in

Aconteceu em São Joaquim o primeiro almoço dançante do grupo de dança artística Portela

Incentivar as crianças, em especial á cultivar a cultura de participar de danças gaúchas pode ser uma forma de mantê-las mais envolvidas com aspectos culturais e que melhorem suas habilidades físicas e seu relacionamento social. As crianças interagem na prática da dança gaúcha em ensaios e nas apresentações na comunidade, promove maior vivencia em sociedade e assim ampliação de olhares motivados pela dança, a qual transforma crianças e jovens no contexto onde vivem, através das mudanças no desenvolvimento e crescimento individual ou em grupo dessas crianças e jovens que se apresentam através das invernadas de danças junto ao público.

Assim, á medida que a comunicada participa deste tipo de evento de apoio e incentivo, está contribuindo significativamente com estas crianças e jovens que se dedicam a danças gauchas em especial, como o grupo de dança Tradicionalista Portela que tem se destacado muito em apresentações locais e em outras cidades, assim aconteceu no último domingo em São Joaquim no salão paroquial um almoço alusivo ao dia dos Pais, promovido para arrecadar fundos para as despesas com viagens dos músicos, professores e alunos do grupo de dança do Portela, e aproveitaram o momento para comemorar o dia dos Pais. O evento atendeu as expectativas dos organizadores em torno de 400 pessoas, cardápio foi galeto assado, maionese caseira e saladas. O almoço foi organizado pela coordenação do grupo,e apoiadores como a prefeitura e a paroquia de São Joaquim entre outros e o apoio dos musico Martines e Diana (Pai e filha), que proporcionaram a alegre tarde dançante e apresentação dos grupos Juvenil e mirim com as apresentações tradicionalista e poesia.

O projeto foi iniciado pela coordenadora Zilma Nesi que junto com muitas pessoas tem o  desejo de resgatar a cultura artística gaúcha em nossa cidade.

O evento contou com a colaboração de Martinez e Diana que juntos com nossas crianças abrilhantaram a tarde, manter viva a chama da tradição, é uma atribuição que exige comprometimento e doação é desde cedo que os “gaúchinhos “aprendem a cultivar os melhores costumes.

o grupo é filiado co CTG Laço da mangueira Velha

Aqueles que de algum modo quiserem contribuir com as despesas do grupo para que o projeto continue sua caminhada é só entrar em contato com a coordenação do grupo. Somos todos responsáveis para manter forte a cultura em nossa cidade.

Confira as imagens do evento

CoodenadoresZilma nezi coordenadora geral

Jozê Carla de Souza
Eduardo Santos
Jamile Andrade
Coordenadores mirim

Joceane Macedo
Andreia medeiros
Coordenadores grupo juvenil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS DIAS 21 E 22 DE AGOSTO DE 2019.

Falece aos 91 anos o empreendedor Idalgo Fontanella