Biólogo Bruno Hartmann fala sobre os cuidados que devemos tomar, como forma de evitar ataques de aranhas

Aranha-marrom  Foto: Henry Milleo

Aracnídeos tão temidos pelos humanos, sua população acontece nos períodos mais quente com a chegada do verão e o aumento das temperaturas, aranhas saem de seus esconderijos em busca de parceiros reprodutivos e alimentos. Nos meses de primavera e verão, de outubro a março, as aranhas são vistas com mais frequência ao ar livre na Serra Catarinense. “As aranhas são animais cosmopolitas, que já estão adaptados ao convívio com os seres humanos. Por isso, mesmo morando longe do mato e com a casa devidamente higienizada, elas podem aparecer”. A coluna DellaRosa conversou com o Biólogo Bruno Hartmann que fala sobre os cuidados que devemos tomar, como forma de evitar ataques, ele recomenda que sempre se sacuda as roupas ao tirá-las do armário, antes de vesti-las, e que se verifique também os calçados.  Alerta que Algumas espécies de aranhas são muitos venenosas podendo causar sérios danos ou até a morte da pessoa que  for picada e não procurar ajuda médica.

A mais conhecidas e muito comum principalmente dentro das residências são as (Loxosceles ) aranhas marrons.
Independe da limpeza da residência ela sempre estará em algum esconderijo, atrás dos quadros, dentro dos sapatos, no meio das roupas, etc.. por isso sempre é recomendado quando for calçar um sapato ou vestir uma roupa revisar bem, bater eles ao chão para que se alguma aranha estiver escondida sair.


A Loxosceles é uma aranha “dócil” a maioria dos acidentes acontecem quando estamos dormindo nos viramos e batemos nela que consequentemente se defende picando ou quando vamos botar um sapato ou uma roupa que ela esteja no meio.
A toxidade do veneno é forte sendo comparada as cobras.

Outra aranha muito comum mas habita mais os pátios, gramados, etc… é a ( Phoneutria) aranha armadeira, essa espécie é uma das mais agressivas de todas chegando a investir contra as pessoas,  raramente encontrada dentro das residências é um aranha que também tem uma toxidade do veneno forte.

A terceira espécie venenosa que encontramos na nossa região e a (Latrodectus) viúva negra, é uma aranha não muito comum mas que também habita nossos terrenos e casas.

Alguns cuidados para evitar encontros e acidentes indesejados com essas aranhas:

1 – Manter sempre o terreno bem roçado, grama cortada;

2 – colocar “cobras” de areia” em baixo das portas que tenham acesso às ruas;

3 – Materiais de construção, madeiras, lenhas sempre manter conserto por uma lona evitando assim que busquem esses lugares para esconderijo e busca de presas.

E se por acaso acontecer algum acidente imediatamente ir a um posto de saúde ( UBS), hospital ou pronto socorro mais perto de onde você estiver.

Lembrando NUNCA tomar cachaça, chupar o lugar da picada, fazer torniquete ou qualquer outro medicamentos caseiro.

 

Por Bruno Hartmann, Biólogo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.