Ritual – Por Henrique Córdova

Vozes roucas,
Místicas,
Loucas;
Atabaques em ritmos monótonos;
crocitar de aves vigilantes;
sangue de animais derramado;
danças histéricas e acrobáticas,
pelos olhos e ouvidos abertos,
no seu cérebro cansado,
penetraram enfáticas.
O corpo dominado,
em mantas envolvido,
de sangue embebido,
de insetos perseguido,
por água ancestral,
de bocas feminis esguichada,
seu corpo foi lavado e,
ao som de cântico repetido,
foi purificado.
Então, a mente aliviada,
pela multidão aplaudida,
voou multicolorida,
álacre, altiva e destemida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.