Epagri realiza Oficina, orientando apicultores sobre os manejos de outono e inverno, alimentação suplementar e leitura de quadros de ninho, na Estação Experimental de São Joaquim

A apicultura é uma importante atividade que pode ser incluída na diversificação de atividades nas propriedades rurais e com um grande potencial de crescimento na Serra Catarinense em virtude da diversidade de floradas presentes nos diferentes microclimas da Região Serrana, possibilitando a produção de méis de ótima qualidade e com grande reconhecimento, como pode-se citar o Mel de Melato da Bracatinga (já com Identificação Geográfica) e o mel de canudo-de-pito, de ocorrência específica em algumas regiões do município, premiado internacionalmente. 

No entanto, em virtude das condições climáticas de outono e inverno, há a necessidade da realização de alguns manejos para a manutenção dos enxames durante este período de menor oferta de alimentos (floradas) nas matas, além de manejos para o estímulo aos enxames (com o fornecimento de alimentação suplementar), para estarem populosos para a primavera, no momento em que a oferta de alimento nas matas retorna.

A Oficina foi organizada pelo Extensionista Rural da Epagri de São Joaquim, engº agrº Filipe Souza Oliveira e apoiada pelo colega de Bom Jardim da Serra, engº agrº Áquila Schneider, com a presença de 9 apicultores, onde aproveitou-se para realizar uma visita didática ao apiário da Estação Experimental.

Aproveitou-se o momento, para explanar sobre algumas Políticas Públicas e Programas Governamentais disponíveis, para o apoio à atividade apícola.

 A busca pela sustentabilidade nas atividades agrícolas é um dos pilares dos trabalhos da Epagri e o apoio à atividade apícola se dá, por ser uma atividade que preza pela conservação dos ecossistemas (solo, água e ar) e com intensa ligação com a fruticultura (principal atividade econômica de São Joaquim) em função da polinização dos pomares, além de possibilitar a produção de diversos subprodutos, como a cera, própolis, pólen, geleia real e apitoxina.

A Epagri busca levar conhecimento e tecnologias para o desenvolvimento sustentável do meio rural catarinense por meio de ações grupais, favorecendo as trocas de informações, adoção de técnicas de manejo, trazendo maior rentabilidade e fortalecendo a competitividade das famílias do meio rural catarinense. 

Importante deixar o agradecimento à Prefeitura Municipal de São Joaquim, pela manutenção do Convênio para a continuidade das atividades de extensão rural e social no município de São Joaquim. 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.