in

Manifesto oficial de Bom Jardim sobre a Serra do Rio do Rastro é entregue na capital

A Comissão Municipal em Defesa da Serra do Rio do Rastro composta por membros do Poder Executivo, Legislativo e comerciantes de Bom Jardim da Serra foram atá a capital de Santa Catarina, Florianópolis, nesta última quinta-feira (22), na missão de entregar um manisfesto acerca dos problemas enfrentados no município em relação a Serra do Rio do Rastro.

Eles estiveram reunidos com os Deputados Marcius Machado, João Amin e o Deputado Volnei Weber e também o com o Coronel João Carlos Cordeiro, Secretário de Defesa Civil.

Voltamos com muitas expectativa do que está sendo encaminhado, principalmente na esperança de ser liberado os recursos para a recuperação da Serra. Fomos lá e demostrarmos para eles todas os nossos anseios e as nossas preocupações pela Serra. Inclusive vai ser programado uma nova reunião com secretário da infraestrutura para discutirmos o assunto.” Informou Maria Lúcia Vieira Machado a Secretária de Turismo de Bom Jardim da Serra.

Pedimos também para que esta publicidade de que a Serra oferece perigo seja revertida, pois o turismo de Bom Jardim da Serra e da região já sentiu o impacto negativo que está notícia causou, desde a interdição e o que se espalhou e se especulou pelo o Brasil afora. Estamos falando da estrada mais espetacular do mundo, ela precisa sim de manutenção como qualquer outra rodovia, mesmo assim ela não deixará de ser a mais espetacular”  reiterou a Secretária do Turismo.

Hoje o trânsito na Serra do Rio do Rastro está livre para todos os veículos e para caminhões com o peso bruto total de até 6 toneladas. Só que isto ainda é muito pouco e o que mais aflige a região é que durante a safra da maçã a Serra é responsável pelo escoamento de pelo menos 30% da safra, além do mais, o transporte de gado que é vendido para o litoral é uma das principais fontes de economia de Bom Jardim da Serra que necessita imensamente da Serra para poder operacionalizar.

Por estas questões foi solicitado para, o transporte de gado e para o escoamento da safra da maçã, que seja feita uma reavaliação do peso máximo dos veículos na Serra subindo de 6 para no mínimo 15 toneladas. Se ocorrer essa mudança pelo menos permitirá o município de manter o seu transporte de gado e efetuar o escoamento da safra da maçã.

Veja na íntegra o manifesto entregue pelas autoridades de Bom Jardim da Serra: 

MANIFESTO OFICIAL DE BOM JARDIM DA SERRA SOBRE A SERRA DO RIO DO RASTRO

Considerando que pela Serra do Rio do Rastro transitam diariamente 4 mil veículos, chegando a mais de 10 mil durante a temporada de inverno.

Considerando que o município é abastecido por essa via com diversos produtos que garantem a subsistência da população e o pleno funcionamento do município.

Considerando que a Serra do Rio do Rastro é o portal de entrada da Região Turística da Serra Catarinense , sendo que Bom Jardim da Serra possui aproximadamente 600 leitos de hospedagem, dezenas de empreendimentos gastronômicos e vários pontos turísticos de inigualável beleza cênica representando uma expressiva parcela do PIB Municipal.

Considerando que o município produz cerca de 45 mil toneladas de maçã sendo o terceiro produtor estadual da fruta, onde 30% desta produção é escoada através da Serra do Rio do Rastro além de produtos como mel, morango, queijo, batata, milho, pinhão, entre outros.

Considerando que a pecuária de Bom Jardim da Serra , composta por 40 mil de cabeças de gados, das quais anualmente 12 mil são comercializadas ( 9 mil terneiros – 3 mil gado de corte), transportado pela Serra do Rio do Rastro, além da produção mensal de 60 mil litros de leite.

Considerando que diariamente , mais de 50 alunos universitários de Bom Jardim da Serra utilizam a rodovia para acessar de ônibus as Universidades em outros municípios.

Considerando que em municípios do Sul de Santa Catarina estão localizados centros de referências de serviços de saúde para os quais são encaminhados pacientes do município de Bom Jardim da Serra para consultas e tratamentos.

Considerando a interdição temporária da Serra do Rio do Rastro entre os dias 04 e 07 de fevereiro de 2019 onde os técnicos do Governo do Estado Santa Catarina avaliaram riscos â segurança da rodovia para seus usuários.

Considerando que após esta interdição , houve liberação da rodovia restringindo o peso de veículos até 06 toneladas de um eixo.( PBT –Peso Bruto Total)

Considerando a importância econômica e social da rodovia SC 390 impactando diretamente os setores produtivos da pecuária, fruticultura, turismo e comércio.

Considerando que a Serra do Rio do Rastro é a única ligação direta entre o Planalto Serrano e o Litoral Sul de Santa Catarina e que as demais ligações a exemplo da Serra do Corvo Branco e Serra da Rocinha estão com interdição por problemas na obras.

Considerando, que historicamente houve abandono e ausência de obras necessárias à conservação da Rodovia , além da falta de fiscalização adequada a respeito do peso compatível à estrutura da rodovia considerada a estrada mais espetacular do mundo.

O município de Bom Jardim da Serra manifesta-se através de suas autoridades e lideranças a fim de tornar público e requerer ações do Governo do Estado de Santa Catarina para:

  1. Que seja realizada a Licitação dos recursos federais na ordem de R$ 19.084.821,90 já assegurados ao Governo do Estado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil para as obras de contenção na Serra do Rio do Rastro.

  2. Que seja elaborado projeto e alocado recursos financeiros para obras sinalização , revitalização , pavimentação e iluminação na Serra do Rio do Rastro.

  3. Que durante as obras de contenção, a logística preveja transito com horários alternados sem interrupção contínua, tendo em vista a necessidade de deslocamentos na rodovia a fim de garantir o funcionamento dos serviços essenciais ao município.

  4. Que seja realizada reavaliação técnica e estudo aprofundado com relação as restrições de peso na Serra do Rio do Rastro, haja vista a necessidade de ampliar o limite para 15 toneladas líquido para veículos de no máximo 03 eixos, pelo fato do município necessitar escoar sua produção agrícola e pecuária nesta categoria de cargas , além do abastecimento de produtos para o município.

  5. Que seja instalada balança de pesagem nos Postos da Policia Rodoviária nas localidades de Bom Jardim da Serra e Lauro Muller.

  6. Que seja elaborado cronograma com a previsão periódica de manutenção e conservação da rodovia SC 390.

  7. Que o Governo do Estado através da SANTUR elabore campanha publicitária com o intuito de divulgar as potencialidades e as condições de trafegabilidade na Serra do Rio do Rastro, tendo em vista a imagem negativa gerada pelas interdições .

Desta forma, a Municipalidade, mantendo o respeito às decisões técnicas , manifesta os anseios de sua população , objetivando garantir o desenvolvimento sócio econômico e a sobrevivência de nossa gente, sendo a Serra do Rio Rastro, além de um monumento paisagístico natural, extremamente necessária e indispensável!

Comissão Municipal em Defesa da Serra do Rio do Rastro, fevereiro de 2019 !

 

Serginho Rodrigues de Oliveira – Prefeito Municipal

Lourival Nazareno do Amaral – Vice Prefeito

Maicon Lian Bombazaro – Secretário Municipal de Administração

Maria Lúcia Vieira Machado – Secretária Municipal de Turismo

Léo Argevi Machado Vieira – Representantes dos Pecuaristas

Maurício Cardoso da Silva – Representante do Comércio

Fernando da Silva – Representante dos Fruticultores

Ivan Bertoncini Cascaes – Representante do Trade Turístico

Miria de Oliveira – Representante das Associações da Sociedade Civil

João Cristiano Pereira Rodrigues – Representante da Câmara de Vereadores

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Crueldade sem fim – Animais continuam sendo envenenados em São Joaquim

A espetacular Praça João Ribeiro em São Joaquim vista do céu