Eleitor com deficiência já pode pedir transferência para seção adaptada em SC

Divulgação

Os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida podem solicitar a transferência para votar em uma seção adaptada em Santa Catarina até o próximo dia 18 de agosto. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, a solicitação deve ser feita no cartório eleitoral mais próximo e é necessário apresentar documento oficial com foto. 

Neste período, o pedido deve ser feito pelas pessoas que não fizeram o requerimento de mudança de seção até 4 de maio, data do fechamento do Cadastro Eleitoral. O eleitor que não puder ir ao cartório eleitoral poderá fazer a solicitação por meio de curador, apoiador, procurador, acompanhado de autodeclaração ou documentação comprobatória da deficiência ou dificuldade de locomoção, segundo o TRE-SC. 

Nas eleições municipais de 2020 em Santa Catarina, 22.948 eleitores declararam ter um ou mais tipo de deficiência. A maioria informou ter deficiência visual e de locomoção. 

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral, neste ano as urnas eletrônicas terão sintetização de voz com melhoria na qualidade do áudio, voltado para pessoas com deficiência visual. No equipamento também serão falados os nomes de suplentes e vices, além do nome da candidata ou do candidato titular. O teclado da urna tem teclas em Braile.

Os eleitores com deficiência auditiva verão a apresentação de um intérprete de Libras na tela da urna eletrônica, indicando os cargos em votação.

As pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida têm preferência para votar, sendo considerada a ordem de chegada à fila de votação. Segundo o TRE-SC, eles poderão ter ajuda de pessoa de sua confiança, mesmo que não tenha realizado pedido formal antecipado ao juiz eleitoral. No entanto, essa pessoa não pode estar a serviço da Justiça Eleitoral e nem de partido político ou coligação.

Com informações: NSC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.