Como montar uma empresa de reciclagem?

Além de atuar ativamente em beneficia o planeta ao retirar resíduos sólidos do meio ambiente, uma empresa de reciclagem tem excelente potencial lucrativo quando bem planejada e bem administrada.

Ainda há muito a se explorar neste mercado: segundo o Panorama de Resíduos Sólidos 2018/2019, estudo conduzido pela Associação de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil, produz, em média, 79 milhões de toneladas de lixo anualmente.

Desse montante, apenas 3% é, de fato, reciclado, sendo que seria possível reaproveitar 30% de todos esses resíduos sólidos através da reciclagem. As perdas ambientais são incalculáveis, mas a economia nacional perde, todos os anos, a chance de movimentar R$ 3 bilhões com reciclagem, segundo o órgão.

Primeiro passo: a conscientização

Um dos prováveis motivos para um percentual tão baixo de reciclagem no Brasil pode ser a falta de informação sobre o tema. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos em 2019 mostrou que mais da metade dos entrevistados (54%) não entendem como os processos de reciclagem funcionam em suas regiões.

Há ainda os entraves relacionados ao incentivo dos poderes públicos e do setor privado para ampliar e capilarizar grandes operações de reciclagem, ou mesmo para a implantação de sistemas de coleta seletiva e logística reversa —o que permitiria que mais pessoas, catadores, cooperativas e tratadores participassem ativamente deste processo necessário para um planeta mais sustentável e rentável.

“Ainda assim, com preparo e planejamento, a reciclagem de resíduos sólidos pode beneficiar pessoas e empresas. Atualmente operamos uma plataforma de em que empresas geradoras podem anunciar seu material que seria descartado para tratadores que têm interesse econômico neste tipo de resíduos”, explica Guilherme Gusman, sócio da VG Resíduos, startup mineira premiada por desenvolver tecnologias ambientais para a gestão de resíduos nas empresas. “Ambas as partes dessa cadeia saem ganhando e o planeta também”, ressalta o especialista.

Planejamento e estruturação

Quem deseja iniciar uma empresa de reciclagem de resíduos sólidos precisa seguir algumas etapas de planejamento da atividade e também estudar as melhores formas de estruturar sua operação de acordo com as normas de segurança ambiental, para os colaboradores e também junto aos órgãos de fiscalização vigente. Este processo engloba basicamente as etapas a seguir:

1 – Avalie de mercado

Todo empreendedor precisa estudar o comportamento do mercado que deseja atuar e isso não é diferente com a reciclagem. Verifique a rentabilidade e a demanda pelos materiais no mercado e decida com quais deseja trabalhar, ou mesmo se vale a pena focar em um único tipo de resíduo sólido.

2 – Estude a localização

Idealmente, uma empresa de reciclagem precisa de espaço arejado e que proteja o material da ação de eventos naturais, assim como evitar locais que favoreçam a proliferação de pragas. Outro ponto importante sobre a localização da empresa de reciclagem é estar mais próxima quando o possível da captação das matérias-primas e ser acessível aos compradores e funcionários.

 3 – Crie uma boa estrutura

Além do galpão para acomodar o material coletado, ele precisa de uma área de triagem e separação, outra para descarte seguro dos resíduos sólidos não recicláveis, um espaço destinado às operações administrativas, como um pequeno escritório, sanitários e vestiários que garantam o acesso à higiene a todos.

4 – Providencie equipamentos de trabalho

Evite o senso comum de que o trabalho com reciclagem terá insumos gratuitos e pouco investimento em equipamentos. A empresa precisará de maquinário adequado para o material trabalhado, como balanças, prensas, trituradores, aglutinadores, extrusoras, entre outros. Imprescindivelmente, uma empresa de reciclagem precisa de meios de transportes seguros para todo o material que entra e sai da operação, como caminhões ou picapes.

5 – Organize o processo produtivo

As rotinas operacionais e normas de segurança e qualidade vão varias de acordo com os materiais que a empresa de reciclagem deseja processar. Não hesite em consultar profissionais e técnicos especializados nesse tipo de operação e aprenda como ter maior eficiência e produtividade dentro do segmento.

6 – Procure incentivo financeiro

Busque por iniciativas de reciclagem amparadas pelas gestões municipais e estaduais de sua região. É possível encontrar parcerias públicas-privadas ou mesmo direcionamento para a criação de um sistema de cooperativa de reciclagem em sua cidade.

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde tenho reciclagem e o nosso maior problema não é o lixo reciclado o problema é energia q custa a média 0,77 por kg produzido ,e o imposto de produto reciclado devia ser zero e ter ainda incentivo estadual e federal ,eu reciclo 20t. Mês gasto media 13.000 de energia elétrica e mais 5.000 de imposto ,sendo que qualquer item reciclado certamente já pagou mais de um imposto, é uma vergonha querer o mundo limpo e não ajudar os recicladores,nem empréstimo se consegue quando se é reciclador.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.