Clube do Livro: O que você está lendo? ~ O Pequeno Príncipe ~

BJHI5fECMAAKfdS

 

“Desenhei então o interior da jibóia, a fim de que as pessoas grandes pudessem compreender. Elas têm sempre necessidade de explicações.” (Antoine de Saint-Exupéry)

 

Nós desafiamos vocês, leitores do São Joaquim Online, mas também aceitamos o desafio. E hoje vocês irão embarcar em uma viagem junto comigo, Bia Chiodeli, e “O Pequeno Príncipe”, de Antoine de Saint-Exupéry. As pessoas que me conhecem sabem do meu fascínio por essa história, desde a minha adolescência. Nessa matéria, vou tentar mostrar o porque do meu amor por essa fábula publicada há mais de 70 anos.

 

O Pequeno Príncipe, por Bia Chiodeli

11

O Pequeno Príncipe” foi escrito e ilustrado por Antoine de Saint-Exupéry um ano antes de seu desaparecimento, em 1944. Piloto de avião durante a Segunda Guerra Mundial, o autor se fez o narrador da história, que começa com uma aventura vivida no deserto depois de uma pane no meio do Saara.

Certa manhã, é acordado pelo Pequeno Príncipe, que lhe pede: “Desenha-me um carneiro”? É aí que começa o relato das fantasias de uma criança como as outras, que questiona as coisas mais simples da vida, com pureza e ingenuidade. O principezinho havia deixado seu pequeno planeta, onde vivia apenas com uma rosa vaidosa e orgulhosa. Em suas andanças pela Galáxia, conheceu uma série de personagens inusitados.

Personagens como o Rei (que era o único habitante de seu planeta e gostava de acreditar que tudo e todos lhe obedeciam), o Vaidoso (que acreditava que todos o admiravam), o Homem de Negócios (que acreditava possuir todas as estrelas do céu), o Acendedor de Lampiões (que seguia o regulamento sem compreendê-lo), o Geógrafo (que apenas debruçava-se sobre livros, mas nem sequer conhecia seu planeta), a Serpente (maliciosa), a Raposa (desconfiada e sábia) e o Aviador (Gente Grande), além de outros que o principezinho encontra na sua viagem, refletem o interior do homem, quase que de forma caricatural.

Em 1º de janeiro de 2015, o livro caiu em domínio público e teve sua história adaptada em diferentes histórias, desde poemas, livros para colorir, livros com atividades, jogos, releituras, traduções, tradução com imagens em Pop-Up e cordel, estima-se que mais de 58 edições foram lançadas somente no primeiro semestre deste ano.

Por que indico o Pequeno Príncipe?

Com sua linguagem quase pueril, fala das pessoas que batem no peito, com orgulho de ser “gente grande”. Têm orgulho em possuir bens (estrelas), são adoradores do dinheiro, mesquinhos, confusos, gananciosos… e se esquecem da simplicidade, da leveza da vida, elementos que são trazidos pelas emblemáticas frases da raposa.

Muitas vezes tratado como uma obra poética pelas frases e mensagens sobre amor e amizade, as características dos seres humanos, ditos adultos, e a representação da morte, o Pequeno Príncipe traz filosofia e fatos subscritos e subentendidos sobre a Segunda Guerra Mundial.

WhatsApp Image 2019-06-05 at 20.45.28 (1)
Em 2015, participei do WorkShop “Redescobrindo o Pequeno Príncipe“, ministrado por Mônica Cristina Correa, tradutora e representante oficial da Succession Saint-Exupéry em Santa Catarina e da Fondation Raid Latécoère. Na ocasião, ganhei um exemplar do Livro “O Pequeno Príncipe” e um “Guia de Leitura” que ampliou meus conhecimentos restritos às críticas literárias básicas do livro. Foi nesse momento que descobri as ligações entre os escritos e os acontecimentos da época, a representação da raposa, baseada no cachorro da melhor amiga de Saint-Exupéry, a dedicatória a um judeu, os momentos nostálgicos do autor e os personagens que representavam as pessoas que rodeavam o aviador. São inúmeras metáforas, que aos poucos, ganharam novo sentido ao meu entendimento.

Em 2018 fui convidada a gerenciar a FanPage “O Pequeno Príncipe Brasil”, no Facebook. Periodicamente postamos frases e mensagens com o tema. Clique aqui e acompanhe.

 

Guia de Leitura

capa_Guia
Quando lemos o Pequeno Príncipe, ficamos apaixonados pela linguagem simples e pelas mensagens cativantes. Para que possamos ter um novo entendimento, um Guia de Leitura foi carinhosamente preparado pela tradutora Mônica, publicado e distribuído gratuitamente pela Companhia das Letras.

Clique aqui e faça o download do seu Guia de Leitura.

 

Autor e Obra

003 - Antoine de Saint-Exupéry

O aviador, jornalista e escritor francês AntoineMarie Jean-Baptiste Roger de Saint-Exupéry, nascido em 29/06/1900 e desaparecido em 31/07/1944, tornou-se famoso com o livro “O Pequeno Príncipe” e suas encantadoras frases.

A Tradutora

Curiosidades

  • É o livro francês mais vendido no mundo, cerca de 145 milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. No Brasil, estima-se que 2 milhões de títulos foram vendidos desde sua primeira publicação em 1952.
  • Terceira obra literária mais traduzida no mundo (sendo a primeira a Bíblia e a segunda o livro O Peregrino), tendo sido publicado em 160 línguas ou dialetos.
  • O livro, escrito por um francês, foi dedicado a criança que Léon Werth foi. Escritor e crítico de arte, Léon Werth, era descendente de família judia. (Lembramos que o livro foi escrito durante o Holocausto. Um francês dedicar um livro a um judeu, era no mínimo, uma afronta às autoridades da época)
  • Levando-se em consideração a época em que foi escrito, não seria inadequado afirmar que os baobás que tomavam conta e destruíam o planeta do Principezinho, eram, na verdade, metáforas do nazismo que esmagou sociedades com séculos de tradição.
  • Foi inspiração de uma série de desenhos infantis.
  • Foi adaptado para o cinema em 1974 e em 2015

Obs.: Você encontrará mais curiosidades no Guia de Leitura.

 

O Pequeno Príncipe & O Cinema

principe
O primeiro filme, lançado em 1974, é um musical que retrata, quase na íntegra, as passagens apresentadas no livro.

 

 

maxresdefault.jpgO segundo filme, lançado em 2015, traz uma releitura. É a história de uma menina, crescendo em uma cidade cinza, com casas, prédios, quadras e ruas simetricamente iguais, onde pessoas adultas trabalhavam “mecanicamente”. Ao mudarem para uma casa mais próxima a escola dos sonhos de sua mãe, a menina conhece um senhor diferente de tudo o que ela está acostumada. Sua casa é colorida, tem árvores, flores e pássaros. Esse homem, é o aviador e conta suas aventuras com o Pequeno Príncipe. A releitura é maravilhosa, fazendo transbordar a frase: “o problema não é crescer, é esquecer…“, deixando claro que o problema é esquecer a magia, inocência e a pureza de ser criança.

Frases e mensagens

Utilização em Sala de Aula

Querido educador, por explorar diversos temas; existem inúmeras possibilidades de trabalhar este livro em sala de aula.

  • Interpretação e produção de texto
  • Vocabulário
  • Geografia
  • Filosofia
  • História
  • Biologia/Ciências

 

Sugestão de Atividade 1

Sugestão de Atividade 2

Conte para os alunos a História resumida do Livro “O Pequeno Príncipe para Crianças”, após, proponha que eles respondam a frase: “O que é o amor?” As respostas poderão te surpreender!

Sugestão de Atividade 3

Sugestão de Atividade 4

Na Internet você encontra inúmeras imagens para colorir, confeccionar cartões, cartazes e incentivos de sala de aula.

 

Uma breve despedida

Se você, assim como eu, ao chegar ao final do livro teve vontade de escrever ao autor e falar sobre o Principezinho, por favor, escreva para nós. Conte-nos suas experiências com essa leitura fascinante. Qual a mensagem que o livro te traz? Se você encontrasse com o Principezinho, o que diria a ele?

Você pode enviar seu texto para:

 

Envie a sua indicação: qual livro você gostaria que todos conhecessem?

divider-2461548_1280.png

Ler é nossa paixão!
Escrever sobre livros é uma realização.

Essa é uma parceria de Bia Chiodeli, do São Joaquim Online, com Cintia Marinho, Instabooker, Licenciada e Bacharel em Ciências Biológicas, IG: @cici_books

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.