FAKE NEWS! Não é verdade que a Prefeitura de São Joaquim adquiriu 2.5 mil toneladas de Sal

A informações que circulam na redes sociais acerca de que a prefeitura de São Joaquim teria adquirido “2.5 mil” toneladas de Sal não são verdadeiras… O sal nem sequer saiu da agropecuária e o recurso nem sequer chegou a ser pago.

Empenho foi cancelado!

A informação correta é de que a prefeitura de São Joaquim fez se preveniu deixando de prontidão 50 sacos de 25 quilos que seriam espalhados nas rodovias com a ajuda da Polícia Rodoviária e também nas principais vias caso o fenômeno da Neve se concretizasse de forma acentuada como estavam prevendo a maioria dos modelos climáticos e amplamente divulgado pela mídia nacional.

Informações da BBC e de diversos meios de comunicação em todo o Brasil anunciavam uma onda histórica de frio…

A própria Metsul mostrou, detalhadamente que havia modelos que indicavam de 25cm a meio metro de neve alguns pontos, como no caso do modelo canadense.

Mesmo assim, preocupada pelo que poderia acontecer, a prefeitura de São Joaquim tomou diversas ações preventivas como deixar equipes de prontidão, escolas públicas para abrigar possíveis famílias atingidas, recebeu o apoio do Jeep Club que disponibilizou os veículos 4×4 e fez, até mesmo, a aquisição de sal para uma eventual neve massiva que pudesse atingir o município. Tudo de forma preventiva.


Jornal da Globo mostrou a preparação de São Joaquim:


Formação de Gelo é comum nas rodovias da Serra Catarinense

Formação de gelo sobre a pista próximo ao Snow Valley em dias muito frios

Ao contrário do que muitos imaginam, o cloreto de sódio, ou mais conhecido como o sal de cozinha é comumente utilizado pela Polícia Rodoviária da Serra Catarinense para descongelar a pista, princialmente na região da Serra do Rio do Rastro, na região do Snow Valley, Cruzeiro e Caminhos da Neve, não somente para descongelar uma possível nevasca, mas para conter qualquer formação de gelo em baixas temperaturas que costumam a ocorrer na região. Somente neste ano a polícia rodoviária do Mirante da Serra do Rio do Rastro informou ter utilizado cerca de 50 sacos de sal para evitar o congelamento na pista.

Polícia espalhando sal próximo na região do Snow Valley

As informações corretas acerca dos fatos

Além do mais, a quantidade de 50 sacos de 25 quilos (1,250 quilos), adquirida ao valor de R$ 12,80 (doze reais e oitenta centavos) pela Defesa Civil nem sequer chegou a sair do armazém de estocagem da agropecuária, sendo que só seria utilizado o necessário preventivamente. Mas como não chegou a ser utilizado, o valor total de R$ 640 (seiscentos reais) “nem chegou a sair dos cofres públicos”. O Empenho foi anulado e a empresa cancelou a nota fiscal da venda do sal.

Nota de empenho no valor de R$ 640,00 para o uso preventivo diante das previsões do tempo – O empenho foi anulado e o recurso nem sequer chegou a sair dos cofres públicos.

Sendo assim, resta claro que não são verdadeiras as informações de grupos de whatsapp e redes sociais em que relatam que a prefeitura de São Joaquim teria comprado mais de 2,5 mil toneladas ou 2,5 toneladas de sal. Os meios de comunicação que publicaram de forma errônea já corrigiram imediatamente a informação. Mesmo assim, muitas redes sociais continuam a espalhar a fake news .

Vale salientar que um mero compartilhamento de uma fake news pode resultar a quem compartilhou a obrigação de um pagamento de indenização à vítima da mentira. Por isso cheque bem as fontes e reconfirme a veracidade das informações antes de sair compartilhando qualquer coisa na internet. Espalhar Fake News pode te trazer muitas dores de cabeça.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.