in

Centro Obstétrico está próximo de ser reaberto e os bebês voltarem a nascer em São Joaquim

O capítulo final de um dos embates mais evolventes dos últimos anos está para ser escrito nesta próxima segunda-feira (01), quando o projeto de Lei, de autoria do Poder Executivo, entrará para ser votado no plenário do legislativo joaquinense que autoriza o Poder Público a firmar um termo de colaboração com a associação Bento Cavalheiro Saúde para que seja reaberto o Centro Obstétrico do Hospital Sagrado Coração de Jesus e para que, também, as gestantes e famílias passem a ter o direito e a garantia de terem seus filhos finalmente em solo joaquinense com a implantação de um sobreaviso obstétrico completo com médico obstetras, anestesistas e pediatras.

O Projeto de Lei de Nº 41/2018 autoriza o Poder Executivo a repassar, a título de colaboração, o valor mensal de 150 mil reais que serão utilizados a começar a partir do mês de Julho à Dezembro de 2018. E é através desse projeto que se inclui o sobreaviso de obstetrícia para o atendimento das gestantes originarias do SUS e que tiverem o acompanhamento nos Postinhos através do Programa municipal “Nascer Bem em São Joaquim.”

O projeto chegou a entrar em Regime de Urgência nesta última quarta-feira mas foi pedido vistas pelo Vereador Clodoaldo Costa que não gostou da forma com que o projeto foi posto em votação sem nenhum parecer:

-“O Projeto chegou sem nenhum parecer assinado pelas comissões, eles (os vereadores) deveriam ter feito os pareceres antes de colocar um projeto em votação, por isso pedi vistas e votarei assim que receber os pareceres por parte das comissões” Respondeu o Vereador Clodoaldo Costa.

Pelos bastidores existe a informação de que estes pareceres possam ser desfavoráveis ao repasse do Executivo para Associação Bento Cavalheiro Saúde, uma vez que a Associação não possuí a Certidão Nacional de Débitos – CND para receber estes repasse. Mesmo assim, com o parecer contrário ou não a decisão cabe apenas a votação no plenário da Câmara que é soberana para apreciar, aprovar ou rejeitar o projeto que tem por intuito a reabertura do Centro Obstétrico e o objetivo de que os bebês voltem a nascer em solo joaquinense.

O Prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes, declarou em entrevista para a Agencia São Joaquim Online que está confiante que  projeto será aprovado na próxima segunda-feira e que o poder público não mediu esforços para que este realidade seja finalmente possível.

“O município faz todo encaminhamento dentro da unidade de saúde como o pré-natal, o atendimento médico odontológico, faz o preventivo, testes rápidos, exames, enfim, nas unidades de saúde as gestante tem todo suporte, só que o município tava falhando não era no final, no momento do parto e isso preocupa, para a população é uma imensa uma necessidade. Imagina uma gestante chegar no final da gravidez e não ter como ter seu filho aqui em São Joaquim porque não tem um parto pelo SUS ?

Mas tão logo fomos buscar diálogo lá com a direção do hospital, desde o início da gestão, mas infelizmente por questões financeiras e alguma dificuldade de encontrar anestesistas, pediatra e obstetras que aceitassem o que o hospital podia o hospital. Foi tratativa difícil de ser resolvida, mas assim que o João Paulo João Paulo assumiu a Associação Beneficente Bento cavalheiro a gente então iniciou uma conversa dizendo que o município de São Joaquim tinha interesse, pois sabemos da nossa necessidade e que nós temos um dos maiores índices de mortalidade infantil neonatal aqui na Serra. São Joaquim tá incluso, no ano passado se não me falha a memória, foi 17 óbitos e esse ano já estamos com 8 ou 9, então tu imagina só o transtorno que causa nessas famílias?

Então Prefeitura e a Secretaria Municipal de Saúde  fez o possível e o impossível e o para poder dar o apoio ao hospital, melhorar a saúde. Todas as tratativas feita com João Paulo foram muito bem articuladas, com todo o seu desprendimento, teve uma boa conversa com os médicos e conseguiu os profissionais para anestesia, obstetrícia e pediatria. Uma junta médica de 8 profissionais que vão estar no sobreaviso de obstetrícia. Uma equipe de profissionais a disposição no sobreaviso por 6 meses. Além disso estamos fazendo um projeto piloto que é um programa chamado “Nascer bem em São Joaquim” que é as gestantes, que fizeram pré-natal pelo SUS, que foram cadastrados nas unidades de saúde com toda a rotina do pré-natal, com as consultas e exames com frequência vão ter direito ao parto aqui em São Joaquim. então isso é um ganho para a população e que vai significar muito para São Joaquim.

Estamos investindo em saúde, investindo na transparência e acreditando que é um grande passo para todos joaquinenses, para as famílias  é isso que a gente quer, que os bebês voltem a nascer em São Joaquim” Declarou o Prefeito de São Joaquim Giovani Nunes.

 

Ata da reunião

 

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

PREVISÃO DO TEMPO NOS DIAS 29 A 2 DE JULHO DE 2018 E TENDÊNCIA PARA O FIM DO OUTONO/MEADOS DO INVERNO 2018.

INSS explica caso em que senhor teve benefício negado e que gerou repercussão nas redes sociais