in ,

Com o frio rigoroso algumas dicas para o cuidado com a saúde e cautela no trânsito

As temperaturas estão para despencaram no Sul do Brasil, as previsões se confirmam, segundo os meteorologistas a intensa massa polar que se aproxima para esta semana inicio de julho, contudo a baixa dos termômetros, se tornam mais frequentes os problemas de saúde. Para enfrentar o frio que se avizinha é preciso ter muitos cuidados bem como  reforçar a alimentação e engrossar o agasalho, use varias camadas de roupas, protegendo as extremidades do corpo,use luvas,gorros,meias grossas, cachecol,manto, para passar longe das gripes e resfriados.Também é importante manter-se sempre hidratado. A diminuição da sede não reduz a necessidade de beber água ou líquidos, beba bebidas quentes como os chás. Vale se lembrar também dos bons conselhos das mães e das avós: “capriche nos agasalhos e evite mudanças súbitas climáticas após o banho e ao sair de casa”

 

Imagem mycchel legnaghi, Agencia de noticias on line

O tempo frio não deve desestimular a prática de exercícios físicos, que ajudam a inibir o sobrepeso – outro fator de risco para tumores colorretais. Porém, Correr no frio exige alguns cuidados específicos que muitos corredores já tiram de letra: vestuário específico e dar mais atenção ao aquecimento antes do treino, por exemplo, são corriqueiros para a atividade em baixas temperaturas.

Pessoas mais suscetíveis ao frio são os idosos, crianças, doentes crônicos, sem-abrigo.

Então o fim semana promete ser bem frio e para não sofrer com as baixas temperaturas, é hora de tirar os casacos do guarda-roupas.

Imagem mycchel legnaghi, Agencia de noticias on line, mascote de inverno.

No banho a dica é  evitar banho com água quente demais , pois alta temperatura da água pode danificar os cabelos e até contribuir para a queda dos fios. O calor retira o óleo do couro cabeludo e isso gera um efeito rebote. Ou seja, o couro cabeludo passa a produzir ainda mais óleo, pois o corpo “entende” que é necessário repor a gordura que foi retirada. Esse processo pode causar irritações, coceira e seborreia. Além do cabelo, a pele do corpo também pode ser afetada pela água quente. A pele resseca e começa a descamar. Por isso, é essencial hidratar rosto e corpo assim que sair do chuveiro.

falta de ventilação deixa o ambiente propício ao aumento de vírus, ácaros, fungos e mofo. Em locais pouco arejados, a incidência de gripe é maior, além de agravar casos de rinite alérgica.

É importante também lavar roupas e cobertores que ficaram muito tempo guardados. A troca de roupas de cama deve ser feita pelo menos 1 vez por semana.

Um simples hábito pode evitar doenças típicas do inverno. Lave sempre suas mãos, principalmente depois de ter entrado em contato com muitas pessoas. Você também pode levar um álcool em gel na bolsa e usar sempre que lembrar dele.

Um risco que pode passar despercebido no inverno é o aumento da pressão sanguínea. Para o corpo ficar aquecido, o organismo comprime os vasos sanguíneos e o sangue corre lentamente, o que acaba aumentando a pressão. Os casos de infarto e AVC no inverno aumentam em 30%. Manter o corpo quente, com agasalhos resistentes ao frio, é essencial na manutenção dos níveis normais de pressão.  Porém não basta somente usar várias peças pesadas. A dica para lhe deixar quentinho e aconchegante é se vestir em camadas. Assim, você fica sempre aquecido e se, por acaso, bater o calor, é só abrir tirar uma das camadas que está tudo resolvido.

 

Imagem mycchel legnaghi, Agencia de noticias on line

A primeira camada, chamada de segunda pele ou roupa térmica, vem logo acima das roupas íntimas e está em contato direto com o corpo. É uma roupa de algodão ou tecido sintético que fica bem justa ao corpo e tem a função de eliminar o suor e manter o corpo aquecido.

A segunda camada de vestimenta é chamada de fleece, que serve basicamente para aquecer o corpo, atuando como um isolante térmico. É uma peça intermediária e o material costuma ser flanelado ou de moletom, que permite a transpiração.

A Terceira Camada Nunca saia no frio intenso apenas com a jaqueta de fleece e a segunda pele, pois não será o suficiente para manter a temperatura corporal. É necessário encarar uma terceira camada, que é um casaco ou sobretudo.

Extras: Sapatos confortáveis e, de preferência, forrados com lã são essenciais para aproveitar dias de frio, sem ficar com os dedinhos dos pé congelados. Use eles junto com meias térmicas, que tem a função de eliminar o suor e manter o pé aquecido.

Acessórios também são fundamentais, eles que irão dar o toque final de proteção e estilo. Por isso, não esqueça da luva, gorro e cachecol.

Se divertir com o inverno , porém se proteger do frio vestir agasalhos….

Outra dica importante são as opções de produtos naturais que podem ajudá-lo. Entre eles estão: Mel com própolis sabor agriãoMel com própolis sabor eucalipto; e Mel com própolis e extrato de alho. São ótimos para hidratar a garganta e diminuir a sua dor, auxiliam no combate à gripe e tosse, entre outros benefícios.

Proteção para ir a escola em foto ilustrativa

Cuidados no Transito

Com o frio como atrativo, turistas se deslocam para a região propicia a fenômenos de inverno, contudo alguns Cuidados com neve e gelo na pista devem ser tomados, Cautela máxima com saídas de pista, derrapagens e acidentes mais graves podem ocorrer com maior intensidade durante a época de frio. Nos trechos de serra, onde a umidade é mais presente.

Para uma maior segurança no trânsito é importante limpar bem o para-brisa, janelas e os faróis dianteiros e traseiros. Conseguir visualizar os outros veículos e ser visto é essencial. Isso vale também para quando os vidros ficam embaçados. Devido às temperaturas baixas, os vidros costumam ficar fechados e há pouca circulação de ar. Por isso, é preciso ligar o ar-condicionado ou ar-quente e aguardar as gotas se evaporarem.

Durante o inverno, as rodovias estaduais catarinenses são afetadas pelas baixas temperaturas e podem ter a formação de gelo ou até mesmo neve sobre as pistas de rolamento. A Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina, lançou a Operação Inverno, Veja as recomendações da PMRv aos usuários que trafegarem por essas vias:

  • Planeje com antecedência a viagem. Evite transitar durante a noite. Com a temperatura ainda menor, a visibilidade fica prejudicada e a probabilidade de deslizamentos sobre a pista é maior;
  • Faça a manutenção do carro. É preciso verificar a bateria, nível do óleo, freios, radiador, faróis e lanternas. O sistema de ignição também precisa estar em ordem e a calibragem dos pneus deve ser verificada. Os condutores devem ter o cuidado de adicionar anticongelantes ao líquido dos radiadores dos veículos para evitar maiores problemas e surpresas;
  • Quando for ligar o carro, limpe o excesso de neve que estiver no teto, capô e vidros. Antes de sair com o veículo, limpe os vidros embaçados para melhorar a visibilidade. Ligar o ar- condicionado pode ajudar. É obrigatório, mesmo de dia, ligar os faróis e as lanternas;
  • Observe as placas de sinalização que indicam possibilidade de gelo sobre a pista. Nestes locais redobre a atenção, como também nas áreas de sombra sobre a pista e observe se realmente há a presença de gelo;
  • Se houver, informe o Posto da PMRv pelo telefone 198, para que o policial de serviço possa auxiliar no deslocamento com dicas e orientações sobre o trânsito no local.

Geralmente as pessoas ficam aloitas para ir até pontos com baixa temperatura propícios a neve ou a gelo na pista, Como ao longo do trajeto terá paisagens inesquecíveis para admirar, estacione o carro ou motocicleta em um local seguro, de preferência mirantes. Porém, evite parar em acostamentos estreitos.Tenha cuidado ao aproximar-se de áreas com sombra, uma vez que são estas as seções da estrada que gelam mais depressa e as que assim permanecem geladas durante mais tempo após o sol nascer. Cuidado com as geadas: as áreas da estrada que parecem mais pretas e brilhantes podem fazer com que seu veículo de repente perca a tração. Diminua a velocidade e opte por uma mudança mais baixa.  As correntes de neve não são eficazes nas estradas com gelo, e a melhor solução é a redução da velocidade e a condução com precaução.

Quando houver neblina , cerração, gelo ou neve na pista, dirija devagar e com os faróis ligados. Caso houver fluxo intenso de trânsito, aumente a distância do automóvel da frente.e acabam não pensando nos riscos que existem, porém,com as estradas molhadas, cobertas de neve ou congeladas, ainda que parcialmente, é fundamental frear de modo suave. Mesmo com o controle de tração uma frenagem brusca, especialmente em curvas, pode fazer com que os pneus percam a aderência e o carro acabe deslizando e ‘girando’ na pista.  Portanto, evitar freadas bruscas é essencial, para que seu carro tenha maior estabilidade. situação é, importante dirigir com prudência e respeitando os limites impostos pelo fenômenos natural de inverno.

Outra cautela é ao amanhecer caminhar sobre lugares com gelo, principalmente idosos devem ter muito cuidado, favorece a formação de gelo, motivo das quedas homéricas. Existem duas questões que você precisa observar: impermeabilidade e solado adequado. A primeira é óbvia: pés molhados = congelamento na certa. O resto do seu corpo vai ficar frio e você não vai conseguir se aquecer de jeito nenhum. Seu sapato tem que ser impermeável. Botas adequadas ou galochas são as melhores ideias – se forem reforçadas internamente com algum pelo  para te manter quentinho, melhor (pode ser de carneiro, por exemplo). Além disso, as solas tem que ser antiderrapantes. Se suas solas forem lisas, é queda.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Frutas de Ouro promove “Dia de Cooperar” no dia 6 julho em São Joaquim

Polícia Civil de São Joaquim cumpre mandado de prisão de foragido do Rio Grande do Sul