Moradora de São Joaquim revende produtos Nutty Bavarian

Programa de Venda Direta da Nutty Bavarian proporciona boa lucratividade

Com investimento baixo é possível ter até 40% de lucro, revendendo produtos da marca

Beatriz Chiodeli atende clientes de cidades vizinhas como Lages, Urupema e Bom Jardim da Serra

Com o objetivo de aumentar sua rede de distribuição e levar a oportunidade para as pessoas aumentarem sua renda revendendo os produtos Nutty Bavarian, a marca criou o programa Venda Direta. Inicialmente, o programa era voltado para o microempreendedor individual, mas agora está se estendendo às pessoas físicas que tenham interesse em ser um revendedor Nutty Bavarian.

Trata-se de um modelo por meio de revendedores tradicionais (porta a porta) e venda direta digital, no qual as pessoas se cadastram e poderão vender os produtos da marca. Após o cadastro, que poderá ser feito pelo site da própria empresa, no campo venda direta, o candidato receberá material com informações sobre os produtos e manual de vendas, com todas as orientações da marca. A expectativa é ter cerca de 50 revendedores neste novo canal até o fim do ano.

Entre os revendedores já cadastrados, a catarinense, Beatriz Rosa Chiodeli, moradora de São Joaquim, em Santa Catarina tem se destacado com o volume de vendas. Além da cidade onde mora, ela atende clientes de cidades vizinhas como Lages, Urupema e Bom Jardim da Serra, entre outras.

“Logo que recebo os produtos aviso aos clientes pelo whatsapp, faço postagens nas redes sociais e vendo tudo muito rápido. Todos os produtos têm ótima aceitação, mas os mais pedidos são o Mix Glaceado e o Mix Premium”, afirma.

Beatriz se interessou em vender os produtos Nutty Bavarian porque é fã da marca e já revendia outros produtos. “Quando vi a chance de me tornar revendedora Nutty, não pensei duas vezes. Adoro os produtos e, além de serem muito bem aceitos, não tem quiosques aqui na região o que abre um leque de oportunidades”, explica.

Se tornar revendedor da marca é um negócio de baixo investimento e com boa possibilidade de retorno. O interessado vai efetivar um primeiro pedido padrão, na própria empresa, com os seis sabores principais já industrializados, nos tamanhos zips de 150 gramas e flowpacks de 30 gramas, de amendoas glaceadas, Mix glaceado, Mix Premium glaceado, Amendoim glaceado, Amendoa Barbecue, Mix Passas (natural) e o Mix glaceado no zip de 400 gramas. A partir daí, já é possível iniciar a comercialização e aumentar o volume dos pedidos de acordo com as vendas efetuadas. A empresa dará todo o suporte no processo.

Segundo Beatriz seu lucro chega a 40%, mas é preciso investir tempo, dedicação e esforço para obter bons resultados. “Meu objetivo é aumentar as vendas e até o ano que vem, abrir um quiosque no centro de São Joaquim”, planeja.

SOBRE A NUTTY BAVARIAN

Rede de franquias especializada em castanhas com mais de 110 quiosques espalhados pelo país. Fundada no Brasil em 1996, a marca chegou ao país com a empresária Adriana Auriemo, que conheceu o produto nos Estados Unidos enquanto assistia a um jogo de basquete. A Nutty Bavarian vende cerca de 40 toneladas de castanhas por mês.

FICHA TÉCNICA

Quiosque Nutty Bavarian

Investimento inicial: R$ 99 mil (quiosque montado, incluindo capital de giro)

Faturamento médio mensal: R$ 32 mil

Prazo de retorno: de 12 a 18 meses

Taxa de lucratividade: de 12% a 15%

Contato: (49) 9120-2657 Bia Chiodelli

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.