Primeiro leilão da Cabanha Caiapiá, de São Joaquim, é sucesso de vendas

Todos os exemplares Devon foram comercializados.

O pecuarista Jeferson Oliveira comemora o sucesso do primeiro leilão particular da Cabanha Caiapiá, de São Joaquim, realizado na noite de quinta feira, 2 de setembro. “Foi uma ótima experiência e a realização de um sonho”, resume o criador, que iniciou as atividades de gado de corte com a raça Devon, há 17 anos.

O remate teve pista limpa para os exemplares Devon, com média de R$ 8.600 para os tourinhos, de até 1 ano e 8 meses, todos rústicos. Entre as fêmeas, as vacas com cria alcançaram média de R$ 10.440, vacas servidas a R$ 8.320 e vacas prenhas tiveram média de R$ 8384. Também foram ofertados exemplares Braford, Guzerá, Aberdeen Angus e cruzamentos. O faturamento total do leilão virtual, com transmissão da Camargo Agronegócios, alcançou R$ 1.150.000,00.

Oliveira iniciou na pecuária em 2004, com um touro Devon da Cabanha São Luiz, de Lages (SC), e na sequência adquiriu novilhas e um plantel de matrizes, também do criador Ivo Tadeu Bianchini, a quem considera uma referência e seu grande incentivador. Tempo depois, ainda juntou ao rebanho os plantéis da Cabanha Cajuru, de Lages, e da Cabanha Postinho, de São Joaquim.

A presidente da Associação Brasileira de Criadores de Devon e Bravon (ABCDB), Simone Bianchini, está otimista. “O leilão obteve excelentes médias, é um excelente começo de temporada para a raça Devon. Acreditamos que os resultados serão positivos também nos próximos remates e negociações particulares”, afirma a dirigente.

Por Simone Müller / Jornalista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.