Estrada no interior de São Joaquim há mais de três anos sem receber melhorias do poder público

O município de São Joaquim na Serra Catarinense é um dos maiores em extensão territorial no estado, e consigo a maioria das localidades do interior o acesso é via estradas de terra.

 

 

A manutenção destas estradas tem deixados moradores da área rural incomodados, e sem nenhum retorno do poder público. Um programa lançado pela prefeitura “avisa lá que eu vou”, não surtiu o efeito à população, deveria ser “avisa lá que eu não vou”, ou “avisa lá que eu enrolo”.

 

As imagens contidas neste texto são da localidade se Chapada Bonita, conhecida estrada fazenda colégio. Segundo os moradores esta estrada é de responsabilidade da prefeitura, há mais de três anos não se vê as “amarelinhas” neste trecho.

 

 

Nesta localidade residem cinco famílias que sofrem para sair de casa com a má condição da estrada, na época da safra os caminhões carregados de maçã enfrentam as mesmas dificuldades.

 

 

Uma ponte que existia foi quebrada e moradores reformaram para poder atravessar o riacho, até a reforma eles passavam por dentro do rio com seus veículos. Quem mais sofre são as crianças que estudam na cidade.

 

 

Quando chove a Kombi não consegue levar os nove alunos, em alguns pontos não existe mais cascalho, grandes pedras estão a mostra, tem dias que as crianças perdem as aulas devido não conseguir chegar à escola.

 

 

Luiz Dorvalino Pereira é motorista de transporte escolar ele faz 30 km por dia levando os alunos até o ponto onde outro ônibus pega as crianças para levar à cidade. Ele conta que as despesas com a manutenção da Kombi são grandes, em menos de 30 dias o veículo visitou a mecânica duas vezes, problemas de suspensão e homocinética.

 

Próximo à sua casa a estrada municipal deveria continuar, o trecho de pouco mais de 3km está desativado, uma estrada antiga que dá acesso à rodovia Caminhos da Neve, localidade de Santo Antão, onde há pavimentação asfáltica. Se está estrada estivesse apta o tempo de chegada à cidade reduziria pela metade, a prefeitura até cogitou reabrir mas ficou só na palavra.

5 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia.
    A localidade do Rincão do Tigre também está com as estradas em péssimo estado.
    É muito triste ver o abandono nas estradas rurais por onde transitam a produção do município de São Joaquim.
    Aguardamos uma providência urgente.

  2. E se esse senhor deixar de fazer o transporte, as crianças não terão condições se deslocar para ir pegar o ónibus na estrada geral, porque quem ja fez transporte não faz mais, por não compensar o custo com mecânica, devido as más condições da estrada.

  3. A municipal da varginha faz quase 30 anos que a prefeitura considera “desativada”,por pouco uso..
    Porém,tem gente que usa!!!
    E de vez em quando,ela se transforma em estrada ativa pra fazer eventos de trilha por ela!!
    Assim,fica feio e desajeitado…
    Pena…

  4. Não é só essa comunidade que está desassistida pelo poder público, a várias. Na estância do meio a situação é a mesma. E por incrível que pareça o ônibus que faz o transporte dos alunos é dá prefeitura, parte daqui, isso mostrar que com o próprios bens,o poder público não está preocupado. Aqui faço a seguinte pergunta ao prefeito, a que município pertencemos? Lages, Painel, Bom Jesus, qual? Pois na prefeitura de São Joaquim não adianta solicitar a manutenção da estrada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.