Pense fora da caixa e conheça três profissões inusitadas

Existe a possibilidade de trabalhar com profissões incomuns e obter boas porcentagens de lucros. Hoje contaremos a história de três milionários que pensaram fora da caixa. 

3 profissões inusitadas

Ainda crianças somos o tempo todo pressionados a ter uma determinada profissão no futuro. A pergunta “o que você quer ser quando crescer” guarda um aspecto problemático de associar nossa identidade ao que fazemos. E as pessoas que perguntam, quase sempre, esperam respostas como: médico, advogado, veterinário, professor. 

Em meio às expectativas sociais muitas vezes óbvias e reducionistas, existem profissões inusitadas que saem fora da caixinha e possibilitam boas perspectivas de ganho em médio e longo prazo. 

Já pensou em ser sommelier, provador, designer de brinquedos, cerimonial de casamentos, promotor de eventos, cuidador de cães, ilustrador e etc.? 

Imagino que não. 

Mas existem três profissões que permitem ganhos significativos e que estão cada vez mais atraindo a atenção de um público-alvo sedento por coisas novas e oportunidades. No artigo de hoje falaremos de três pessoas milionárias que mostraram que é possível se dar bem jogando poker, apostando em esportes ou se dedicando aos e-games.        

Três brasileiros milionários com profissões inusitadas 

André Akkari (Poker)

André Akkari é um dos primeiros jogadores brasileiros a ficar milionário com o poker. Sua conquista mais significativa, o bracelete do World Series of Poker (WSOP) em 2011, lhe rendeu a premiação de 675 mil dólares. 

Depois disso, a carreira de Akkari decolou e ele já acumula mais de seis milhões de dólares em ganhos, contando o ao vivo e o online. Parte dos seus ganhos foram investidos e hoje Akkari é um grande empresário, sendo reconhecido como uma das maiores autoridades do poker no país. 

Para jogar poker online, existem diversas plataformas disponíveis, como a PPPoker, que possibilitam aos jogadores uma experiência agradável e segura com o esporte. Com estudo, prática e dedicação, é possível ter ganhos consideráveis com poker.    

Amanda Abreu (e-games)

Aos 26 anos, Amanda “Amd” Abreu é uma das jogadoras de e-games de maior sucesso no país. Atualmente, joga pela Havan Liberty, uma organização brasileira de e-sports. A jogadora já se sagrou campeã do mundial feminino de Counter Strike sete vezes. 

Counter Strike é um dos jogos mais populares do mundo e, por isso, existe um calendário anual aquecido com eventos e torneios ligados ao jogo. Amanda é um nome tão forte entre os jogadores que recebeu uma homenagem pela franquia CS: GO ao ter uma skin sua disponível dentro do jogo.  

Amanda também levanta uma bandeira importante, como disse em uma entrevista dada à revista Forbes: “Ser mulher no mundo dos games é ter que lutar 10 vezes ou mais para conquistar o que um homem consegue. Ainda existe muita carga cultural, toxicidade e muita gente não acredita no potencial das mulheres”. 

Josué Ramos (apostas esportivas)

Josué Ramos atua há mais de 10 anos no mercado de apostas esportivas, tanto como apostador, quanto como trader esportivo. Depois de enfrentar muitas dificuldades, Josué tem mantido ganhos milionários nos últimos anos. 

De 2013 a 2018, inclusive, manteve o maior ROI (retorno por investimento) entre todos os apostadores do mundo, fato amplamente comprovado por sites especializados em monitoramento de tipsters. O apostador destaca que para atingir esse patamar, foi necessário muito estudo, dedicação e análise de dados, o que se reflete em uma busca constante por conhecimentos. 

Para poder se dedicar às apostas esportivas, Josué Ramos precisou tomar decisões muito difíceis: teve que abdicar do cargo de gerente de uma loja de construção para poder estudar a fundo a área de apostas. Ele contou em uma entrevista ao jornal Estado de Minas que: 

“Não existia muito conteúdo para se estudar, então eu comecei a fazer pesquisas de campo e fui buscar padrões em corridas de cavalo e futebol, pois eu queria entender como precificar um mercado. O que acabei encontrando foi algo lógico”. 

Além de trader, Josué Ramos é CEO de uma empresa de dados esportivos e investidor.  

Conclusão

Contrariando as expectativas sociais que criamos sobre as profissões, existem trabalhos que pagam bem e que nem sempre estão no horizonte dos jovens. Nesse sentido, vale destacar o poker online, as apostas esportivas e os e-games como nichos promissores que podem te ajudar a pensar fora da caixinha, te ajudando a ganhar muito dinheiro com profissões inusitadas.

           

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.