Superfungo: Anvisa confirma segunda infecção por Candida auris

Um novo surto do superfungo no Brasil foi confirmado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Trata-se da Candida auris, um fungo que é mais resistente a medicamentos e a produtos de limpeza, além de poder ser transmitido após longos períodos em um ambiente.

Em comunicado desta 3ª feira (13.jan), a Anvisa divulgou uma segunda infecção pela Candida auris no país. De acordo com a agência, o fungo é uma grave ameaça pela possibilidade de infecções e por ser mais transmissível.

O novo caso foi detectado em um paciente que está internado em um hospital de Pernambuco. Informações sobre o estado de saúde não foram divulgadas. 

Apesar de haver apenas dois casos confirmados, a Anvisa destaca que o fungo é considerado um surto por ser um microrganismo novo no país. A agência também disse estar acompanhando os casos e ações relacionadas ao surto. Laboratórios e hospitais de todo o país foram orientados a encaminhar informações sobre possíveis novas infecções.

Candida auris é um superfungo que representa uma série de ameaças à saúde pública. O microrganismo apresenta resistência aos medicamentos usados para tratar infecções e pode ser fatal — principalmente em pacientes imunodeprimidos ou com comorbidades.

Além disso, o fungo do gênero Candida pode permanecer ativo durante longos períodos no ambiente, desde semanas até meses, por também ser resistente a desinfetantes, além da possibilidade de causar surtos por não ser de fácil identificação. 

O primeiro caso de Candida auris no Brasil foi em janeiro de 2020, isolado em uma amostra de ponta de cateter de um paciente isolado na UTI de um hospital em Salvador, Bahia. Na ocasião, 15 pessoas foram contaminadas e destas, duas morreram. Já em dezembro de 2021, o segundo caso de Candida auris foi encontrado em outro hospital da rede pública de Salvador. Os casos foram relacionados à pandemia de covid-19.
 

Fonte: SBT

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.