Polícia Civil recupera cabeças de gado que haviam sido subtraídas no Oeste de SC

Na tarde de quinta-feira (14), em Abelardo Luz, a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Fronteira de Abelardo Luz e do Centro Estadual de Combate aos Crimes Contra o Agronegócio (CAOAGRO/PCSC), cumpriu um mandado de busca e apreensão visando a recuperação de bovinos que haviam sido subtraídos de uma propriedade rural.
Em junho, a vítima procurou o CAOGRO da Polícia Civil para informar a subtração de aproximadamente 44 cabeças de gado de sua propriedade, no interior de Abelardo Luz. Diligências investigativas foram realizadas pelos policiais civis do CAOGRO/PCSC e da DPCO de Abelardo Luz a fim de identificar a autoria delitiva, bem como a localização dos animais subtraídos.
Na tarde de quinta-feira (14), após a representação formalizada pelo Delegado de Polícia Marcelo Tescke, e na posse da ordem judicial de busca e apreensão, policiais civis do CAOGRO/PCSC, da Delegacia de Polícia da Comarca de Abelardo Luz e servidor da CIDASC localizaram 10 cabeças de gado furtadas na propriedade de um suspeito, em Abelardo Luz.


No local, além da localização dos animais subtraídos, a CIDASC constatou diversas irregularidades em brincos utilizados nos animais. As investigações prosseguem a fim de localizar e recuperar os demais animais subtraídos.
Para o delegado Fernando Callfass, coordenador Estadual do CAOAGRO da Polícia Civil, a união de esforços entre a Polícia Civil e a CIDASC tem por objetivo ampliar as ações de defesa agropecuária no Estado na proteção da sanidade do rebanho catarinense, bem como evitar a ocorrência de crimes patrimoniais contra o agronegócio.

“Atuação especializada”
De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, ações como essa demonstram a importância da ação especializada da Polícia Civil na atuação frente aos crimes contra o agronegócio e em prol da sociedade catarinense.

Fonte: Polícia Civil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.