Pessoas salvam cão 100% coberto em piche na Argentina

Essa é uma daquelas histórias que aquecem nossos corações: algumas crianças descobriram uma cachorrinha inteiramente coberta em piche na cidade de Libertad, na Argentina, e correram pedir ajuda.

Em seguida, diversos voluntários se reuniram, entre membros de uma organização sem fins lucrativos, bombeiros, policiais e vizinhos, para salvá-la – e conseguiram.

A tragédia

O piche é um resíduo negro e viscoso composto por centenas de substâncias químicas, algumas das quais são consideradas carcinogênicas ou classificadas como resíduos tóxicos. É espesso, escuro e possui um forte odor.

A pobre cachorra, nomeada mais tarde Aloe, estava presa em uma poça de piche quando foi descoberta por algumas crianças graças a seus latidos. Não se sabe se ela caiu ou se foi jogada lá.

Os bombeiros de Libertad foram os primeiros a tentar resgatá-la. Eles conseguiram tirá-la da poça, mas não sabiam como limpá-la. Foi quando pediram ajuda a alguma organização animal através da rede social Facebook.

Aqui entram os voluntários da ONG argentina “Proyecto 4 Patas”. Segundo uma postagem da organização, até mesmo as orelhas e boca de Aloe estavam petrificadas. Eles começaram os procedimentos para livrá-la da substância tóxica ali mesmo, com a ajuda de vizinhos que trouxeram garrafas de óleo.

No entanto, já estava tarde e era preciso movê-la para um lugar mais seguro. Isso não significou o fim do trabalho, contudo. Muito pelo contrário – oito pessoas se empenharam por nove horas seguidas para salvar Aloe.

No fim das contas, foram necessários 50 litros de óleo e três banhos com detergente para purificá-la completamente.

Sucesso

Hoje, Aloe está saudável e segura, mas toda a ajuda que recebeu foi sem dúvida nenhuma essencial para sua sobrevivência.

O “Proyecto 4 Patas” disse ao portal The Bored Panda que vêm ajudando cães e gatos em todos os tipos de emergência pelos últimos 13 anos.

“Mas nunca encontramos um cachorro na situação de Aloe. Não podemos imaginar o quanto ela sofreu, o desespero de não poder se mexer por tanto tempo”, explicaram os voluntários. “Quando a limpávamos, tínhamos tanto medo que ela pudesse morrer a qualquer momento, mas depois do primeiro banho, ela pareceu relaxar muito. Ela sabia que estávamos tentando ajudá-la. Depois que terminamos, pensamos que ela estaria exausta e a deixaríamos dormir, mas não, tudo que ela queria era ficar perto de nós e nos abraçar. Aloe realmente renasceu naquela noite, e ela tem à sua frente uma grande vida. Ela merece, assim como todos os cães do mundo”.

Dois anos depois, Aloe é agora uma cachorrinha nova e muito amada.

Caso você encontre um animal coberto em piche, peça a ajuda de ONGs animais imediatamente. Se quiser auxiliar, óleo vegetal pode ajudar a soltar a substância, mas jamais use querosene – isso pode prejudicar a pele do cão. [BoredPanda]

Por 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.