJE; 12,2°C/ 24,0°C /EPAGRI.

 

ONTEM;

CLIMATERRA/SÃO JOAQUIM ONTEM; 4,4°C/ 18,1°C*.

SÃO JOAQUIM/INMET/ONTEM; 5,3°C/ 15,6°C*.

SÃO. J./CRUZEIRO/FERNANDO KEISER/ONTEM; 0,2°C/ 15,3°C/GEADA.

SÃO. J./PERICÓ/FERNANDO KEISER/ONTEM; -0,4°C/ 19,9°C/GEADA.

 

HOJE;

CLIMATERRA/SÃO JOAQUIM HOJE; 3,5°C/ 19,4°C/GEADA.

SÃO JOAQUIM/INMET; 5,6°C/ 17,4°C/GEADA.

SÃO. J./CRUZEIRO/FERNANDO KEISER; 1,1°C/ 16,7°C/GEADA.

SÃO. J./PERICÓ/FERNANDO KEISER; 0,1°C/ 19,8°C/GEADA.

* GEADA FORA DA ESTAÇÃO.

 

HORAS DE FRIO ABAIXO DE 7,3°C EM ALGUMAS ESTAÇÕES DA SERRA E CENTRO DE SC.

ACUMULADO (HORAS) ATÉ O DIA 30/9/2017.

 

169 M. Igreja/ B. Jardim/Inmet, (2016; 1618 h/até o dia 30/9).

150 B. Jardim/Epagri (2016; 1443 h/até o dia 30/9).

145 Pericó/S.Joaquim/F.KEISER. (2016; — h/até o dia 30/9).

144 Urupema/Epagri (2016; 1531 h/até o dia 30/9).

120 Cruzeiro/S.Joaquim/FERNANDO KEISER. (2016; — h/até o dia 30/9).

115 Cruzeiro/S.Joaquim/Climaterra. (2016; 1385 h/até o dia 30/9).

105 Santa Isabel/S.Joaquim/Epagri (2016; 1041 h/até o dia 30/9).

93 Climaterra/cidade de S.Joaquim (2016; 1233 h/até o dia 30/9).

96 M.Torres/Urupema/Epagri (2016; 1497 h/até o dia 30/9).

60 Urubici/Mundo Novo/Epagri (2016; 1464 h/até o dia 30/9).

63 S.Joaquim/automática/Inmet (2016; 1072 h/até o dia 30/9).

62 Fraiburgo/Liberata/Epagri (2016; 749 h/até o dia 30/9).

44 Lages/automática/Inmet (2016; 675 h/até o dia 30/9).

16 Criciúma/SATC (2016; 276 h/até o dia 30/9).

0 Florianópolis/Carijós/Epagri (2016; 188 h/até o dia 30/9).

0 Florianópolis/automática/Inmet (2016; 53 h/até o dia 30/9).

 

OBS;

EM 2016; 135 DIAS (RECORDE) COM GEADA NO TOPO DA SERRA (85 DIAS SÓ NO PÁTIO DA CLIMATERRA), 8 DIAS COM NEVE E 7 COM SINCELO.  TEVE 68 DIAS COM MÍNIMAS NEGATIVAS NO TOPO DA SERRA E 70 DIAS EM SC. NA CLIMATERRA TIVEMOS 25 DIAS COM MÍNIMA NEGATIVA, RECORDE ERA EM 2013/2000 COM 22 DIAS.

EM 2017; EM 2017; 17 DIAS COM GEADA (A ÚLTIMA VEZ QUE GEOU EM JANEIRO FOI EM 2013). NA CLIMATERRA TIVEMOS 2 DIAS COM MÍNIMA NEGATIVA, RECORDE EM 2016 COM 25 DIAS. NO ESTADO JÁ TEM 6 DIAS COM MÍNIMA NEGATIVA (70 DIAS/SC EM 2016)

 

SÃO JOAQUIM;

 NA TERÇA-FEIRA;

NASCER DO SOL; 06h: 56.

PÔR DO SOL; 17h: 37.

 

 

Nas tendências de clima sempre tratamos estações pelo clima e não pelo calendário, pois em SC elas começam bem diferente do calendário, exemplo, quando se anuncia na mídia que começou o inverno, na prática, 21/22 de junho, já estamos quase meio da estação, pois em junho/julho estamos no auge do frio em SC. Espero que no futuro a geografia, agronomia, meteorologia, climatologia um dia mudem esta forma de ver, separando de vez estação astronômica da climática, dentro do nosso país tem regiões que é um eterno verão e não tem nem cabimento dizer que começou o inverno nestas áreas. É uma boa tese de mestrado ou conclusão de curso, fica a dica!

 

 

http://twitter.com/climaterra

https://www.facebook.com/pages/Climaterra-Meteorologia-e-Agronomia/619930311412125

 

Bruno Maon Fernandes/Meteorologista.

Ronaldo Coutinho/Agrônomo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.