Urupema e Bom Jardim não geram receita nem para pagar salário do prefeito e da administração

Outras cidades da Serra Catarinense como Bocaina do Sul, Cerro Negro, Painel, Campo Belo do Sul e Palmeira estão na mesma situação.

Foi bem pertinente um estudo efetuado pela FIRJAN e publicada no jornal o Estadão que aponta que no país 1.872 cidades dependem das transferências de Estados e da União para pagar os custos mínimos como o salário do Prefeito e a máquina Pública.

Sem a capacidade de atrair empresas e gerar renda, com o comércio local precário e com a cobrança de poucos impostos, os pequenos municípios sofrem com a baixa arrecadação e dependem de recursos do Estado e da União para sobreviver.

Na Serra Catarinense os município de Urupema, Cerro Negro, Bom Jardim da Serra, Painel, Bocaina, Campo Belo do Sul, Rio Rufino, Anita Garibaldi, Bom Retiro, Palmeira, Correia Pinto e Otacílio Costa convivem este dilema de não gerar renda suficiente para cobrir o custo da máquina pública.

No caso das duas cidades turísticas e famosas como Bom Jardim da Serra e Urupema o caso é ainda mais dramático, enquanto Bom Jardim da Serra gera a receita de apenas 67.37% para cobrir os gastos da administração, o município de Urupema consegue cobrir apenas 25.09% do salário do prefeito e da máquina pública com recursos próprios.

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Firjan expõe situação caótica de algumas prefeituras – Olivete Salmória Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.