in

Safras/Sancor abre suas portas em São Joaquim com a maior vantagem e custo benefício do mercado

A Multinacional SANCOR Seguros, uma seguradora com mais de 70 anos no ramo agrícola abriu recentemente as suas portas em São Joaquim no Boulevard da Rua Major Jacinto Goulart, em parceria com a Corretora Safras.

Entre os objetivos e benefícios garantidos pela seguradora está o aproveitamento de taxas mais atrativas e diferente e um seguro personalizado por hectare o que se torna uma grande vantagem e uma satisfatória economia e garantia ao produtor rural.

Seguro especialmente pensado e elaborado para os bens e equipamentos utilizados na atividade agrícola. Proteção contra os eventos climáticos e outros riscos que suas culturas estão expostas. Mais tranquilidade e segurança para o produtor rural.

Vantagens:

  • Cumprimento dos prazos de indenização
  • Agilidade na avaliação dos danos
  • Profissionalismo e atenção às suas necessidades e expectativas
  • Facilidade no pagamento
  • Taxas competitivas
  • Definição da importância segurada pelo produtor: Área X Produtividade x Preço

Sobre o Seguro:

  • Destina-se a cobrir a depreciação e desvalorização dos frutos decorrente dos danos causados pelo granizo
  • Pode ser contratado por pessoas físicas ou jurídicas
  • Não necessita notas fiscais para contratação

Benefícios:

  • Garante a recuperação do valor investido no Pomar em caso de evento (sinistro)
  • Reduz o risco de inadimplência e aumenta a proteção financeira do Produtor
  • Atende os requisitos para participar do programa de subvenção Federal viabilizando a sua adesão
  • Flexibilidade de contratação

Safra Seguros para quem necessita de um seguro na medida certa visando proteção e tranquilidade para o agricultor

Safra Seguros / Sancor | Boulevard Marjor Jacinto Goulart (ao lado da Vivo)

Fone 49 9 9168.6165

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bom Retiro recebe levantamento turístico realizado pela Amures

Idoso morto em incêndio pode ter sido vítima de latrocínio em São Joaquim