Jovem de São Joaquim Guilherme Fontanella Sander é destaque internacional do Good Fruit Grower

A revista americana “Good Fruit Grower“, uma revista que foi criada em 1946 e lida por agricultores e vinicultores de todo o mundo, destacou uma esplêndida entrevista com o jovem produtor Guilherme Fontanella Sander, que contou aos entrevistadores sobre o seu trabalho e estudo na área da maçã, uma dádiva que recebeu dos pais, trabalhando desde cedo nos pomares com a família.

A revista Good Fruit Grower é publicada no Noroeste do Pacífico, no coração de uma das principais regiões de cultivo de árvores de fruto e uva, ela é renomada internacionalmente por seus relatórios oportunos, precisos e detalhados sobre os principais problemas do setor e sua excelente apresentação, tendo assinantes em todos os estados dos EUA e mais de 50 países.

Sendo um jovem produtor, Guilherme cresceu trabalhando ao lado do pai Renato e da mãe Edna em pomares no sul do Brasil. Guilherme obteve seu mestrado em sistemas de treinamento de fruteiras e, hoje com 28 anos, está cursando seu doutorado na Universidade do Estado de Santa Catarina.

Veja trechos traduzidos da entrevista:

como você começou?
Cerca de 14 anos atrás, meu pai comprou seu próprio pomar. Eu cresci andando com ele nos pomares. Agora estou buscando minha educação, trabalhando em meu Ph.D., e sinto que preciso ir além…

Dessa forma, eu terei muitas informações combinadas com seu conhecimento prático para fazer referência cruzada e desenvolver bons resultados no campo. Eu viajei para aprender também. Estou buscando conhecimento.

Como começou sua fazenda familiar?
Quando o pai começou, outros produtores não gostavam de sistemas de alta densidade; no entanto, o pai estava pronto para olhar para frente. Ele não se importava se outros caras não pensassem do jeito que ele fazia.

Quando as pessoas diziam que não gastariam dinheiro em postes e fios, ele dizia: “Ei Gime (meu apelido), não ouça esses caras, olhe para frente – é o que eles estão fazendo em todo o mundo. Continue empurrando a previsão, faça o retorno mais rápido que o normal ”.

Existem desafios para o cultivo de maçãs no Brasil?
Em geral, a maçã que cresce no Brasil é relativamente nova, cerca de 40 anos. A maioria dos produtores de maçã é de segunda ou terceira geração – não como nos EUA com muitas famílias de quinta geração. No Brasil, temos o que é chamado de triângulo, ou seja, as três áreas onde podemos cultivar maçãs: Fraiburgo, São Joaquim e Vacaria…

Por que buscar seu Ph.D.?
Eu preciso ver muitas situações e verificar o que temos em nossa região e ver o que podemos fazer e desenvolver para o futuro. Há muitas coisas para verificar antes de planejar um novo pomar.

Estou aprendendo sobre sistemas de treinamento, quanto espaçamento usar, que tipo de porta-enxertos plantar… 

O que você diria aos produtores mais jovens sobre o setor?
Pense no que você gostaria de fazer nos próximos 50 a 60 anos de sua vida. Se você decidir cultivar frutas, saiba que não será fácil.

Eu recomendo que você vá estudar, verifique se você quer ser um produtor, visite diferentes pomares em todo o mundo, se você puder, escolha uma área para trabalhar na indústria e depois comece seu próprio negócio com conhecimento. Primeiro conhecimento e depois o crescimento.

 

Veja a matéria completa em inglês: 

Guilherme Fontanella Sander, a young grower from Vale do Sol, Brazil

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.