Cantora e acordeonista Berenice Azambuja morre aos 69 anos; sua música marcante “É Disto Que o Velho Gosta”

Foto reprodução/ Galpão Gaúcho

Que perda para o tradicionalismo e para a música gaúcha a artista Berenice Azambuja um nome marcante da música gaúcha a cantora, compositora e acordeonista morreu nesta quinta-feira (3) aos 69 anos. Um dos nomes mais marcantes da música gaúcha, a artista estava internada no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, no norte do Estado, onde sofreu uma parada cardíaca, por volta das 22h.

Ela que abrilhantou o tradicionalismo gaúcho com suas músicas , sua voz marcante e única… o tom de voz feminino mais marcante de da música gaúcha. obrigado, obrigado. muita luz para seus espírito . ” churrasco bom chimarrão.

Foto divulgação

Berenice, que, no dia 5 de abril deste ano, teve alta do Hospital de Tapejara, recuperada de covid-19, lutava contra um câncer no pâncreas. 

Entre 17 discos gravados ao longo da carreira, o de 1980, intitulado Romance de Terra e Pampa, trazia aquele que se tornou o maior sucesso da cantora: “É Disto Que o Velho Gosta”, parceria com Gildo Campos.

Uma perda irreparável para o cenário histórico do Rio Grande do Sul.

Berenice da Conceição Azambuja foi uma cantora, compositora e instrumentista brasileira de música nativista gaúcha. Seu maior sucesso é a canção É Disto Que o Velho Gosta, do álbum Romance de Terra e Pampa, de 1980, composta junto com Gildo Campos. Tem gravado entre CDs e vinis 17 discos e um DVD. 

Muito triste isso… se perde uma grande pessoa ,uma ícone da música gaúcha, uma inspiração para todas as mulheres gaiteiras, que o patrão velho das alturas em sua infinita bondade e os anjos a receba com muito som de cordeona na estância grande do céu …

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Cantora Berenice Azambuja morre aos 69 anos - Assunto Agora Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.