Como minimizar o impacto do frete no e-commerce?

O valor do frete no e-commerce é um fator determinante na decisão de compra dos consumidores. Por isso, é preciso adotar estratégias que façam dele um atrativo e não um impedimento.

O valor do frete é capaz de levar o consumidor a abandonar o carrinho ou a finalizar a compra.

Essa realidade, muito conhecida por quem tem uma loja virtual, ficou evidente no estudo E-commerce trends, realizado pela Rock Content.

Segundo o levantamento, que contou com 798 participantes, o principal motivo que conduz 82,3% dos consumidores a desistirem da compra e impede que 55% das pessoas comprem em lojas virtuais pela primeira vez é o valor elevado do frete.

Em contrapartida, o frete grátis é um forte atrativo para os clientes e, por isso, é capaz de aumentar a quantidade de vendas dos e-commerces.

Em 2020, houve um aumento de 28% nas compras que ofereciam frete grátis, enquanto as vendas com frete pago subiram apenas 15%, conforme a edição 41º do Webshoppers elaborado por Ebit|Nielsen e Elo.

Se você deseja minimizar o impacto negativo que a taxa de entrega pode exercer sobre sua organização, confira as sugestões de estratégias para redução de frete a seguir.

5 estratégias para reduzir o valor do frete no e-commerce

Muitas variáveis estão envolvidas no estabelecimento do preço do frete, tornando-o único para cada comércio virtual.

Mas há uma série de medidas que podem ser tomadas para tornar o frete mais competitivo e atraente para os consumidores.

1.Incorpore o valor do frete nos produtos

Como diz Michael Ugino, co-founder & CMO da Sellbrite, empresa de gestão de marketing norte-americana, “o frete nunca é verdadeiramente grátis: alguém tem que pagar por ele. Pode ser a empresa que está fazendo a entrega ou o consumidor”.

O mesmo ocorre quando um consumidor utiliza um cupom. Por exemplo, para que o cliente possa inserir cupons de desconto Itatiaia ao finalizar a compra, a empresa de móveis traçou planos para ofertar tal desconto sem prejudicar seu orçamento. Isso é muito importante, pois no caso de móveis, o preço costuma ser maior, e o frete é caro, então qualquer economia é bem-vinda.

Esse princípio deve ser aplicado ao oferecer frete grátis. Uma solução é diluir o valor do frete no preço do produto, mas isso deve ser feito com cuidado, conforme recomenda Ugino.

“Você não quer elevar muito o custo dos produtos somente para acomodar o frete. Se o preço ficar muito mais alto do que os produtos concorrentes no mercado, adivinha para onde os consumidores irão? Para marcas que oferecem algo similar mas com um menor preço.” explica o empresário.

Para saber se essa tática funciona para a sua organização, Ugino orienta que você leve em consideração:

  • As suas margens de lucro;
  • A forma como seus competidores lidam com a questão do frete no e-commerce;
  • O valor que seus clientes desejam pagar e o valor máximo que estão dispostos a gastar;

2. Reduza o campo de alcance das entregas

Um dos motivos que elevam o valor do frete é realizar entregas para localidades distantes.

Visto que, quanto maior a distância maior é o custo e o tempo de entrega, vender produtos para regiões afastadas pode não ser vantajoso.

Nesse caso, reduzir o campo de alcance das entregas é uma solução para garantir taxas menores e preservar a lucratividade.

Para certificar-se que essa é a medida adequada, primeiro, recorra aos dados de vendas e avalie o nível de conversão das áreas onde sua empresa atua.

Assim, você poderá definir se é lucrativo continuar comercializando seu produto para determinados locais.

3. Negocie com sua transportadora

Converse com a transportadora contratada por sua empresa sobre modificações no contrato a fim de melhorar as formas de envio, condições de preço e outros aspectos que afetam o valor do frete no e-commerce.

Para ter maior poder de negociação, esteja munido dos principais dados da sua empresa.

Apresentar o peso médio dos pacotes, a área em que os produtos costumam ser entregues e demais informações relevantes para a transportadora facilitará o desenrolar da conversa.

Afinal, ela precisará analisar se oferecer descontos e reduções de preços para a sua organização é vantajoso.

Por isso, você deve mostrar o potencial do seu negócio e, se possível, ofertar parcerias e diferenciais para tornar as propostas mais convidativas.

4. Utilize a embalagem mais adequada ao produto

O peso e as dimensões do produto embalado, assim como o local de origem, destino e a relação volume e peso, influenciam no estabelecimento do valor do frete.

Por isso, otimizar as embalagens é um aspecto crítico ao minimizar os impactos do frete no e-commerce.

Em adição aos ajustes relativos ao produto e embalagem, não perca de vista a capacidade de empilhamento dos pacotes e as dimensões do automóvel de carga utilizado.

5. Acompanhe e avalie o que é melhor para seu negócio

Lidar com questões logísticas é incontornável em lojas virtuais, mas esse desafio não deve impedir o sucesso do seu negócio.

Você pode escolher uma das recomendações acima e implementá-la durante 30 dias e acompanhar como os índices de venda se comportam.

Faça isso com as demais até conseguir determinar a melhor forma de minimizar o impacto do frete no e-commerce que você conduz.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.