Ajuda-me, por favor… – Por Henrique Córdova

Ouvi uma notícia a respeito da captação de poupança popular pela Caixa Econômica Federal que, primeiro, me impressionou e, segundo, me deixou perplexo. A notícia...

Jeito – Por Henrique Córdoava

Cada um tem o seu jeito E cada jeito tem a sua história. O que muitos têm feito, Trago bem claro na memória. A menina faceira, roda a...

Em Alta

Destino – Por Henrique Córdova

Foi? Não é mais, É como se nunca tivesse sido, Senão, de geração em geração, Cada vez menos. É presença viva, Viva e feliz, na memória dos agraciados com a...

Um crime que esfacelará o regime democrático – Por Henrique Córdova

Ninguém mais tem qualquer dúvida sobre o destino da Lava-Jato e do combate à corrupção no Brasil. Ele vem, de modo sibilino, sendo traçado...

Contexto, no mínimo – Por Henrique Córdova

Há muitos anos, colhi uma lição oportuna e útil do filósofo espanhol - Ortega y Gasset, em que ele afirmara: “Eu sou eu e...

Boleeiro de fogo – Por Henrique Córdova

Sobre a sela de prata, com rédeas bem firmes, acionando bridões de ouro, Sem parar, mais para o alto, corcéis de nuvens cinzas foram conduzidos Ao...

As chamas de agosto – Por Henrique Córdoava

Ainda hoje, ferve e borbulha o sangue de outra era, antecipando, sim, mais uma primavera, com as cruéis e agônicas contorções de toda a terra, despida das cores,...
São Joaquim
nublado
18.9 ° C
18.9 °
18.9 °
93 %
2.5kmh
100 %
qui
22 °
sex
19 °
sáb
21 °
dom
21 °
seg
23 °

Destaques

Águas de abril – Por Henrique Córdova

Vieram fortes, Torrenciais e bravias. Persistentes e barrentas, Deixaram os rios desfigurados, Inundaram as chapadas, E despencaram céleres, Espumosas, Das ladeiras íngremes. Arrastaram bezerros, Escorreram pelas canhadas, Depositaram, na campina crestada, Mortos e ressequidos, Brilhantes ao...

“Põe dinheiro na bolsa…” – Por Henrique Córdoava

No início do século XVII, o maior dramaturgo Inglês, William Shakespeare, na tragédia – Otelo – exibe um hábil, ambicioso, invejoso, inescrupuloso, manipulador e...

Ritual – Por Henrique Córdova

Vozes roucas, Místicas, Loucas; Atabaques em ritmos monótonos; crocitar de aves vigilantes; sangue de animais derramado; danças histéricas e acrobáticas, pelos olhos e ouvidos abertos, no seu cérebro cansado, penetraram enfáticas. O corpo dominado, em...