PREVISÃO DO TEMPO PARA OS DIAS 14 e 15 DE OUTUBRO DE 2020

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS DIAS 14 e 15 DE OUTUBRO DE 2020

https://www.meteorologistapiterscheuer.com/previsao-do-tempo

 

ABAIXO A PREVISÃO AGROMETEOROLÓGICA.

QUARTA

Tempo estável com presença de sol intercalando……………..https://www.meteorologistapiterscheuer.com/previsao-do-tempo

Temperatura baixa ao amanhecer e noite e rápida elevação de tarde e alta do Planalto Norte em direção do Centro/Serra ao Extremo Oeste. Bem agradável de tarde entre o Topo da Serra ao Sul e Litoral mais perto do mar. Mínimas abaixo dos 1/4°C em alguns pontos de baixadas e vales do Topo da Serra (região de São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urubici, Painel e Urupema com geada bem isolada nas baixadas). Máximas variando entre 33/36°C em pontos do Extremo Oeste.

►Condições favoráveis às atividades ao ar livre: boas. Fazer um pente fino no terreno e retirar qualquer objeto que possa acumular água, combatendo o mosquito da dengue.

► Em hortas comerciais, lavouras de cebola, alho; volta a ter necessidade de irrigação. Atenção com doenças relacionadas a temperatura mais baixa ao amanhecer, especialmente nas áreas de feijão já em desenvolvimento onde a umidade do orvalho e baixa temperatura favorece a antracnose e nas lavouras de batata a requeima, assim como nas hortas comerciais. De tarde é o calor. O frio nestes últimos dias pode induzir ao perfilhamento/alho e floração/cebola (no plantio do cedo).

► Necessidade de água na implantação de novo pomar ou reposição de mudas para uma boa pega.  ECONOMIA DE ÁGUA, a estiagem não acabou!

►A chuva voltou a ficar abaixo da média em setembro, até melhorou um pouco do Topo da Serra ao Litoral. No geral setembro foi abaixo da média e com dificuldade para semeadura da safra de verão. Bom para recomeçar ou começar o plantio da safra de verão, está indicando regular a boa, pode ter chuva mais geral nas áreas de produção na quinta. Acompanhar bem a previsão do tempo nas rádios (Coutinho/Piter). Utilizar com economia a água para irrigação dos açudes. A estiagem persiste.

► Reservar mais água nos açudes, especialmente para o uso nas hortas comerciais em todo o estado, na cebola e alho, ao longo de outubro ao fim do ano a estiagem tende a intensificar. Reservar água para as culturas de inverno e verão reformando e ampliando os açudes, fazer novos açudes (dentro da legislação) e aproveitar a água de telhados na propriedade (cisternas) obtendo ajuda da Epagri local.

Nas fruteiras de clima temperado como uva, pera e maçã, o calor em setembro e no começo de outubro acelerou a brotação e floração das macieiras em geral. O rápido crescimento favorece a áreas maiores sem proteção dos fungicidas de contato, muita atenção ao controle da sarna (volta a ter condição mais favorável nos próximos dias). Condições favoráveis as pragas e doenças de verão (mosca da fruta especialmente) nas fruteiras em geral do Centro ao Extremo Oeste.

► Culturas de inverno e verão sem irrigação terão problemas neste ciclo. Economizar o máximo possível quem tiver açudes para isto.

► Para adubação de cobertura (nitrogênio) no milho (nas lavouras que tiverem na altura ideal) poderá ser mais eficiente na quinta devido a condição de chuva.

► Evitar de deixar o pasto de inverno muito baixo (retém melhor a chuva para infiltração da água no perfil do solo).

Seguir à risca o zoneamento agroclimático para o plantio da safra de inverno e próximo verão. Nas áreas mais frias não é aconselhável o plantio do milho em começo de outubro, melhor na segunda parte do mês.  Necessidade de irrigação nas culturas de inverno e verão.

► Retomada do plantio do milho/feijão nas áreas mais quentes em SC. Nas outras áreas (acima dos 900 m) ainda tem algum risco de frio forte em outubro. Aprofundar mais a semente e a adubação para induzir um enraizamento mais profundo no milho, soja e feijão nesta primeira quinzena de outubro onde for feito (no leste de SC mais tranquilo). Se possível não plantar tudo de uma vez, escalonar.

► Culturas de inverno e verão sem irrigação terão problemas neste ciclo. Economizar o máximo possível quem tiver açudes para isto.

► Para adubação de cobertura (nitrogênio) no milho ( nas lavouras que tiverem na altura ideal) poderá ser mais eficiente na quinta devido a condição de chuva.

► Evitar de deixar o pasto de inverno muito baixo (retém melhor a chuva para infiltração da água no perfil do solo).

Seguir à risca o zoneamento agroclimático para o plantio da safra de inverno e próximo verão. Nas áreas mais frias não é aconselhável o plantio do milho em começo de outubro, melhor na segunda parte do mês.  Necessidade de irrigação nas culturas de inverno e verão.

► Retomada do plantio do milho/feijão nas áreas mais quentes em SC. Nas outras áreas (acima dos 900 m) ainda tem algum risco de frio forte em outubro. Aprofundar mais a semente e a adubação para induzir um enraizamento mais profundo no milho, soja e feijão nesta primeira quinzena de outubro onde for feito (no leste de SC mais tranquilo). Se possível não plantar tudo de uma vez, escalonar.

 

QUINTA

Tempo instável, sol intercalando com intervalos de muitas nuvens com possibilidade de……………..https://www.meteorologistapiterscheuer.com/previsao-do-tempo

Temperatura baixa ao amanhecer e noite e agradável de tarde. Mínimas abaixo dos 4/7°C em alguns pontos de baixadas e vales do Topo da Serra (região de São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urubici, Painel e Urupema). Máximas variando entre 25/28°C em pontos do Oeste. Litoral e Vale do Itajaí.

►Condições favoráveis às atividades ao ar livre: melhor para as de curta duração e com risco. Fazer um pente fino no terreno e retirar qualquer objeto que possa acumular água, combatendo o mosquito da dengue.

► Em hortas comerciais, lavouras de cebola, alho; volta a ter necessidade de irrigação. Atenção com doenças relacionadas a temperatura mais baixa ao amanhecer, especialmente nas áreas de feijão já em desenvolvimento onde a umidade do orvalho e baixa temperatura favorece a antracnose e nas lavouras de batata a requeima, assim como nas hortas comerciais. De tarde é o calor. O frio nestes últimos dias pode induzir ao perfilhamento/alho e floração/cebola (no plantio do cedo).

► Necessidade de água na implantação de novo pomar ou reposição de mudas para uma boa pega.  ECONOMIA DE ÁGUA, a estiagem não acabou!

►A chuva voltou a ficar abaixo da média em setembro, até melhorou um pouco do Topo da Serra ao Litoral. No geral setembro foi abaixo da média e com dificuldade para semeadura da safra de verão. Bom para recomeçar ou começar o plantio da safra de verão, está indicando regular a boa, pode ter chuva mais geral nas áreas de produção na quinta. Acompanhar bem a previsão do tempo nas rádios (Coutinho/Piter). Utilizar com economia a água para irrigação dos açudes. A estiagem persiste.

► Reservar mais água nos açudes, especialmente para o uso nas hortas comerciais em todo o estado, na cebola e alho, ao longo de outubro ao fim do ano a estiagem tende a intensificar. Reservar água para as culturas de inverno e verão reformando e ampliando os açudes, fazer novos açudes (dentro da legislação) e aproveitar a água de telhados na propriedade (cisternas) obtendo ajuda da Epagri local.

Nas fruteiras de clima temperado como uva, pera e maçã, o calor em setembro e no começo de outubro acelerou a brotação e floração das macieiras em geral. O rápido crescimento favorece a áreas maiores sem proteção dos fungicidas de contato, muita atenção ao controle da sarna (volta a ter condição mais favorável nos próximos dias). Condições favoráveis as pragas e doenças de verão (mosca da fruta especialmente) nas fruteiras em geral do Centro ao Extremo Oeste.

► Culturas de inverno e verão sem irrigação terão problemas neste ciclo. Economizar o máximo possível quem tiver açudes para isto.

► Para adubação de cobertura (nitrogênio) no milho ( nas lavouras que tiverem na altura ideal) poderá ser mais eficiente na quinta devido a condição de chuva.

► Evitar de deixar o pasto de inverno muito baixo (retém melhor a chuva para infiltração da água no perfil do solo).

Seguir à risca o zoneamento agroclimático para o plantio da safra de inverno e próximo verão. Nas áreas mais frias não é aconselhável o plantio do milho em começo de outubro, melhor na segunda parte do mês.  Necessidade de irrigação nas culturas de inverno e verão.

► Retomada do plantio do milho/feijão nas áreas mais quentes em SC. Nas outras áreas (acima dos 900 m) ainda tem algum risco de frio forte em outubro. Aprofundar mais a semente e a adubação para induzir um enraizamento mais profundo no milho, soja e feijão nesta primeira quinzena de outubro onde for feito (no leste de SC mais tranquilo). Se possível não plantar tudo de uma vez, escalonar.

Litoral Sul: Criciúma, Tubarão, Urussanga, Araranguá.

*Nordeste: (Planalto Norte, Vale do Itajaí e Litoral Norte): Mafra, Rio do Sul, Joinville, Itajaí.

Litoral Central ou Grande Fpolis; Florianópolis.

**Faixa Leste; Leste do Planalto Norte, Médio e Baixo Vale do Itajaí, Grande Fpolis, Borda da Serra Geral e Litoral; Blumenau, Rio Negrinho, Joinville, Itajaí, Floripa, Criciúma.

Planalto Sul: Lages, Campos Novos, S.Joaquim, B.Retiro.

Meio Oeste/Centro: Fraiburgo, Curitibanos, Lebon Régis, Videira, Caçador, Joaçaba.

Oeste: Chapecó, Concórdia, Xanxerê, Ponte Serrada, Irani.

Extremo Oeste: São Miguel do Oeste, Itapiranga, Maravilha.

 

Geadas (dias) em 2020/Topo da Serra/SC

1 Janeiro

3 Fevereiro

1 março

19 abril

21 maio

15 junho

19 julho

20 agosto

8 setembro

4 outubro

0 novembro

0 dezembro

 

2020; 111 dias/geada e 75 dias com marcas negativas em SC.

 

4 DIAS COM NEVE E 2 DIA COM SINCELO

Curiosidade; dias com geada, 135 dias /2016, 123 dias/2010 e 120 dias/2017 E 106 dias/2018 (todos os meses com geada).

 

DADOS DA SERRA E DE SC, 13/10/2020

Extremas de SC registrados ontem. 12/10/2020 e hoje, 13/10/2020 EM Estações padronizadas (governo e particulares)

MÁXIMA, ONTEM; 10,5°C/ 36,0°C ITAPIRANGA/SR.WOLFGANG

MÁXIMA, HOJE; 11,5°C/ 31,8°C CANOINHAS/EPAGRI

MÍNIMA ONTEM; 2,2°C/ 25,2°C BOM JARDIM DA SERRA/F.K

HOJE; 3,2°C/ 24,6°C BOM JARDIM DA SERRA/F.K

CAPITAL/INMET HOJE; 17,0°C/ 22,1°C

CAPITAL/EPAGRI HOJE; 18,2°C/ 21,3°C

CAPITAL/NORTE DA ILHA/EPAGRI; 18,4°C/ 22,3°C

SANTO ANTÔNIO/CACHOEIRA/PARTICULAR; 18,7°C/ 22,4°C

FLORIANÓPOLIS/SERTÃO DO RIBEIRÃO/TOMÁS W. RUAS; 15,5°C/ 19,6°C

RATONES/CHEIRO VERDE ORGÂNICO; –°C/ –°C

UFSC/RESSACADA; 15,7°C/ 21,9°C

UFSC; 18,3°C/ 22,1°C

MAFRA/EPAGRI; 10,8°C/ 29,4°C

CHAPECÓ/INMET; 14,2°C/ 28,7°C

S.JOAQUIM/CLIMATERRA; 9,3°C/ 23,4°C

S.JOAQUIM/A MÍN. MAIS BAIXA; 5,2°C/ 23,7°C/POSTINHO/F.K

 

EXTREMOS POR REGIÃO/SC DIA 13/10/2020

 

EXTREMO OESTE E OESTE; 3,2°C VARGEM BONITA E 31,6°C ITAPIRANGA/SR.WOLFGANG

MEIO OESTE; 7,9°C CAÇADOR* E 31,5°C LUZERNA/ROBERTO

CENTRO; 5,4°C S. FRAIBURGO/F.K E 30,6°C BRUNÓPOLIS*

PLANALTO SUL/SERRA; 3,2°C B.JARDIM/F.K E 28,8°C RIO RUFINO*

TOPO DA SERRA >1200 m; 3,5°C B.JARDIM/F.K E 25,2°C S.JOAQUIM*

LITORAL SUL; 12,1°C TIMBÉ DO SUL* E 24,5°C JACINTO MACHADO*

GRANDE FLORIANÓPOLIS; 14,1°C ÁGUAS MORNAS* E 25,1°C NOVA TRENTO/GUTO*

GRANDE FLORIANÓPOLIS/SERRA; 10,1°C RANCHO QUEIMADO/INMET E 29,5°C LEOBERTO LEAL*

LITORAL NORTE; 12,8°C CORUPÁ* E 30,9°C GARUVA*

VALE DO ITAJAÍ; 10,8°C VIDAL RAMOS/C.G. E 30,6°C ITUPORANGA*

PLANALTO NORTE; 9,5°C PORTO UNIÃO* E 31,8°C CANOINHAS*

     *EPAGRI

OBS;

EM 2016; 135 DIAS (RECORDE) COM GEADA NO TOPO DA SERRA (85 DIAS SÓ NO PÁTIO DA CLIMATERRA), 8 DIAS COM NEVE E 7 COM SINCELO.  TEVE 68 DIAS COM MÍNIMAS NEGATIVAS NO TOPO DA SERRA E 70 DIAS EM SC. NA CLIMATERRA TIVEMOS 25 DIAS COM MÍNIMA NEGATIVA, RECORDE ERA EM 2013/2000 COM 22 DIAS.

2019 COM 40 DIAS COM MIN. NEGATIVAS.

2020 COM 75 DIAS COM MIN. NEGATIVAS.

 

SÃO JOAQUIM;

NA QUARTA-FEIRA

NASCER DO SOL; 05h: 43

PÔR DO SOL; 18h: 27

 

http://twitter.com/climaterra

http://estacoes.forcontrol.com.br/ (temperatura em diversas cidades do Brasil)

https://www.facebook.com/pages/Climaterra-Meteorologia-e-Agronomia/619930311412125

 

► Piter Scheuer – Meteorologista – CREA/SC 154169-9

► Ronaldo Coutinho – Engenheiro Agrônomo – CREA/SC nº 26.681-3

►CLIMATERRA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.