Verão Catarinense: Registro de praias lotadas

As primeiras imagens do verão catarinense mostram que há muita despreocupação. Guarda-sóis acumulados na areia, festas irregulares, aglomerações na praia. Típico de um movimento em salão de festas, uma falta de bom senso, já que nos hospitais os leitos de UTI estão lotados.

Na última terça-feira (29) do ano a diversas praia de Santa Catarina, registraram movimento intenso.

A liberação ocorreu no mesmo dia em que todas as regiões catarinenses registraram risco gravíssimo para a Covid-19. Dentre as regras estão:

  • distanciamento entre as pessoas deve ser de, no mínimo, 1,5 metro, a não ser que elas morem juntas
  • não é permitido o agrupamento de pessoas que não morem juntas
  • os guarda-sóis de grupos distintos devem ficar a 2 metros um do outro, a contar a partir da borda
  • mesas, cadeiras e guarda-sóis alugados devem ser higienizados após cada uso
  • não é permitida a troca de roupas ou produtos similares vendidos por ambulantes

Em relação ao uso de máscaras, na quarta-feira (23) a Secretaria de Estado da Saúde, quando divulgou as regras sobre a ocupação das praias, afirmou que a proteção é obrigatória na faixa de areia. Porém, na véspera de Natal (24), o Governador Carlos Moisés da Silva afirmou em uma rede social que o uso de máscara para prevenção contra Covid-19 nas praias catarinenses “não será exigido” na faixa de areia e na água.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.