Pablo Flores Nunes revela o talento de São Joaquim no mundo da Motovelocidade

O sentimento é unânime entre os pilotos. A vida sobre duas rodas requer muita dedicação e compromisso integral com a profissão que escolheram.

O esforço para ser campeão ou conquistar uma boa colocação acaba gerando um hábito cotidiano de treinos e pensamentos quase que exclusivos na disputa. E todo piloto tem uma história, do porquê entrou no mundo duas rodas e é isso que você confere agora um pouco da história do Piloto de motovelocidade o Joaquinense Pablo Flores Nunes, esse cara super talentoso e determinado, que tem combustível em alta adrenalina no sangue, ele já correu em muitas pistas de velocidade, participando de grandes campeonatos de motovelocidade no Brasil, sendo um grande orgulho para os Joaquinenses.

Corridas são corridas e as coisas mudam rápido demais, por isso acredite sempre em Deus, em você e nos seus!!! Nossos sonhos se tornando realidade. Gratidão e felicidade resume!!! Hj deu P4 na Cat. Pro Extreme
Esta é a sua primeira foto quando começou a competir em 2012.

São Joaquim Online: Pablo, primeiramente gostaríamos que fizesse uma pequena apresentação de como foi o seu início de Motovelocidade? Quando começou a ingressar nessa vida de velocidade e desde quando que você viu que era realmente o esporte em que se identificava e que era apaixonado?

Pablo Flores Nunes: Sempre fui ligado a motovelocidade desde a minha adolescência, sempre gostei, sempre mexi em moto e enfim, sempre fui ligado ao esporte e fui estudando paralelamente praticando o esporte aos finais de semana de forma amadora, agente chama de “track Day:” Quando se fecha o autódromo para determinadas pessoas amadoras com motos esportivas ir lá e andar durante o dia então fazia isto com frequência e quando terminei a faculdade, pois sou formado em “Direito” eu comecei a me dedicar mais intensamente ao esporte de velocidade sobre duas rodas. Mas foi em 2011 que eu comecei a disputar algumas etapas do campeonato Paranaense, foi uma ótima experiência que serviu para me dar este start na minha carreira em 2012, eu me dediquei ainda mais e corri denovo o campeonato Paranaense chegando em 5° lugar no campeonato. Já em 2013 eu resolvi fazer novamente o campeonato Paranaense com algumas etapas do Brasileiro, então eu fazia os dois campeonatos o Paranaense e o Brasileiro. Quando tinha as etapas no Sul no PR e no RS, pois em SC não existe um autódromo então eu ia correr o campeonato Brasileiro paralelo com o Paranaense .

São Joaquim Online: Quais os principais e mais marcantes campeonatos que você participou?

Pablo Flores Nunes: Então no final de 2013 fui chamado pela Kawasaki para fazer um teste em Curitiba, fiz e eles logo após me chamaram para participar de uma prova que se chama “500 milhas do Brasil” uma prova de endurance, uma prova de resistência que era eu mais 3 pilotos e ficamos em 3° lugar. E a partir daí, em 2015 eles me convidaram para integrar a equipe da Kawasaki na equipe Satélite. É uma equipe paralela ao oficial de fábrica. Eu ingressei e corri o campeonato Brasileiro de 2015 com esta equipe e cheguei em 8° lugar onde tinha mais de 30 pilotos. Depois deste ano eu mudei de equipe e fui para equipe Moto New Motors uma equipe de São Paulo e lá sim eu corri o campeonato Brasileiro de 2016, 2017,  2017,  2018 e 2019 até este ano, onde mudei novamente de equipe, então neste período em 2016 eu conquistei o 5°lugar no campeonato Brasileiro e 2017 eu fiquei em 3° lugar no campeonato Brasileiro, já em 2018 fui vice-campeão Brasileiro e 2019 fiquei em 3° lugar no campeonato Brasileiro e paralelo a isto eu continuo disputando as provas de endurance que são provas de bastante resistência que é realizada uma vez ao ano. Então, se junta os melhores pilotos do Brasil e vão fazer está prova anual de 500 milhas, nesta eu fui campeão em 2016 das “500 milhas” e em 2017 fui o 5° lugar, estes são os principais títulos que tenho até hoje.

 

São Joaquim Online: Quais as corridas que foram um tanto imprevisíveis que tornou tudo muito emocionante para você?

Pablo Flores Nunes:  O Campeonato Brasileiro que é o mais importante do Brasil, a classe rainha da motovelocidade da Superbike Brasil e participei do campeonato Paranaense e as provas das 500 milhas que são realizadas anualmente onde as melhores equipes se reúnem para disputar então estes são maiores campeonatos que participei. 

 

São Joaquim Online: Você está está cada vez mais intimamente ligado ao mundo do motociclismo? A adrenalina da velocidade, você tem que ser super preciso a cada volta e não se desconcentrar como você lida com isto?

Pablo Flores Nunes: Eu vivo a motovelocidade 24 horas por dia, então a dedicação é intensa, eu trabalho com isto o tempo todo, então estou conversando com minha atual equipe a “PCM/PRT Racing é uma das 3 maiores equipe hoje de moto na minha opinião, então eu vivo 24 horas de foco e agente tem treinamento muito intenso, eu tenho treino físico de manhã e a tarde , tem fisiologista que me acompanha e o fisioterapeuta e personal trainer que me dá condicionamento físico para chegar no final de semana e estar nas corridas apito a dar o meu melhor a estar preparado para competir. Isto envolve está concentração, então passamos por constantes testes de psicotécnicos que feito com a mesma equipe que avalia os pilotos da TAM. Então ali somos extremamente testados sobre a concentração, enfim todo o reflexo tudo que se exige de um piloto de aviação é feito conosco. E a concentração com a vida de piloto você vai adquirindo cada vez mais na verdade, você sobe na moto e você entra numa espécie de transe de concentração onde você não vê mais nada, está intimamente ligado apenas ao que você está fazendo ali e isto te coloca num nível de concentração de foco imenso.  

 

São Joaquim Online: Como foi a sensação de subir a curva do café em Interlagos no treino classificatório com uma Superbike 1000cc?

Pablo Flores Nunes: Toda corrida é emocionante é um sonho novo de uma nova conquista. Toda corrida de moto sempre é imprevisível. Pois, por mais que você esteja cercado dos melhores engenheiro os melhores mecânicos do Brasil, tudo pode acontecer na corrida, agente não consegue antever o que vai acontecer. Não é uma corrida de carro por exemplo que você mais ou menos tem uma diretriz de quem você vai ganhar. De moto é tudo muito imprevisível para vocês ter uma ideia um segundo às vezes  divide onze ou doze posições, então tudo muito acirrado e a cada final de semana que vou correr seja no estado que for, é uma emoção nova o desejo de conquistar. Agente já tem uma boa bagagem no esporte, já conseguimos vários conquistas e cada final se semana é um desafio novo, então é uma adrenalina só que está lá dentro, vive este mundo, sabe consegue sentir. Infelizmente em Santa Catarina não tem muita divulgação por não ter Autódromo, mas no resto do Brasil somos bem conhecidos e já desfrutamos de uma certa fama, pois já estamos há bastante tempo no esporte.

 

Um pouquinho da sensação de subir a curva do café em Interlagos no treino classificatório com uma Superbike de competição 1000cc!!! Imagem espetacular!!!

São Joaquim Online:  Fora dos treinos e corridas o que gosta de fazer?

Pablo Flores Nunes:  Um piloto hoje tem uma vida de atleta, então como me referi anteriormente a minha rotina é super dedicada,  treino de manhã e a tarde quase todos os dias em uma rotina bem puxada e quando não estou correndo ou treinando eu gosto de ficar com minha família meus amigos, reunir a família, amo poder ficar com meu filho, pois como viajo muito então as vezes tenho que ficar 10 a 15 dias longe dele e quando retorno adoro ficar com ele com minha esposa, com a minha mãe que me apoiam sempre, então este é o meu passatempo predileto. Pois a minha família é minha base, são pessoas espetaculares que estão comigo nas melhores horas e nas piores.

São Joaquim Online: Qual sua maior inspiração na vida e na carreira?

Pablo Flores Nunes:  A inspiração na minha vida e na minha carreira são a minha mãe o meu filho e a minha esposa, são eles que fazem eu acordar às 6 da manhã, como é minha rotina ir para esteira treinar ir correr são eles que me motivam são a minha Fonte de inspiração. 

 Na foto, o filho do Piloto de São Joaquim, o pequeno Dante

São Joaquim Online: Porque escolheu a Motovelocidade como esporte?

Pablo Flores Nunes:  Desde a infância estou intimamente ligado ao esporte de motovelocidade e ser um esporte profissional sempre foi meu maior sonho, então lutei com muita determinação sempre para realizar e conseguir um destaque neste esporte que é minha paixão, mas é um esporte muito caro para se manter que demanda muito dinheiro, as vezes muito talentos por aí se perdem por não ter condições de seguir. Mas a gente, graças à Deus, conseguiu um certo destaque e conseguir levar a carreira adiante e estamos aí até hoje . É o esporte que amo de verdade.

São Joaquim Online:  Sobre as motos que você já pilotou?

Pablo Flores Nunes:  Minha moto atual e uma Suzuki GSX1000 R superesportiva eu já corri pela Yamaha, pela BMW, pela Kawasaki e este ano fechamos com a Susuki. A minha primeira moto, que eu corri, foi uma BMW eu comecei a correr com ela por 2 anos, depois mais 3 anos de Kawasaki, mais 2 anos de Yamaha e agora com a Suzuki.

 

São Joaquim Online: Qual piloto Nacional e internacional que você se considera fã? Qual sua pista predileta?

Pablo Flores Nunes: Tem vários pilotos nacionais que sou fã e amigo, mas que se destaca e além de tudo é um cara excepcional um profissional de extrema qualidade é um dos poucos amigos que eu tenho neste meio, pois uma amizade difícil neste meio de competição mas eu destaco o Edson Luiz , ele mais  conhecido como Mamuti, grande piloto sou fã dele de verdade.

Piloto internacional o Valentino Rossi que corre no campeonato mundial de motovelocidade sou bem fã dele.

Já a minha pista predileta no Brasil tenho duas: os autodromos que mais gosto de correr é em Curitiba e o de Goiânia .

 

São Joaquim Online: Sobre sua cidade Natal:

Pablo Flores Nunes: Sou natural de São Joaquim eu passei toda minha infância em São Joaquim, meus pais também são de São Joaquim, sou filho de Sirlei Cândida Neves Nunes que foi uma grande Professora em São Joaquim, uma pessoa super popular na cidade e também sou filho do Acácio Flores Nunes proprietário do Cartório da cidade.

 

São Joaquim Online:  Superbike 2020 / Interlagos fale um pouco sobre aquele momento?

Pablo Flores Nunes: É uma sensação é indescritível, você poder correr em Interlagos que é o templo da motovelocidade no Brasil  do esporte a motor enfim, é a casa do Ayrton Senna, então a sensação é uma mistura de prazer e medo absurda e não tem como tentar descrever o que sinto lá. E algo surreal, mas agente há vários anos já está acostumado a isto mas a cada corrida uma nova sensação. Que mais me emocionou foi quando eu ganhei uma corrida em Interlagos e meu filho estava junto eu pude subir no pódio Interlagos com ele no meu colo e ali passa um filme na tua cabeça, de tudo que você já viveu, já lutou para estar ali e também pensar que grandes ídolos do esporte já estiveram ali como o Ayrton Senna, como o Nelson Piquet e tantos outros. A emoção se renova sempre a cada fim semana de campeonato. 

O pequeno Dante no colo do pai durante o pódium

 

São Joaquim Online:  Sobre os Projetos Futuros?

Pablo Flores Nunes: Em um campeonato de grande importância no mundo da velocidade a dedicação é a maior possível, pois estou com uma equipe maravilhosa, não gosto muito de fazer prognóstico até porque meio que impossível e improvável você prever alguma coisa em esporte a motor. Mas estamos trabalhando, incansavelmente, com muita garra e determinação para que consigamos chegar ao melhor lugar possível neste campeonato. Estou cercado de profissionais maravilhosos super competentes, trabalhamos sete dias na semana para que no final de semana de corrida as coisas ocorram da melhor maneira. Então, é isto em que trabalhado absurdamente na moto, que é nova até então, nunca tinha corrido com ela, uma moto espetacular da Suzuki, tenho as melhores expectativas que este ano, possamos conquistar o tão sonhado título e vamos continuar trabalhando para que isto aconteça.

Meu projeto é dar o meu melhor e conquistar alcançar os melhores resultados possíveis e continuar ligado ao esporte e no futuro, a médio prazo, quando encerrar minha carreira de piloto pretendo continuar no meio do esporte, algo que se encaixe comigo e me agrade, mas meu futuro é motovelocidade eu respiro o esporte. Que as coisas aconteçam da melhor maneira.

E para finalizar, quero agradecer o contato do São Joaquim Online, muitas pessoas em São Joaquim, acredito, que ainda não me conhecem, não lembram de mim que é uma pena, porque São Joaquim se perde em valores, eu conheço muitas pessoas que são pessoas de excelência em suas profissões que não são reconhecidas pela cidade ou talvez não tenham o reconhecimento que mereçam, mas enfim, isto assim mesmo eu desejo o melhor para todo mundo. Amo sempre a minha cidade, a minha terra natal, as minhas raízes estão em São Joaquim, pois passei minha infância e minha adolescência aí e sempre quando posso eu vou para São Joaquim.

Nossos sonhos se tornando realidade (equipe) e tudo transcorrendo como sempre desejamos, obrigado @equipeprt @papocommamute @mamute99 @macacoes2mt @livesportscenter gratidão e felicidade resume!!!

 

E agora veja alguns dos principais e mais marcantes campeonatos que Pablo participou? Vamos descrever com  fotos!

Campeonato em 2015
Em 2016 Camp. Brasileiro (Moto-kawasaki ZX10 R).
2018 ( moto Yamaha R1) Camp Brasileiro.
2017 Camp. Brasileiro moto Yamaha R1.

Em 2020 moto Suzuki faz 1000R

 

“Super Bike Brasil o 4 maior campeonato de motovelocidade do mundo, então é um campeonato de extrema importância no mundo da velocidade e minha dedicação é maior possível” (Pablo Flores)

Por trás de um instante de pódio e de festa, só eles sabem da força de vontade que precisa existir para aquele pequeno momento de glória acontecer. Dor, paciência, vontade, força, garra, coragem, uma boa pitada de insanidade, muita resiliência e sem dúvida um enorme investimento emocional, físico e mental…. (Pablo Flores)

Em 2014  Camp Brasileiro moto BMW S 1000RR.

Mais momentos do motociclista Pablo

 

Reportagem especial da Agência de Notícias São Joaquim Online – Fotos Chris Fabbri e Arquivo pessoal  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.